Natal de Garanhuns

Natal de Garanhuns
A Magia do Natal

Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

sábado, 5 de novembro de 2016

ELEIÇÃO EM IATI TAMBÉM SERÁ INVESTIGADA

A coligação que apoiou a candidatura de Alexandre Tenório (DEM) em Iati está pedindo uma investigação da campanha eleitoral no município, por suposto abuso de poder econômico. Segundo os partidários do democrata houve um plano "criminoso" de compra de votos nos dias que antecederam a eleição, com o objetivo de fraudar e mudar o resultado da disputa pelo voto.

Com a ação, os advogados da coligação "Por uma Iati Melhor", desejam impedir a diplomação do prefeito eleito, evitar que ele tome posse e tornar inelegível tanto Antônio de Lula quanto sua vice, Maria Edna, assim como alguns candidatos que foram eleitos para a Câmara Municipal.

As informações completas estão no texto que segue:

A Coligação “Por uma Iati melhor”, formada pelos partidos DEM, PSD, PT do B, SD e PRP, entrou com pedido de investigação judicial, por abuso de poder econômico e captação ilícita de sufrágio eleitoral, protocolado no Tribunal Regional Eleitoral–PE com o nº 132464/2016, no Ministério Público Federal PRR – 5ª Região e na Polícia Federal com o Nº 08065.300696/2016-02,  contra a Coligação Frente Popular de Iati, formada pelos partidos PSB E PTC.

Consta na ação de investigação judicial eleitoral que, o Sr. Antonio José de Souza (Tonho de Lula), eleito prefeito no ultimo pleito eleitoral no município de Iati e o presidente municipal do PMDB, Sr. Marcos Paulo Tenório Ramos, ora investigados, deram inicio a um plano eleitoral criminoso, objetivando fraudar e mudar o resultado das eleições municipais.

A execução do plano se deu com a prévia compra, mediante pagamento em dinheiro, do voto e do apoio politico dos candidatos, a vice prefeito e vereadores da Coligação “Iati em mãos limpas” formada pelos partidos PTB-PSC-PPS e PV, que tinha como candidato a reeleição a Prefeito, o Sr. Jorge de Melo Elias, mais conhecido como Padre Jorge,  e que, os citados candidatos desta coligação, abandonaram seu palanque faltando 14 dias para as eleições e juntaram-se ao candidato Tonho de Lula para adquirir, por consequência, os votos de correligionários e eleitores ligados aos candidatos da coligação que apoiava o candidato Padre Jorge.  Na citada ação, consta também, anexos com imagens e vídeos comprobatórios dos fatos apresentados na mesma.

Foram denunciados ao TRE, MPF e PF, para eventual abertura de investigação:
·    Antônio José de Souza (Tonho de Lula), candidato a Prefeito pela Coligação “Frente popular de Iati” PSB-PTC;

·    Maria Edna Albuquerque de Oliveira, candidata a Vice-Prefeita pela Coligação “Frente popular de Iati” PSB-PTC;
·    Edelzito Tenório de Souza, Representante da “Frente popular de Iati”, PSB e PTC;
·        Marcos Paulo Tenório Ramos, Presidente Municipal do PMDB;
·       Francisco de Assis Almeida Araújo (Keketa), candidato a vice-prefeito do atual prefeito Padre Jorge da Coligação “Iati em mãos limpas” formada pelos partidos PTB-PSC-PPS e PV;
·        Erlan Tenório Cavalcante, candidato a vereador;
·        Renato Almeida Araújo, candidato a vereador;
·        Ismair Leite de Lima, candidato a vereador;
·        Elanea Albuquerque da Costa lima, candidata a vereadora;
·        Joseildo Paulo da Silva, candidato a vereador;
·        Francisco Cavalcante Tenório, candidato a vereador;
·        Roberta Germania de Oliveira Barros, candidata a vereadora.
·        Geraldo Azevedo da Silva, candidato a vereador;
·        Tarcisa Raquel Alves de Araújo, candidata a vereadora;
·        Vicente Barros da Silva, candidato a vereador.

Assim sendo, a presente ação de investigação judicial eleitoral, tem como finalidade obter:

- Inelegibilidade por 8 (oito) anos, a contar da eleição em que se verificou o ato de todos os investigados;

- Cassação do registro, diploma e do mandato dos candidatos eleitos para prefeito, Antônio José de Souza (Tonho de Lula) e vice-prefeita, Maria Edna Albuquerque de Oliveira, da Coligação “Frente popular de Iati” formada pelos partidos PSB-PTC;

- Cassação do registro, diploma e dos mandatos dos candidatos e candidatas a vereador eleitos pela Coligação “Iati em mãos limpas” formada pelos partidos PTB-PSC-PPS e PV: Erlan Tenório Cavalcante e Renato Almeida de Araújo, bem como, seus respectivos suplentes, Elanea Albuquerque da Costa Lima, Ismair Leite de Lima, Joseildo Paulo da Silva, Francisco Cavalcante Tenório, Roberta Germania de Oliveira Barros, Geraldo Azevedo da Silva, Tarcisa Raquel Alves de Araújo e Vicente Barros da Silva.
Os acusados  terão 5 (cinco) dias após a notificação para apresentar as suas defesas.


Patrocinadora da causa, Advogados Associados OG Oliveira & Gallindo, Dr. Luís Gallindo, OAB-PE 20.189. Recife, 04 de Novembro de 2016. (Wando Pontes).

6 comentários:

  1. Engraçado mesmo,o ex-prefeito Luiz Tenório usou e abusou de todas as prerrogativas para se eleger e reeleger e eleger um laranja e agora vem esse mesmo grupo querendo mostrar para os eleitores de Iai que foram e são os paladinos da ética e do bem.Essa é a versão dos perdedores e tentaram isto com Genaldi Zumba e somente levaram tapa na cara.São João, agora deu o troco bem reelegendo o homem que se elegeu e se elegeu para servir ao povo de São João.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo aí de cima, só tenho uma coisa a falar pra você: Sabe de nada inocente!
    Mas que coisa feia, acusando o ex-político citado (Luiz Tenório) de ter "usado e aubusado de todas as prorrogativas para se eleger e reeleger e eleger um laranja" . Cadê as provas? Tem alguma? Que barbaridades ele fez para se eleger? Prove-me, por favor! Agora se você tiver provas fique a vontade para se manifestar viu? Não vá sair falando coisas que não sabe e que muito menos pode provar (já que diz que isso aconteceu mesmo). E pelo que li no seu comentário, nem de Iati você é para estar se doendo tanto dessa forma. Acho interessante a sua forma de expressar seu altruísmo com uma opinião incabível. Melhore os argumentos se quiser ter uma opinião que faça valer a pena ser emitida. Fica a dica viu?? E passe bem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele foi um inocente,nunca usou a máquina pública para se perpetuar no poder.Passou 20 anos no poder e você ainda acha pouco?

      Excluir
    2. Ainda não vi uma pessoa que recebe dinheiro de político ir a justiça dizer que recebeu pelo menos uns R$ 100,00.Depois das eleições todos contam as histórias e em Iati nunca aconteceu essas coisas de 1992 até hoje.Pergunta aos mais velhos de lá como se deu.Eleitores pidões deixam os políticos de cócoras!

      Excluir
  3. Para de chorar perdedores

    ResponderExcluir
  4. Lava Jato usa nova fase para combater anistia ao caixa dois


    "O destinatário imediato dos desvios de R$ 61 milhões foi o advogado Rodrigo Tacla Duran, que depois devolvia parte do dinheiro como caixa dois às empreiteiras. Isso indica a necessidade de combate ao caixa dois e demonstra que essa prática não pode ser anistiada por projeto de lei", disse o procurador da República Roberson Pozzobon, ao comentar a 36ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Dragão e deflagrada nesta quinta-feira 10; segundo ele, anistiar caixa 2 beneficia confraria de corruptos; nesta etapa, a Polícia Federal mirou contra dois operadores financeiros, que teriam movimentado mais de R$ 60 milhões entre 2011 e 2013, segundo o Ministério Público.

    Professor Rafael Brasil,Jornalista Roberto Almeida,Blogueiro Altamir Pinheiro e os demais blogueiros toda a realidade do Brasil está inclusa no texto acima escrito pelos que fazem a OPERAÇÃO LAVA JATO.

    Os três que eu citei acima conhecem muito bem as três cidades de suas origens naturais,Caetés,Capoeiras e Garanhuns.Essas 3 cidades carregam o cordão umbilical da ESQUERDA BRASILEIRA que chegou ao poder para mudar e ser diferente.

    Infelizmente todos foram pegos pelo maior esquema de corrupção empresarial do Brasil que financiaram todas as grandes campanhas políticas desde quando eu me entendi de gente e já faz 50 anos de vida.Provavelmente devo ser da mesma geração dos senhores.

    Não foi o PT que aprovou todo esse financiamento empresarial aos partidos e aos políticos.Foram os partidos PFL,PSDB E PMDB.Mas aprovaram da boca pra fora,pois não existiram leis que legalizando essas roubalheiras.

    Os prefeitos eleitos e reeleitos com os vereadores eleitos e reeleitos em sua maioria gozaram do privilégio de comprar os eleitores para votarem neles com a maior cara de pau.Lindo é que o PT roubou tanto que o dinheiro não chegou para os candidatos a prefeito e vereadores comprarem os eleitores.

    Um policial no ano de 2006 chegou a falar muito mal do prefeito de minha cidade.Na semana passada eu encontrei o mesmo e lhe perguntei ao amigo como foram as eleições que você ganhou?

    Ele me respondeu assim:"colega,ganhei.Na política somente existe duas matemáticas.Quem dá recebe e quem não dá não recebe".

    Em outras palavras.O candidato A chama para trabalhar para ele 200 pessoas a R$ 100,00.O outro chama 300 pessoas. O outro candidato chega na casa do eleitor e diz assim:"amanhã não pode haver boca de urna.Mas pode haver uma cala boca.Não diga para ninguém, tome R$ 50,00 e basta tão somente votar em mim".

    Eu que não dei porra nenhuma simplesmente fiquei chupando o dedo.O maior comprador de votos foi muito criticado.Quando subiu no palanque disse "vocês estão preocupados comigo,vão trabalhar porque eu estou trabalhando demais".(Comprando os votos dia e noite).Esta é a realidade do Brasil e o resto é balela pra boi dormir.Com uma fazenda de bois se compram mais de 3000 votos.Tudo comprado feitos vacas,bois e ovelhas.KKKKK

    Ainda vem o pessoal de Luiz Tenório em Iati denunciar o esquema que eles fizeram e praticaram naquele município por 24 anos.Ainda acharam pouco!kkkkkkkk

    ResponderExcluir