Natal de Garanhuns

Natal de Garanhuns
A Magia do Natal

Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

O NATAL LUZ E O COMÉRCIO DE GARANHUNS

Da radialista Aninha Marques Lyra, da Rádio Marano FM, em sua página do Facebook:
"Só observando:
Impressionante como as lojas da Av. Santo Antônio não botam nenhuma iluminação para o Natal Luz. Todas querem faturar com a população e com os turistas, mas são pouquíssimas as que entram no clima. Isso é tão feio e tão pobre. Não custa nada botar ao menos um pisca na frente. O espírito coletivo dos empresários daqui deixa muito a desejar, observem minha gente".
A situação mostrada em poucas linhas pela comunicadora é uma realidade e acontece todo ano. Os empresários de visão da cidade esperam tudo da Prefeitura. Tem lojista que desliga até a placa luminosa na frente do estabelecimento, quando a noite avança. É o Natal Luz, mas algumas pessoas ainda estão na Idade das Trevas.

5 comentários:

  1. "Não custa nada botar ao menos um pisca na frente."

    Onde é que estão distribuindo pisca-pisca e ornamentação de natal de graça. Eu quero?

    ResponderExcluir
  2. O lucro todos querem, mas investir em algo pra ter um retorno poucos fazem. Agora vai a prefeitura deixar de fazer pra ver se não vai chover de 'empresários' reclamando. Pisca e ornamentação sendo distribuída pode não ter, mas quando o estabelecimento capricha nesse aspecto, chama a atenção, é notada, as vendas aumentam e o que foi investido acaba retornando. E nem precisa de muito, hoje em dia tem muitas alternativas de baixo custo pra se fazer uma decoração bonita. Mas a cabeça de muitos segue fechada e a culpa da crise segue na conta da Dilma.

    ResponderExcluir
  3. Heitor, você é comerciante? Ou está só com essa teoria de cursos do Sebrae, que loja enfeitada traz retorno? O que traz retorno é mercadoria boa, a baixo preço e o lojista com bom atendimento. Coloque o seu próprio negócio e venha sentir na pele os efeitos da crise, depois me diga como está sendo. Pois o que eu vejo, são colegas de ramo fechando as portas, outros indo embora da cidade e os que permanecem, lutando para ter ao menos as contas em dia.

    ResponderExcluir
  4. Não sou comerciante, anônimo. Porém, vivo essa realidade de perto e sei bem as consequências da crise. É claro que os aspectos que vc colocou são fundamentais pro sucesso do negócio, mas justamente por estarmos vivendo num momento de crise não basta. Decoração, promoções, entre outros são atrativos para fazer com que seu negócio se destaque dos demais. Muitos fecharam as portas pq não possuíam essas características fundamentais que vc mencionou. Ou ainda um simples controle de fluxo de caixa! Se enfeitar vai trazer ou não retorno, não sabemos, mas o que deve ser feito é tentar nadar contra a maré! Tirar proveito de uma oportunidade que está sendo promovida através de um evento. A mudança tem que ser de dentro pra fora e não ficar esperando que os outros resolvam por nós. Ou então morreremos na mediocridade.

    ResponderExcluir
  5. concordo com o heitor nao devemos ficar esperando que alguem resolva os problemas por nois,tem que se lutar pelos objetivos ,diblar a crise que nao é nem grande assim aqui em garanhuns,pois eu vivo no comercio todos os dias e vejo a grande quantia de pessoas comprando nas lojas o que é importante é sabermos vender o que o povo realmente precisa.afinal ninguem quer tudo.

    ResponderExcluir