PROMOTOR MOVE AÇÃO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA CONTRA PREFEITO

Ministério Público de Pernambuco, representado pelo promotor Eduardo Pimentel, entrou com uma ação civil pública contra o prefeito de Águas Belas,  Luiz Aroldo, por ato de improbidade administrativa

De acordo com o MP, o gestor organizou um evento público promovendo a aglomeração de pessoas, desobedecendo as normas sanitárias impostas pela pandemia do coronavírus.

Promotor teve acesso a fotografias e vídeos que mostram o prefeito discursando num hotel de Águas Belas, exaltando suas qualidades políticas perante aproximadamente 100 pessoas.

“Vale dizer que o dolo é de fácil observação. A autoridade não só expediu o decreto municipal que proíbe esse tipo de observação, como expôs em rede social o seu conhecimento pessoal da situação de calamidade e da necessidade de isolamento”, argumentou na ação o representante do Ministério Público.

Prefeito foi autuado, intimado e notificado a apresentar contestação por escrito.

Na ação, o promotor estabelece o pagamento de multa no valor de até 100 vezes a remuneração recebida pelo gestor. É solicitada ainda a perda da função pública e a suspensão dos direitos políticos.

O blog está aberto a publicar a defesa do prefeito junto ao Ministério Público, quando esta for apresentada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário