Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

domingo, 31 de julho de 2016

LUCÉLIA SANTOS E LUZ DEL FUEGO

Dora Vivacqua, que ficaria nacionalmente conhecida como Luz Del Fuego, nasceu em Cachoeiro do Itapemirim (ES), mesma terra natal do cantor Roberto Carlos, no ano de 1917. A partir dos anos 20 foi morar em Belo Horizonte (MG) e quando começou sua carreira artística, se apresentando em circos, decidiu viver no Rio de Janeiro.

Embora tenha estudado ciências e letras, Dora optou mesmo pela vida artística e a partir da década de 40 começou a se tornar conhecida.

Ela se apresentava seminua, com duas serpentes se enroscando pelo corpo e sua performance chocava a sociedade brasileira da época.

Luz atuou também no cinema, embora sem o mesmo êxito de suas apresentações como dançarina, seja em circos ou teatros.

Muito antes da atriz Leila Diniz escandalizar o Brasil usando biquíni nas praias do Rio de Janeiro, inclusive quando estava grávida, Luz Del Fuego chamou atenção pelos seus casos amorosos, pela defesa do nudismo e da prática do naturismo.

Chegou a arrendar uma ilha, onde todos só podiam entrar totalmente sem roupa e tentou fundar o Partido Naturista Brasileiro, mas não conseguiu registrar a legenda.

Feminista que estava muito à frente do seu tempo, internada em institutos psiquiátricos e presa mais de uma vez, Dora Vivacqua terminou tendo um fim trágico: foi assassinada por pescadores da Ilha do Sol, onde vivia. O caseiro que trabalhava para a artista foi morta no mesmo dia.

Nos anos 70 a cantora Rita Lee compôs e gravou a música Luz Del Fuego, que foi um grande sucesso na época. A roqueira deixa claro na letra sua admiração por Dora, daí a homenagem na canção que traz versos como: Eu hoje represento a loucura/ mais o que você quiser/Tudo que você vê sair da boca/De uma grande mulher/ Porém louca".

A dançarina escreveu diários que foram publicados em livros e que comprometeram algumas figuras públicas com as quais ela manteve relações sexuais, incluindo um delegado de polícia e um senador da República.

LUCÉLIA – Lucélia Santos nasceu em Santo André, na Grande São Paulo, no entanto aos 14 anos já estava no Rio de Janeiro, estreando na vida artística numa peça de teatro. Nem bem tinha saído da adolescência foi convidada para trabalhar na primeira versão da novela Escrava Isaura, que fez grande sucesso no Brasil e no exterior.

Devido ao folhetim, Lucélia se tornou popular até na China, pois a novela foi exibida por lá. Ainda na TV, a atriz participou de Guerra dos Sexos, da série Malu Mulher, de Ciranda de Pedra, de “Você Decide” e mais recentemente da Dança dos Famosos, no programa do Faustão.

No cinema Lucélia Santos tornou-se uma espécie de musa de Nelson Rodrigues, atuando em vários filmes baseadas em sua obra, como Engraçadinha, Bonitinha Mais Ordinária e Álbum de Família.

Ainda na tela grande integrou o elenco de “Kuarup”, baseado no famoso romance do escritor Antônio Calado.

Nos últimos anos a atriz teve seu nome cotado para participar das novelas Alto Astral, Paraisópolis e Escrava Mãe, mas ela não chegou a se acertar com a Globo e a Record, deixando frustrado muitos dos que ainda lembram dela e a admiram.

Lucélia interpretou Luz Del Fuego no filme homônimo, de 1982, onde aparece inteiramente nua na maioria das cenas.

O longa fez muito sucesso e a imprensa brasileira registra que o ex-ditador Fidel Castro, de Cuba, até hoje guarda uma cópia do filme e se confessa fã de Lucélia Santos.

*Fotos: Lucélia Santos como Luz Del Fuego e a verdadeira personagem.

ARMANDO MONTEIRO FORTALECE PALANQUE DE RAQUEL LYRA NA CAMPANHA POLÍTICA DE CARUARU

Caruaru, com 209.898 eleitores (segundo o TRE),  terá este ano uma das disputas eleitorais mais acirradas de sua história política. É que três candidatos muito fortes tentam a prefeitura: Jorge Gomes, do PSB, apoiado pelo atual prefeito, José Queiroz (PDT) e pelo governador Paulo Câmara; Tony Gel (PMDB), que já governou o município duas vezes e Raquel Lyra (PSDB), filha do ex-governador João Lyra Neto.

Para apimentar ainda mais a campanha, que está para começar, o senador Armando Monteiro (PTB), oposição ao Governo do Estado, se uniu ao grupo Lyra e uma vitória de Raquel em Caruaru será também uma derrota de Paulo Câmara.

