Natal de Garanhuns

Natal de Garanhuns
A Magia do Natal

Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

segunda-feira, 8 de maio de 2017

UMA HISTORINHA DE MAIS DE 30 ANOS ATRÁS

Mário Caetano está perto dos 50 anos, tem mulher e dois filhos. Ele mora na Cohab II e trabalhou na Coca Cola,  como pedreiro e outras atividades da construção civil.

Outro dia, numa roda de amigos em sua casa, ele lembrava uma história de mais de 30 anos atrás.

Ele morava então no Sítio Muniz, que fica em Garanhuns, mas já nas proximidades do distrito de Freixeiras, que pertence a São João. Trabalhava lá mesmo, no campo, recebendo por semana.

Um dia, o garoto veio à cidade e entrou na loja Iza Calçado, que na época ainda ficava na Rua Dom José.

Escolheu um sapato para jogar futebol, chamado “kichute’”, mas na hora de levar não deu certo: não possuía comprovante de rendimentos e não tinha nem identidade, porque ainda era menor de idade.

Foi quando chegou o dono da loja, o hoje prefeito Izaías Régis, naquele tempo ainda bem jovem, meio cabeludo e vestido na moda, com o jeito descontraído que mantém até hoje.

Perguntou onde o rapaz morava e trabalhava, quanto ganhava por mês, quando podia fazer o pagamento do sapato... E depois da conversa mais ou menos rápida chamou o vendedor e disse: “Faça o crediário do rapaz, pode vender o sapato que ele quer”.

Quinze dias depois Mário voltou à loja, fez o pagamento e procurou o dono do estabelecimento, para agradecer pela confiança.

Izaías pode não lembrar mais do menino, que hoje é homem maduro, mas Mário Caetano nunca esqueceu a atenção que recebeu e a confiança demonstrada pelo comerciante.

O empresário cresceu nos negócios, entrou na política e hoje está no segundo mandato como prefeito de Garanhuns.


Talvez por gratidão devido a um um simples gesto de mais de 30 anos atrás, Mário votou em Izaías nas três vezes em que ele se elegeu deputado e todas as vezes em que o mesmo disputou a prefeitura.  Quando perdeu e quando saiu vitorioso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário