GOVERNO DE PERNAMBUCO

GOVERNO DE PERNAMBUCO
Presença do Governo no Agreste Meridional

Natal de Garanhuns

Natal de Garanhuns
A Magia do Natal

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

O RACIONAMENTO D´ÁGUA EM GARANHUNS

Garanhuns era uma espécie de oásis no Agreste de Pernambuco.
Enquanto cidades como Caruaru, Lajedo, São Bento do Una, Belo Jardim, Santa Cruz do Capibaribe e outras de pequeno e médio porte sofriam com a escassez da água, tínhamos o líquido à vontade. Afinal de contas temos Mundaú, Inhumas e Cajueiro.
Mas as chuvas teimam em não chegar, o tempo vai passando e desse jeito todos os reservatórios tendem a secar.
Para completar, durante dias ou meses vieram os carros pipa de grandes empresas e levaram a água do povo de Garanhuns como quiseram, pagando ou surrupiando, nem se sabe direito como agiram.
Fato é que estamos agora na mesma situação das outras cidades, com um racionamento sério que vai levar as donas de casa e os pais de família à loucura.
A água só chega nas torneiras a partir desta semana a cada oito dias. Teremos que economizar no banho, para escovar os dentes, cozinhar, lavar roupa. Lavar carro será uma irresponsabilidade.
No grupo do Facebook “Eu Amo Garanhuns”, que tem quase 40 mil seguidores na cidade, Marcelo Torreão há dias vem repetindo um texto sobre o racionamento. Como muitos moradores do município, ele está irritado e acredita que o drama poderia ter sido evitado ou adiado, se a Compesa tivesse dado ouvidos ao alerta dos garanhuenses.
Vamos ao texto publicado na Rede Social, antes mesmo que o tal racionamento começasse:
A Compesa (Companhia Pernambucana de Saneamento) anunciou que a partir do dia 06 de fevereiro, será dado início ao "racionamento" em Garanhuns e região.
Será 1 dia com água e 8 sem.
E agora? Tantos alertaram para esse fato, e a permissão, junto com a omissão, flertando com a irresponsabilidade, propiciaram esse acontecimento indecente para nosso povo de Garanhuns e região.
Alertamos que as Indústrias Moura, de Belo Jardim, e as Granjas Almeida, de São Bento do Una estavam retirando água da "Barragem do Cajueiro". O que os Almeida fizeram? 
Esfregaram nas nossas caras uma fatura no valor de 14 mil reais, alegando que pagavam pela água e a Compesa, por outro lado, informando que estava tudo sob controle...
E agora? O que vão fazer?
Agora é a parte fácil do problema...
*RACIONAMENTO!!!!*
O povo que sofra!!!!!
A barragem de Inhumas está com 7% de volume, Mundaú está com 30% e o Cajueiro está com 60%. Águas suficientes apenas para 9 meses de estiagem. A Compesa está se valendo de previsões de chuvas para março e abril. Fatores climáticos são imprevisíveis!!!! Não somos deuses da chuva.
Alguns defensores da retirada de água pelas indústrias, alegaram que a água era de todos.
Claro que sabemos disso!!!
Porém não esqueçam que eles detém o poder econômico e podem perfurar poços ou buscar água, com seus imensos caminhões pipas, lá no São Francisco....E nós, podemos?
"Os botes Salva-Vidas também são para todos, porém, na emergência, mulheres e crianças vão primeiro.
As águas são para todos, porém, na emergência, os seres humanos vem em primeiro lugar e as AVES e as BATERIAS, vem depois"
E agora?
*RACIONAMENTO!!!!!*
Quero ver se a Compesa vai continuar "vendendo" água para as Indústrias e os Almeida postando faturas nas redes sociais.

Acorda Garanhuns!
O texto de Marcelo é um verdadeiro desabafo e ele escreveu o que muitos garanhuenses gostariam de ter escrito ou falado, nas ruas ou emissoras de rádio.
A chuva é imprevisível, ninguém sabe quando vem em quantidade suficiente para encher as barragens.
O que é previsível é a ganância, a irresponsabilidade e a incompetência de certos homens que colocam em primeiro plano suas aves, suas fábricas de baterias, seus lucros e não se importam que uma população de mais de 150 mil habitantes (incluindo os moradores de Garanhuns e São João) sejam penalizados.
Talvez, devido à seca, todos fôssemos passar por isso do mesmo jeito. Mas teríamos mais alguns meses e quem sabe até abril ou junho as chuvas viriam e aliviariam o sofrimento.
Não acredito que a estiagem prolongada seja um castigo de Deus. A natureza segue seu curso, às vezes influenciada por atitudes dos humanos. Que muitas vezes são desumanos, egoístas, arrogantes, se julgam donos de tudo (até das águas) por conta do seu poderio econômico.
É torcer, é rezar, para que venha uma chuva daquelas. E encha as barragens, os galinheiros, as indústrias de baterias, os barreiros dos pobres e as piscinas dos ricos.
Que não seja um dilúvio, como o que obrigou Noé a construir uma arca gigante, mas que nos permita viver com mais dignidade, com água nas torneiras, fazendo o asseio e livre dos capitalistas que nos tiram tudo: até o líquido necessário à lavagem de roupa ou para levar a comida ao fogo.
Ficamos à mercê do destino. Enquanto Deus não mandar chuva em abundância teremos que conviver com o desagradável racionamento.

E os homens, os governantes, não aprendem a lição. O Nordeste (e o Agreste) continua ao “Deus dará”, a não ser que a transposição das águas do São Francisco realmente vingue.
*Na foto a Barragem do Cajueiro.