No Recife, Caruaru, Garanhuns e outras grandes cidades de Pernambuco a oposição está com candidaturas fortes, seja pelo PTB, PT (na capital) ou PSDB (caso da capital do Agreste).


Quem ganhar nos maiores colégios eleitorais, este ano, se fortalece para 2018.

MULTIDÃO PRESTIGIA ENCERRAMENTO DO FESTIVAL

Mesmo com a crise, os poucos recursos investidos pelo Governo do Estado (em relação a outros anos), as críticas aos artistas contratados para se apresentar na Praça Mestre Dominguinhos, o inverno atípico com pouca chuva e muito frio (pelo menos na maioria dos dias), a divulgação em cima da hora e outros problemas, o Festival de Inverno novamente encheu as ruas da cidade e lotou o principal ponto do evento, notadamente no sábado do encerramento.
A foto acima, postada nas redes sociais pelo professor Aldemir Fernandes (irmão do prof. Albérico Vilela, diretor do Diocesano), diz tudo: “O FIG mais uma vez estourou a boca do balão”.

É uma evidência, ou uma prova, que a maior atração do Festival de Inverno é mesmo Garanhuns, a cidade mais bonita do interior pernambucano, com um clima que lembra o  dos municípios do Sul e Sudeste do Brasil, ou mesmo países da Europa.
O FIG continua o nosso maior patrimônio em termos de evento!

NEIDE REINO FAZ GRANDE CONVENÇÃO EM CAPOEIRAS

Uma multidão prestigiou a Convenção de Neide Reino e Juju (PSB), candidatos à reeleição em Capoeiras. O ato partidário do Partido Socialista foi registrado no Blog do Faguinho, que na foto dá uma boa ideia da intensa participação popular no encontro político.
Neste domingo, dia 31, na “quadra do queijo de coalho”, será realizada a convenção que irá indicar Carlos Batata e Edna como candidatos oposicionistas a prefeito e vice, na eleição que será disputada em Capoeiras.

Neide Reino é apontada como favorita no pleito, mas Batata, muito confiante, promete surpreender.

PAPA RECEBE VIÚVA DE PAULO FREIRE

A viúva do educador Paulo Freire (1921-1997), Ana Maria Araújo Freire, foi recebida pelo papa Francisco em uma audiência privada no Vaticano. O encontro teria durado cerca de 40 minutos. Segundo o relato de Nita, como é conhecida, Francisco afirmou já ter lido “Pedagogia do Oprimido”, a obra mais famosa de seu marido.
Na audiência, que teria ocorrido no último mês, ela entregou uma carta na qual elogia o papado e pede ajuda para que Francisco interceda junto a sacerdotes (“sobretudo dominicanos, salesianos e jesuítas”) para que cedam cartas que receberam de Paulo Freire sobre a Teologia da Libertação – corrente de origem latino-americana que defende uma igreja voltada aos mais pobres.
Ela também pediu que, se possível, fossem abertos os arquivos do Vaticano para que soubessem qual a influência das ideias de Freire nos pontificados, a partir da publicação de Pedagogia do Oprimido, em 1970. As informações foram publicadas pelo jornal Folha de S. Paulo nesta segunda-feira (25).
Legado para a educação
Nascido em 1922 na cidade de Recife (PE), Paulo Freire se tornou o mais célebre educador brasileiro, tendo sido nomeado Doutor Honoris Causa de 28 universidades pelo mundo, como Harvard, Cambridge e Oxford, com obras traduzidas em mais de 20 idiomas.
Conhecido pelo método de alfabetização de adultos que leva o seu nome, Freire criticava os meios de ensino oferecidos pela maioria das escolas (chamados de “educação bancária”), em que a educação é vista como algo alienante, que não busca desenvolver o espírito crítico dos alunos. Assim, passou a defender a necessidade de empoderamento dessas pessoas, por acreditar no conhecimento como forma de libertação das opressões sociais.
Segundo ele, o ensino deveria habilitar o estudante a “ler o mundo”, na famosa expressão do educador, para que possa transformar a realidade em que vive e lutar contra as injustiças a que muitos são submetidos. Desde 2012, Freire é considerado o Patrono da Educação Brasileira.
NOS ESTADOS UNIDOS

Apenas um livro de autor brasileiro aparece entre os 100 títulos mais pedidos pelas universidades dos Estados Unidos, de acordo com o projeto Open Syllabus. O projeto reúne ementas de disciplinas de instituições de ensino superior em todo o país e descobre quais são os livros mais solicitados pelos professores.

