Festival Viva Dominguinhos

Festival Viva Dominguinhos
A valorização da música regional

sábado, 31 de março de 2012

PREFEITURA DE CAETÉS EXPLICA IMPASSE COM MOTORISTAS

O Blog recebeu da Prefeitura de Caetés a seguinte nota:

A Secretaria de Educação de Caetés, vem a público esclarecer o seguinte:

1 - O ano letivo na rede municipal de ensino em Caetés teve início no dia 13 de fevereiro;

2 - Os motoristas que trabalham no transporte dos estudantes começaram a trabalhar uma semana antes, no dia 06 de fevereiro, transportando os alunos da rede ESTADUAL, que iniciaram as aulas mais cedo;

3 - Os motoristas querem que a prefeitura pague os dias trabalhados para os alunos matriculados nas escolas estaduais;

4 - O Município não pode pagar uma conta do ESTADO, até porque certamente irá ser questionado pelo Ministério Público e pelo Tribunal de Contas;

5 - Como eles não conseguiram sucesso no pleito junto à prefeitura, decidiram suspender as atividades;

5 - O governo municipal de Caetés adotou todas as providências para evitar prejuízos aos alunos e contratou um serviço alternativo, ou seja, nenhum estudante saiu prejudicado. Uma prova do compromisso que a prefeitura tem com a Educação no Município;

6 - O valor que a prefeitura devia aos motoristas, em relação aos dias literalmente trabalhados durante o mês de fevereiro, já foi pago;

7 - A Secretaria Municipal de Educação orienta os motoristas do transporte escolar a procurarem o Gestor Regional de Educação, professor Paulo Lins, para resolverem o impasse junto ao Governo do Estado;

8 - A prefeitura de Caetés está aberta, como sempre esteve, para qualquer tipo de esclarecimento.

Assessoria de Imprensa da Prefeitura

A SIMPATIA DE EDUARDO POR DOURADO


Na recente visita a Lajedo, o governador Eduardo Campos olha para o prefeito Antônio João Dourado com simpatia. O presidente da Amupe tem crédito junto ao líder dos socialistas, tanto que mesmo após a divulgação das gravações com afirmações estabanadas, continua como pré-candidato aqui na terrinha. Verdade que agora depende dos humores das pesquisas e até possíveis substitutos já foram escalados. O fato é que o PSB quis retirar Dourado do páreo, porém ele resistiu. Ele estava no seu canto, em Lajedo, com uma reeleição garantida e foram convocá-los para "salvar" Garanhuns. "Agora vão ter de me engolir", poderia afirmar, parodiando a célebre frase de Zagalo.

Mas pode estar certo que vem mais chumbo grosso por aí, e não é só por parte do Altamir Pinheiro. Hoje recebi um telefonema da capital em que um amigo jornalista fez considerações sobre a política de Garanhuns. Segundo ele, se atualmente somente 12% dos garanhuenses tomaram conhecimento das gravações douradas, em breve esse percentual pode chegar a 50%. Como isso vai acontecer o rapaz não quis adiantar. Acrescentou apenas que a pesquisa que deu fôlego ao prefeito de Lajedo para continuar candidato foi feita antes da divulgação da gravação em que ele esculacha os médicos. Pode ser que já sejam uns 15% de pessoas devidamente informadas, mas de todo modo isso é irrelevante.

Se 10 mil pessoas no município já sabem o que Antônio João andou dizendo e 60% destes o condenam (a pesquisa foi feita por encomenda do Palácio), este número é bastante expressivo. E esses bem informados, com certeza, são médicos, promotores, juízes, empresários, jornalistas, radialistas, professores, estudantes, políticos... Os chamados "formadores de opinião", que podem ao longo dos próximos dias ou meses multiplicar a informação.

Sem falar que na campanha tem guia eleitoral e debates. Você já imaginou no rádio ou na TV um dos candidatos, Sivaldo ou Paulo Camelo, por exemplo, perguntando a Antônio João: "O Sr. continua achando que promotor e merda é a mesma coisa"? ou "O Sr. sustenta a opinião de que os médicos constituem a pior classe que existe, que são todos mafiosos"?

O prefeito pode ter uma boa resposta, dizer com segurança que aquilo foi dito no passado, dentro de um contexto e coisa e tal. Mas as gravações estarão nas mãos dos adversários, incomodando como uma ferida difícil de cicatrizar.