3 comentários:

  1. A VINGANÇA DO HOMEM DA MESÓCLISE NÃO TARDARÁ. O VICE PRESIDENTE DOS PETRALHAS QUE TEVE 54 MILHÕES DE VOTOS E FOI ELEITO DUAS VEZES POR ELES, COM RESPEITO A TRANSPOSIÇÃO, COM TEMER(VICE DELES), A INAUGURAÇÃO REALIZAR-SE-Á...

    P.S.: - O erro do PT, do Seboso e da Doida foi não transferir 15 bilhões dos 88 bilhões roubados da Petrobras para terminar a transposição, mas o vice deles, fa-lo-á

    ResponderExcluir
  2. Crises hídricas vem sendo anunciadas há muito tempo.As reeleições de prefeitos e governadores com o presidente foi um tempo mais do que suficiente para que todos eles tivessem pensado grande.

    Eu acompanhei a eleição em Garanhuns.E uma das frases mais repetidas pelo Prefeito Izaías Régis foi "temos que pensar grande".E muitos diziam com suas críticas,o cara foi DEPUTADO ESTADUAL por 2 mandatos e não trouxe para Garanhuns nenhuma fabriqueta de nada nem uma fabriqueta de sabão,como pensar Grande?

    Outros diziam,o Jarbas Vasconcelos não fez nada e sim trouxe um presídio feminino.Outros diziam o Eduardo Campos não fez nada.Miguel Arraes e Joaquim Francisco e Marco Maciel e Roberto Magalhães idem.

    Hoje,em no início do século vinte e as CRISES se repetem periodicamente.Ai se não fosse as três grandes barragens que existem em Garanhuns a coisa seria fatal.

    Ai se não fosse as águas minerais de Garanhuns com vários poços artesianos perfurados nós de todo o Agreste Meridional estaríamos sofrendo muito sem ter água para beber.Garanhuns é a nossa salvação.

    Quando em 2010 Dr. Eduardo Campos ao lado do ex-prefeito Luiz Carlos de Oliveira projetaram fazer a barragem do CAJUEIRO muitos ainda criticaram.

    Foi uma pena que a barragem do Riacho Seco projetada para Brejão não tenha sido construída.Hoje nós teríamos duas grandes barragens servindo a todo o Agreste Meridional.Que falta faz o governo de visão de futuro.Que visão teve o Lula em ter a coragem e o peito em topar a Transposição do Rio São Francisco.Que coragem teve o ex-governador em topar iniciar a Adutora do Agreste que levará água para quase todas as cidades de Pernambuco quando a COMPESA terá água para vender para todos nós.

    Que visão teve o Coronel José Alves em 1939 em construir a barragem do Distrito Igapó em Lagoa do Ouro.Hoje nas terras do prefeito de Quebrangulo -AL , Marcelo Ricardo Vasconcelos de Lima,que tem mais de 400 hectares e que dá uma barragem maior que a feita pelo Coronel com mais de 20 hectares de terras e mais de 4 km de comprimento,cujas águas dariam para abastecer todas as casas de Lagoa do Ouro com grande parte dos sitios vizinhos a Quebrangulo, Bom Conselho e Brejão com Terezinha.

    Em 2011 em Arcoverde,o ex-governador falou que era preciso construir a grande obra no território que pudesse servir a outros municípios.

    Lagoa do Ouro e Correntes,Lagoa do Ouro e Bom Conselho e todo o Agreste Meridional teriam que pensar igualzinho tal e qual pensou o ex-governador e o ex-presidente Eduardo Campos E Luiz Inácio Lula da Silva bem como todos os Generais que construíram as grandes hidrelétricas e barragens pelo Brasil afora.

    ResponderExcluir
  3. Anos e mais anos se passaram e os governos municipais não se programaram e se projetaram com a construção das grandes barragens que abastecem os seus municípios.

    A própria compesa que é do governo investiu pouco nos mananciais,na preservação das matas florestais,na ampliação das barragens que abastecem esses municípios.

    Hoje está todo mundo preocupado com as crises hídricas,a falta do precioso líquido.Em Lagoa do Ouro três grandes barragens abastecem o município: Riacho da Palha,Cova Triste e a Barragem de Igapó construída pelo pai de Dr. Antenor Alves Pedrosa[Coronel José Alves], que foi vereador por Lagoa do Ouro quando a nossa cidade pertencia a Correntes.

    Hoje as três barragens estão praticamente secas.A cidade por uma graça divina está recebendo água de 15 em 15 dias e com vários carros pipas.Mesmo assim estamos sofrendo e o rebanho sendo vendido para não morrer de fome por falta de água e pasto.

    A barragem da COVA TRISTE pertence a Lagoa do Ouro e Correntes e os dois municípios poderiam se unir para ampliar a barragem que tem aproximadamente 1km de comprimento por uns 500 metros de largura cuja fundura em torno de 2 metros no seu paredão de onde sai os canos para abastecer a população de Lagoa do Ouro e Correntes.

    A barragem do Riacho da PALHA se houvesse a ampliação de mais de 8 metros de altura com 500 metros de comprimento teria água para segurar por uns 2 anos de seca.Espaço tem para se ampliar.

    No Distrito de Igapó na terra do prefeito de Quebrangulo Marcelo Ricardo de Vasconcelos Lima tem condições de se construir uma grande barragem com mais de 20 hectares de água com mais de 4 km de comprimento.

    Dr. Eduardo Campos disse lá em Arcoverde em 2011 temos que construir obras no TERRITÓRIO DA CIDADANIA para servir a mais de um município.Barragens de Ihumas, açude da nação e do Cajueiro em Garanhuns com os seus poços artesianos tem sido a nossa salvação.Garanhuns terra adorada tu és a razão do nosso viver,forneces as águas minerais para nós não passarmos tanta necessidade sem água potável para beber.

    ResponderExcluir