O único livro brasileiro a aparecer nos “100 mais” da lista é de Paulo Freire. Pedagogia do Oprimido, publicado pela primeira vez em 1974, aparece na 99.ª posição da lista. Segundo o Open Syllabus, o livro é requisitado em 1.021 ementas de universidades e faculdades dos EUA. Não é pouca coisa: o livro fica à frente de clássicos como Rei Lear, de Shakespeare; Moby Dick, de Herman Melville; e O Banquete, de Platão.

Pedagogia do Oprimido, de acordo com o projeto, também é o segundo livro mais pedido dentre todos os da área de educação. Perde apenas para Teaching for Quality Learning in University: What the Student Does, de John Biggs.
Outro livro bastante citado de um brasileiro (pelo menos dos que o blog conseguiu rastrear) é do ex-presidente e sociólogo Fernando Henrique Cardoso. Dependência e Desenvolvimento na América Latina tem 141 citações.
Como curiosidade, outros brasileiros que aparecem nas ementas são Clarice Lispector (A Hora da Estrela tem 40 citações); Machado de Assis (Dom Casmurro, com 33); e Euclides da Cunha (Os Sertõesaparece 27 vezes).

Dentre os paranaenses, há Dalton Trevisan, com duas citações, e Cristovão Tezza (O Filho Eterno, com uma citação).

*Fonte: Portal Fórum e Blog da Gazeta do Povo

PROFESSORES DO COLÉGIO SANTA JOANA D´ARC PARTICIPAM DE FORMAÇÃO CONTINUADA


A família Joana D´Arc está reunida para mais uma formação continuada, em preparação para o início do novo semestre letivo.

Todos os professores do Colégio recebem capacitação e formação constantemente, para uma melhor reflexão e revisão de sua prática docente.

Entendemos que o aluno é o nosso verdadeiro patrimônio, com isto, toda a equipe deve estar devidamente preparada para oferecer uma educação de qualidade e norteada de valores.

No encontro, os professores participaram de diferentes momentos, com os palestrantes: Ivanildo Duarte e as psicólogas Suelane Alves e Raquel Ribeiro.


Venha fazer parte dessa família, seja aluno CSJD!

WAGNER MARQUES E CLARICE LISPECTOR

r    
Givaldo Calado de Freitas*

Não, amigo. Não! O Wagner é daqui. Das terras de Simoa. Que um dia resolvemos homenagear atendendo a tantos pedidos da sociedade civil organizada da nossa cidade. Não, amigo. Não! No que pese Clarice ser internacional. No que pese ser a nossa maior contista, romancista... Enfim, a nossa maior... Mas Wagner é daqui. E pronto. E promete ser a nossa Lispector de calça, no porvir. E estamos conversando. Quem sabe até ele será o nosso Machado.

Ah! Sei lá. Sei lá. Preciso ordenar melhor minha cabeça. Focá-la num objetivo. Objetivo ainda não definido. De vida? Sei lá. Sei lá. Até quando? Até quando? Cobro-me. É terrível... Amigo.

Enquanto decorre... E escorre... Recebo cobranças e cobranças de amigos e amigas como você. O que dizer? O que dizer? Valho-me do Senhor. E, resignado, deixo tudo em suas mãos.

Deus me fez assim. Aos meus, tudo. Todas as honras. Todas as glórias.

Prosa é conferir em "Isso Que Escorre". Que li num fôlego só.
E por ter feito isso, sobrou-me tempo para conferi-lo. Devagar. Devagarinho. A tempo de avaliar a dor de Cássia e a tristeza de Murilo na peleja em que se meteram. Sobretudo, quando o amor deles "escorria" no que se chamava tempo. O "inconfessável tempo". E seus atos.

Penso que Wagner conseguiu contar em seus maravilhosos contos - quinze? - muito do que a grande Clarice Lispector não contou em seus "Todos os Contos". E a todos digo isso. Como o fiz nesse FIG. A Karina. A Aristóteles. E a tantos presentes. Aposto nesse “menino”. Conheço-o!


*  Figura pública. Advogado de Empresas e Empresário.

sábado, 30 de julho de 2016

CINCO PREFEITOS DO AGRESTE TROCAM DE VICE

Normalmente o prefeito que disputa a reeleição mantém o (a) vice na chapa. Este ano, porém, quatro prefeitos da região, por motivos distintos, resolveram mudar o companheiro de campanha.

Em Garanhuns Izaías Régis (PTB) terá ao seu lado o vereador Haroldo Vicente, substituindo Rosa Quidute, que não disputará cargo algum.

No município de Lajedo, embora o prefeito Rossine Blesmany tenha trabalhado os quatro anos em sintonia com o vice Ramos, terá na sua chapa, este ano, a vereadora Leda Machado.

Outra mudança aconteceu em Bom Conselho, e praticamente de última hora. Argumentando que não está mais com o “pique” necessário para enfrentar uma campanha política, Josefa Ferreira desistiu da vice e indicou a filha Cláudia Ferreira para substituí-la.

Segundo o blogueiro Tiago Padilha, Cláudia, ex-secretária de Finanças do Município, irá compor a chapa majoritária encabeçada pelo atual prefeito, Dannilo Godoy.

Sai Dona Josefa e entra Cláudia, de modo que a participação das mulheres na política do Agreste continua expressiva, conforme mostramos em reportagem publicada esta semana.

O quarto prefeito que disputará a reeleição com um vice diferente é Padre Jorge, de Iati. O vice Antônio de Lula rompeu com o gestor e deve ser candidato ao Governo Municipal.

Por isso que Padre Jorge terá ao seu lado, na campanha deste ano, o vereador conhecido na cidade como Kêkêta (sic).

Como em Iati, em São José o vice José Costa não quer mais conversa com o prefeito Genaldi Zumba. Resultado: O Zé é candidato pelo PTB e o titular tenta mais quatro anos tendo Geraldo do Cestão na chapa do PSD.

*Na foto do Blog de Tiago Padilha a nova vice de Danillo Godoy, a ex-secretária Cláudia Ferreira.

ISABELLA LUBRANO E A LITERATURA NO YOUTUBE

No YouTube existem muitos canais voltados para a literatura brasileira e universal. Umas das melhores opções é o “Ler Antes de Morrer”, comandado pela jornalista Isabella Lubrano.

Simpática, bem informada e apaixonada por livros, Isabella fala de literatura de um jeito simples e gostoso, fazendo boas resenhas de livros importantes como “Cem Anos de Solidão”, de Gabriel Garcia Márquez; “Madame Bovary”, de Gustave Flauber; “Crime e Castigo”, de Fiódor Dostoiévski; “Senhora”, de José de Alencar, “Dom Casmurro, de Machado de Assis e “Incidente em Antares, de Érico Veríssimo.

A jornalista comenta muitas outras obras desses e de outros bons autores, aponta as tendências da literatura contemporânea, compara bons romances com suas adaptações para o cinema e diversifica bastante os temas tratados, sempre tendo como foco principal textos de bons autores, com dicas legais para quem deseja se aprofundar no mundo das letras.

Recomendo o canal a todos que gostam de uma boa leitura e não dispensam um pouco mais de cultura em suas vidas.


Isabella Lubrano também assina um blog na mesma linha, mas o canal do YouTube é mais prazeroso porque podemos nos encantar com sua maneira de falar de livros, sua voz gostosa e comentários objetivos,  muitas vezes ilustrados por imagens e vídeos representativos.

MEL DA MOCHILA É CANDIDATA A VEREADORA DO DEM

O Democratas (DEM) em Garanhuns, que tem Claudomira Andrade na disputa majoritária, terá como candidata à Câmara Municipal a feminista Mel da Mochila, que vem recebendo apoios importantes nos últimos dias, como o de Elizangela Fabricia Ramos, do Grupo Garanhuns Onde o Nordeste Garoa.

Eli era pré-candidata a vereadora, mas desistiu da disputa para apoiar Mel da Mochila, que a seu ver tem todas as condições de representar bem Garanhuns no Legislativo Municipal.

Outras duas pré-candidatas do DEM também desistiram e fizeram o mesmo que Elizangela, declarando apoio a Mel da Mochila. 

O blog está divulgando sempre que possível os nomes dos candidatos à Câmara Municipal de Garanhuns. Contatos podem ser feitos pelo e-mail robertoalmeidacsc@gmail.com ou telefone 87-99938.9845


DEM OFICIALIZA CANDIDATURA DE PRISCILA NO RECIFE

O Democratas (DEM) oficializou, na manhã deste sábado (30), o nome da deputada estadual Priscila Krause como candidata à Prefeitura do Recife. O empresário Alcides Cardoso foi confirmado como vice na chapa. O anúncio foi feito no plenário da Câmara do Recife, no bairro da Boa Vista, na área central da capital, onde aconteceu a convenção dos diretórios municipais do Democratas e do Partido da Mobilização Nacional (PMN).


"Eu quero ser prefeita do Recife para liderar na cidade um processo de transformação na vida das pessoas com a experiência de 12 anos como parlamentar que acompanhou as últimas gestões da cidade de perto, sabendo exatamente o que pode ser feito de diferente para que elas possam retormar a crença de que podem, junto com o Poder Público, construir uma cidade melhor", afirmou a candidata ao chegar para o evento, que contou com a presença do ministro da Educação, Mendonça Filho. 

