Natal de Garanhuns

Natal de Garanhuns
A Magia do Natal

Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

CIRO GOMES CHAMA MICHEL TEMER DE FROUXO

Numa entrevista de pouco mais de 50 minutos ao Canal K, no YouTube, o ex-governador e ex-ministro Ciro Gomes (PDT) chamou o presidente Michel Temer de “frouxo e medíocre”. Para o político cearense, o Brasil não merece um político tão pequeno e incapaz comandando o seu destino.

O cearense disse que conhece Temer há muito tempo e revelou ter sido contra a escolha dele para vice de Dilma Rousseff pelo então presidente Lula. “Eu fui contra a inclusão do peemedebista na ocasião e acho que foi uma atitude irresponsável de Lula, pois Temer sempre foi um corrupto, covarde e traidor”, disparou Ciro.

A avaliação de que Temer é frouxo se deve as suas idas e vindas, recuos e indecisões na escolha ou demissão de ministros e, sobretudo, pelo seu comportamento com relação à tragédia de Chapecó, quando chegou a anunciar que não iria ao Estádio do time de Santa Catarina com medo de vaias.

VERGONHA - Lembrando que é advogado militante e professor na área do Direito, Ciro Gomes confessou estar envergonhado com a decisão do Supremo Tribunal Federal em manter Renan Calheiros na presidência do senado. Na sua opinião os ministros do STF “capitularam” aos interesses do Governo Temer, que tem uma agenda cruel contra os trabalhadores e os aposentados do país.

O pedetista admitiu disputar a presidência da República em 2018, mas também ponderou que isso pode não acontecer por conta de suas posições políticas que não admitem demagogia ou concessões. “Seu eu for candidato vou dizer claramente o que penso. Por exemplo: anunciarei a determinação de desfazer toda a política de vendas de ativos da Petrobrás que estão fazendo”, disse o ex-ministro.

Ciro Gomes avalia que o Brasil está em estado de anarquia, acha que a proposta de eleições diretas para presidente já é pura demagogia e defende a manutenção do calendário político, com a escolha do dirigente do país sendo feita em 2018.

Ele admite que Michel Temer pode cair, mas acredita que se ele ficar até o fim do mandato será um preço a pagar para que a democracia não se esfarele de vez.

Sem papas na língua, Ciro além de atacar o atual presidente da República, criticou a maioria dos políticos ligados a ele, como José Serra, Aécio Neves e Eliseu Padilha.

“Temos no poder uma verdadeira quadrilha", sintetizou Ciro Gomes, que ao ser questionado sobre o comportamento do senador Aécio Neves saiu-se com esta: "O Aécio é um nada".

Na entrevista o ex-ministro também criticou o comportamento da mídia brasileira, especialmente a TV Globo, que na sua visão não tem nenhum comprometimento com a ética e os reais interesses do povo brasileiro.

2 comentários:

  1. O deputado estadual Bira do Pindaré (PSB-MA) repudiou a PEC da Previdência, que trata da reforma previdenciária; de acordo com o parlamentar, o projeto ataca violentamente os direitos do povo trabalhador brasileiro; "Por que o Temer, antes de mandar essa reforma da previdência, não mandou um projeto para cortar o salário dele, os salários dos ministros, dos senadores, deputados, governadores, prefeitos e vereadores? É só o povo que tem que pagar essa crise?", questionou Pindaré.

    ResponderExcluir
  2. Esse Ciro cheirador de Goma, é um gênio descobriu o Fogo, a Roda e o Brasil.

    ResponderExcluir