Filha do ex-governador de Pernambuco Gustavo Krause, Priscila tem 38 anos e é formada em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (Unicap). Elegeu-se vereadora do Recife nos anos de 2004, 2008 e 2012 e foi eleita deputada estadual em 2014. Na Assembleia Legislativa de Pernambuco, participa das Comissões de Negócios Municipais, de Ciência e Tecnologia, de Finanças e Orçamento e de Defesa dos Direitos da Mulher.

Já o candidato a vice-prefeito da chapa é estreante na política: Alcides Cardoso, de 46 anos, atua no ramo de estacionamento há 14 anos. Filiado ao PMN, o empresário pretende contribuir na construção do programa de governo da democrata com sua experiência no empreendedorismo. (Fonte: G1 PE).

OS NÚMEROS DA 26ª EDIÇÃO FESTIVAL DE INVERNO

Depois de intensos dez dias de atividades artísticas, culturais e de formação, pela 26ª vez, o Festival de Inverno de Garanhuns se consagra como um dos maiores do país, pela qualidade, diversidade e público visitante. Homenageando o músico Naná Vasconcelos, pela sua brilhante contribuição à arte e a cultura do país, o 26º FIG foi um sucesso e atraiu visitantes e turistas de todo agreste e outras partes do país.

Tendo como grande vitrine o palco da Praça Mestre Dominguinhos – onde se apresentaram grandes nomes da música nacional, a exemplo este ano de Gal Costa, Elza Soares, Elba Ramalho, Alceu Valença, Zeca Baleiro, Otto, Margareth Menezes e Biquini Cavadão – o FIG é cada vez mais, também, das artes visuais, do teatro, do circo, da dança, da literatura, do audiovisual, do artesanato, dos patrimônios culturais, dos pontos de cultura e também da educação. 

Foram 500 ações artísticas de todos os segmentos, em mais de vinte polos de programação, e um público circulante que girou em torno de 350 mil pessoas. O orçamento reduzido não impactou na qualidade das ações e no incremento do formato. Este ano, algumas novidades foram apresentadas: o projeto Som na Rural, que durante oito dias apresentou uma mostra de músicos e bandas da cena contemporânea mais autoral e experimental de Pernambuco.

Destaque também para a 1ª Mostra de Teatro Alternativo, na Casa Galeria Galpão, bem como a realização de 15 Intervenções Teatrais de Rua, ação que pretende atingir novos públicos para o teatro. Feito em parceria com o Movimento de Teatro Popular de Pernambuco, aconteceu nas ruas, feiras e praças, com diversos grupos de teatro de rua com uma proposta dramatúrgica de discutir temas e questões comuns que fazem parte da realidade de muitos, como o racismo, a política, a violência contra a mulher, etc. Estima-se que até 7 mil pessoas tenham sido atingidas com esta ação.

Novidade também foi a volta do circo para o Parque Euclides Dourado, a mudança de endereço do Palco Pop Forró e a ampliação do projeto Outras Palavras, um programa da Fundarpe e Secult de estímulo a ações articuladas entre Cultura e Educação.

Realizado pelo Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria de Cultura de Pernambuco e da Fundarpe, o FIG este ano contou com recursos públicos da ordem de R$ 6.5 milhões. Este ano, o Governo celebrou parcerias importantes. Além da Prefeitura de Garanhuns, o FIG contou com a CEPE e o Sesc, que custearam ações na Praça da Palavra, além de no teatro e dança; e o Sebrae, que foi parceiro na execução do Armazém da Arte e Negócios, que levou mestres artesãos pernambucanos para expor e vender seus produtos no Pavilhão. Com público recorde, o Armazém promoveu negócios na ordem de R$ 100 mil reais.

A integração entre as instituições foram decisivas para manter o FIG no mesmo padrão de qualidade e diversificação. Após dez dias intensos de arte e cultura, vamos construindo também um modelo mais viável para que possamos manter esse evento, que é um patrimônio do povo pernambucano”, coloca o secretário de Cultura de Pernambuco Marcelino Granja.

Para a presidente da Fundarpe, Márcia Souto, mesmo com um orçamento menor, o FIG está consolidado como um festival de qualidade, uma mostra artística que atrai a atenção da mídia de todo país. “A repercussão positiva deste evento é uma prova de que seu formato está consolidado. Ou seja, de ser um festival democrático, construído a partir de convocatórias públicas e comissões de análise formadas por profissionais de cada setor, o que atesta a qualidade do que está sendo levado para os shows, as mostras, palestras, debates, oficinas, e apresentações de um modo geral”, diz Márcia.  Márcia também destaca debates políticos importantes que aconteceram no FIG, que discutiu questões de gênero, e da diversidade cultural, do patrimônio e educação.

A secretária executiva Silvana Meireles, confirma a importância das parcerias, este ano, no FIG. “A parceria com a CEPE vem sendo ampliada nesses dois últimos anos em várias ações da Secult e da Fundarpe. A Praça da Palavra e a co-realização do ‘A gente da Palavra’ são provas da consolidação dessa parceria, um esforço do governo em prol da leitura e da cidadania. O Sesc abrigar a expo de Daniel Santiago foi um dos acontecimentos mais importantes, artista singular para o segmento no país”, pontuou.

Assim como no ano passado, o FIG 2016 mais uma vez promoveu e aproximou o diálogo entre Cultura e Educação, tendo a ação do Outras Palavras como principal vetor deste enlace. O objetivo do projeto – que reuniu cerca de 300 pessoas, entre gestores da Secretaria de Cultura, de Educação, professores e estudantes - é garantir que o público das escolas públicas tenha acesso a toda diversidade cultural do estado, para além do que estabelece o currículo escolar. “Por isso o nome Outras Palavras, para sair do tradicional que há nas escolas, fazer com que os jovens conheçam novos escritores, além de todas as expressões da arte, além de estimular estudantes que já se destacam em expressões artísticas”, diz a vice-presidente da Fundarpe Antonieta Trindade.

Além do Outras Palavras, a Educação no FIG promoveu o desenvolvimento do aplicativo FIG 2016, por alunos do curso de Manutenção e Suporte em Informática da Escola Técnica Estadual de Bezerros. Contou ainda com 30 estudantes pós-intercambistas do programa Ganhe o Mundo, que foram envolvidos em diversas atividades do FIG, tais como as oficinas de formação, e produção da Praça da Palavra e dos palcos Dominguinhos, Cultura Popular, Pop e Forró.

Foram em torno de 240 apresentações musicais, espalhadas pelos palcos Dominguinhos, Pop Forró, Cultura Popular, Instrumental, Pontos de Cultura e Mamulengos, além das ações de Preservação do Patrimônio, Música na Catedral, Programa do Conservatório de Música e Som na Rural. O projeto foi a novidade musical do FIG este ano, reunindo um público de 800 a mil pessoas, por noite, nos intervalos do Palco Pop.

A cada ano cresce no FIG o interesse das pessoas pelas artes visuais, fotografia, design e moda. Essas linguagens tem endereço certo no FIG, que é a Casa Galeria Galpão. O sucesso do lugar é tanto que este ano ele ganhou uma mostra de Teatro Alternativo. O espaço recebeu, até o último dia do FIG, um público em torno de 4.500 pessoas.  Entre as ações que se destacaram este ano, e mais despertaram o interesse do público, está o AcervoBoutique, das figurinistas, especialistas em garimpar peças de vestuário pelo Brasil e mundo afora, Carol Monteiro e Maria Rosa.


O artista plástico Cavani Rosas expôs desenhos, cenários e storyboards na exposição Cavani vai do Cinema. O fotógrafo Ricardo Labá deixou hipnotizada a plateia de sua intervenção Labá + O som das Imagens, na qual cria, ao vivo, uma trilha sonora percussiva para suas fotografias. (Da Assessoria de Imprensa da Secretaria de Cultura do Estado).

sexta-feira, 29 de julho de 2016

MULHERES ENTRAM COM FORÇA NA POLÍTICA


As mulheres estão aumentando sua participação na política no Agreste Meridional e outras regiões de Pernambuco. Temos candidatas a prefeita, vice-prefeita e vereadoras em diversos municípios.
Em Capoeiras Neide Reino (PSB) disputa a reeleição,  o mesmo acontecendo em São Bento do Una,  com Débora Almeida. No primeiro município Batata escolheu como vice a ex-conselheira tutelar “Edna de Ivo”, como é mais conhecida na cidade. Na terra dos Valença o candidato da oposição, Washington Cadete (PTB), terá como companheira de chapa a vereadora Fátima Queiroz.
Aqui em Garanhuns Rosa Quidute não é mais a vice de Izaías Régis, mas em compensação temos uma mulher – a advogada Claudomira Andrade – disputando a eleição majoritária.
No município de Jupi, que já é governado por uma mulher, Celina Brito, a candidata do grupo governista é sua sobrinha Edjânia. O representante da oposição, empresário Marcos Patriota, tem na sua chapa a ex-primeira dama Rivanda Freire, viúva do ex-prefeito Betinho.
Pertinho, em Caetés, a vereadora Cláudia está cotada para ser a vice de Benedito (PSB). Temos também uma mulher na política de Iati: Ana de Torquato, filha do ex-prefeito do município (por dois mandatos) João Torquato, é a vice de Assis do Posto, talvez o único candidato na região do partido Rede da Sustentabilidade.
Rossine Blesmany (PSD), que disputa a reeleição em Lajedo, terá na vice a vereadora Leda Machado. 

No Recife continua a expectativa de que a deputada estadual Priscila Krause (DEM), casada com o garanhuense Jorge Branco, filho do Dr. José Tinoco, seja candidata à prefeitura para tentar desbancar Geraldo Júlio (PSB) do poder.
Dilma Rousseff pode não ter se dado bem como a primeira presidenta do Brasil, mas nem por isso as mulheres estão fugindo à luta e quem sabe no futuro teremos uma maior representação feminina nos poderes Executivo e Legislativo.
Atualmente menos de 10% do Congresso Nacional é formado por mulheres, num país em que há muitos anos elas são maioria.
Fotos: 1) Priscila Krause (Recife), Rivanda (Jupi), Ana de João Torquato (Iati) e Leda (Lajedo).

GLÓRIA PIRES DÁ UM CHUTE NA LOUCURA

CULTURA E HISTÓRIA - Fernanda Montenegro há décadas é considerada a melhor atriz do Brasil. Uma espécie de rainha, com trabalhos relevantes no teatro, cinema e televisão.
Mas a nossa diva nos palcos está com mais de 80 anos e embora continue atuante e soberana, há de se pensar em quem vai suceder sua majestade quando ela se aposentar.
Um bom palpite é Glória Pires, natural do Rio de Janeiro e que como a outra há décadas vem encantando os brasileiros e alguns estrangeiros (já que alguns trabalhos seus extrapolaram fronteiras) com interpretações marcantes em filmes, novelas e peças teatrais.
Glória já provou seu talento em novelas como Vale Tudo, O Rei do Gado, Guerra dos Sexos e Anjo Mau.
Brilhou mais ainda no cinema com suas participações de destaque em A Partilha, O Quatrilho, Flores Raras, Lula – O Filho do Brasil e Se Eu Fosse Você, este último uma comédia em que contracena com Tony Ramos e devido ao sucesso que fez teve uma sequência.
O filme, contudo, que a meu ver consagra de vez a competência da artista é “Nise – No Coração da Loucura”, lançado no país em 2015, com direção de Roberto Berliner.
É uma das melhores produções nacionais das últimas décadas, contando a história incrível de Nise da Silveira, uma médica psiquiatra que já nos anos 40 lutava para humanizar o tratamento dado aos doentes mentais.
Mulher determinada, se posicionou de forma radical contra os tratamentos psiquiátricos adotados na época (e ainda hoje em alguns locais), não aceitando os eletrochoques, a lobotomia (intervenção cirúrgica no cérebro) e a insinuloterapia.
No filme encontramos uma Glória Pires envelhecida de propósito, fazendo com perfeição o papel da médica.
A psiquiatra fez uma revolução no Hospital Dom Pedro II, no Rio de Janeiro, substituindo os métodos violentos de tratar com os loucos pela atenção, o amor e a ocupação dos pacientes com trabalhos artísticos, especialmente a pintura e a escultura.
O retorno foi além do esperado, muitos dos internos se revelaram verdadeiros artistas e seus trabalhos foram expostos em galerias importantes e ainda hoje fazem parte do acervo de museus do Rio de Janeiro.
O trabalho de Nise da Silveira, criticado pelos colegas médicos que defendiam a violência no tratamento da loucura, foi reconhecido por Carl Jung, talvez o psiquiatra mais renomado do mundo depois de Freud.
“Nise – O Coração da Loucura” é um filme ótimo, bem acima da média do que se tem feito no Brasil nos últimos tempos.
Embora seja bem dirigido, tenha um bom roteiro e o elenco como um todo seja merecedor de aplausos, não podemos deixar de reconhecer que o brilho maior do longa está na atuação impecável de Glória Pires, talvez hoje a melhor atriz do país depois de Fernanda Montenegro.

PSOL REALIZA CONVENÇÃO EM GARANHUNS

O PSOL Garanhuns realiza a sua convenção para homologação das candidaturas a vereador na próxima terça-feira, dia 2 de agosto. O ato político será realizado na Escola Estadual Professor Jerônimo Gueiros, às 19h30.


Segundo o professor Jailton de Melo Elias, um dos dirigentes do PSOL local, a principal bandeira do partido no processo eleitoral será a defesa de melhorias na educação, “de modo a se construir uma cidade diferente e melhor”.

CLAUDOMIRA REALIZA CONVENÇÃO NO DOMINGO

Confirmado o nome do médico Severino Vieira (PV) como vice de Claudomira Andrade, candidata à prefeitura de Garanhuns pelo DEM, a convenção que irá homologar a chapa oposicionista será realizada no próximo domingo, dia 31, a partir das 15h, no Colégio Sagrada Família, na Rua Santa Quitéria, 804, no bairro de Heliópolis.

Na última pesquisa realizada no município pelo Instituto Contexto, com registro no TRE, Dra. Claudomira ficou em segundo lugar, atrás do prefeito Izaías Régis (PTB), este bem à frente dos demais concorrentes.

A convenção do PTB e partidos aliados será no dia cinco de agosto, na sede da AGA.

Paulo Camelo (PCB) ainda não informou quando irá homologar sua candidatura, assim como Valter Couto.


O vereador Sivaldo Albino (PPS), caso decida também entrar na disputa, tem até o dia cinco do próximo mês para homologar a chapa majoritária.

*Foto reproduzida do Blog de Carlos Eugênio

ZAQUEU TENTA EMPLACAR O QUINTO MANDATO

Garanhuns terá nas eleições proporcionais deste ano em torno de 70 candidatos à Câmara. Desses, alguns já foram mostrados no blog, com suas histórias, lutas e propostas de trabalho caso cheguem no Legislativo Municipal.

Um dos candidatos a uma vaga na Casa Raimundo de Moraes é o vereador de quatro mandatos Zaqueu Lins (PRB), por três vezes o mais votado na disputa proporcional. Um fato único na história do município.

Além desse feito, Zaqueu foi candidato a deputado estadual dois anos atrás e beirou os 20 mil votos só em Garanhuns. Só não garantiu a cadeira porque não teve apoios fortes em outros municípios da região.

Bastaria ter um grupo representativo em São João, por exemplo, para lhe dar em torno de dois mil votos, que Garanhuns hoje estaria com representação na Assembleia Legislativa.

Com todo esse histórico, o prestígio junto a diferentes camadas sociais do município e o fato de estar no grupo do prefeito Izaías Régis, estaria Zaqueu com uma eleição já garantida?

Logicamente que não porque não se ganha eleição de véspera e muitas surpresas já aconteceram na história política de Garanhuns e do Brasil, tanto em termos majoritários como proporcionais.

Zaqueu está consciente disso, não gosta do “já ganhou” e pede aos amigos que parem de aponta-lo como eleito ou como o mais votado nas eleições deste ano.

O vereador confessa que gostaria apenas de se reeleger, não importa se em primeiro ou em último lugar.

“Tenho consciência do trabalho realizado e apenas queria mais uma vez o reconhecimento do eleitor”, observa o representante do PRB.

Zaqueu Lins é evangélico, mas transita também no eleitorado católico, espírita ou de qualquer outra religião, pois não alimenta preconceitos ou fanatismo.

Apaixonado por Garanhuns, homem de muitos amigos na cidade, deseja tão somente continuar sua missão. Servindo aos mais humildes e contribuindo com o desenvolvimento da terra que adotou como sua.

*O blog continua aberto a publicar reportagens sobre candidaturas proporcionais, sejam do grupo governista ou da oposição. Contatos podem ser feitos pelo e-mail robertoalmeidacsc@gmail.com ou fone 87-999389845.

ARMANDO E BENEDITO REALIZAM CONVENÇÕES


Os dois principais partidos políticos de Caetés, PTB e PSB irão realizar as convenções para homologação das candidaturas majoritárias e proporcionais no início de agosto.

Os socialistas fazem o seu encontro no dia 3, no prédio da Câmara de Vereadores, confirmando o nome do ex-secretário de Obras do município, Benedito, como candidato a prefeito.

Como vice da chapa do PSB o nome mais cotado é o da vereadora Cláudia, esposa do ex-vereador Jocelino.

A princípio o casal ficou insatisfeito com a escolha feita pelo ex-prefeito Zé da Luz e um parente dos dois chegou a comunicar ao blog que a vereadora e o marido ficariam neutros na campanha.

Joselino e Cláudia, porém, repensaram a decisão e hoje em Caetés a informação é que ela será vice de Benedito e o esposo candidato a vereador.

ARMANDO – O prefeito Armando Duarte realiza a convenção do PTB e partidos aliados no dia 5, no Centro de Eventos da cidade, com a presença de todos que integram seu grupo político, do deputado estadual Claudiano Martins e outras autoridades.

Armando disputa a reeleição com apoio da maioria dos vereadores e dos ex-prefeitos Lindolfo e Aercio, que estiveram do outro lado quatro anos atrás.

As pesquisas internas realizadas no município apontam o petebista bem posicionado, mas a oposição acredita que pode surpreender.

O vice na chapa de Armando Duarte é o atual vice-prefeito, Severino Gordo.

*Nas fotos acima Armando e Benedito, que já fazem o corpo a corpo com os eleitores.