Voltando à fotografia, o governador Eduardo Campos, apesar do olhar simpático, não disse em Lajedo uma palavra a favor ou contra Antônio Dourado. Na campanha, se o socialista conseguir a façanha de subir nas pesquisas e se tornar viável eleitoralmente, podemos até ter a presença do neto de Arraes em Garanhuns, para posar como a liderança que conseguiu o impossível. Se for o contrário, contudo, e o João permanecer na faixa dos 2%, Dudu lava as mãos, pode apostar.

CAVALO DE GUERRA

Steven Spielberg não precisa provar nada em termos de cinema. Em mais de quatro décadas atuando como diretor e produtor, é responsável por filmes como Encurralado, Indiana Jones, Tubarão, Parque dos Dinossauros, A Cor Púrpura, A Lista de Schindler, Inteligência Artificial, Prenda-me se for capaz, Terminal, Império do Sol, ET e Contatos Imediatos do Terceiro Grau.

O cineasta americano faz cinema comercial e se tornou milionário com sua habilidade. Nem por isso deixa de ser um mago por trás das câmeras e a maioria dos seus filmes tem uma qualidade técnica invejável.

Seu último trabalho, Cavalo de Guerra, foi arrasado por parte da crítica. É preciso considerar, porém, que muitos críticos acreditam que sua função é ver só os defeitos ou o lado negativo das coisas. Bote qualquer um jornalista desses para escrever um livro, uma peça de teatro, dirigir um filme ou gravar um disco e vamos constatar o óbvio: o sujeito só é bom na teoria, na prática é um medíocre.

Cavalo de Guerra é baseado num livro infantil, foi adaptado para o teatro e nas telas, nas mãos de Sielberg, nos conta uma boa história de amizade, envolvendo o jovem Albert e o cavalo Joey. Bom elenco, belas paisagens e muita emoção. O diretor sempre gostou de trabalhar com sentimentos, de mexer com o lado romântico ou juvenil das pessoas.

O filme envolve, emociona, arranca lágrimas dos mais sensíveis e tem um final incrível, com uma espetacular citação do clássico “E O Vento Levou”. Tem gente que viu na cena uma “cópia sem escrúpulos”. Imagina um cineasta como Steven, com tudo que sabe e fez precisar disso. O diretor quis sim homenagear uma das grandes obras primas do cinema.

E O Vento Levou é muito melhor, é claro, mas Cavalo de Guerra merece ser assistido.

BEBELU VAI SE INSTALAR EM GARANHUNS

Essa eu pesquei no facebook. A informação é do Betinho Cândido e foi reproduzida pela Eris Lúcia.

Enquanto as indústrias não chegam por aqui, o comércio e o setor de gastronomia se expandem. Brevemente três novos empreendimentos na área da gastronomia abrirão suas portas para a população de Garanhuns. O destaque vai para a franquia de Fast food "Bebelu". A Franquia Bebelu Garanhuns será a maior unidade da rede Bebelu no Brasil. A loja será toda climatizada, com capacidade para mais de 180 pessoas sentadas, estacionamento, acesso a internet, vários ambientes disponíveis com: Amplo Salão principal, Salão de Festas, Espaço Criança com Jogos e Cinema, grande Playground com pula-pula e demais brinquedos, fliperama, jogos eletrônicos, e muito mais.

A Bebelu é a primeira franquia de fast food do Nordeste e já está entre as cinco maiores do Brasil. Possui um cardápio variado, composto por lanches diferenciados.

Bom pra cidade, não é mesmo?

BIG BROTHER TERÁ COTA PARA PESSOAS INTELIGENTES

As inscrições para o BBB 13 começaram. Pedro Bial disse que desta vez somente 10 participantes entrarão na casa – pra terminar mais rápido, porque ninguém aguenta mais. A novidade é que o BBB 13 terá uma cota de 30% para participantes inteligentes com alto QI.

É a primeira vez que o BBB abrirá espaço para participantes inteligentes, segundo o diretor do programa. "Ultimamente o reality show tem selecionado barraqueiros, choradores e mulheres que querem posar nua, mas o próximo BBB terá uma edição mais intelectual", disse o diretor do programa Boninho.

Para participar do BBB através da cota de inteligente, é preciso possuir os seguintes requisitos:

- Ter sido aprovado em universidade federal na primeira tentativa;

- Ter lido pelo menos 50 livros e lembrar o título e conteúdo de todos eles;

- Nunca ter tirado nota inferior a 8 no Ensino Médio;

- Falar o português corretamente sem uso de gírias.

Será que com o BBB aceitando pessoas de melhor nível intelectual o Pedro Bial mudará de postura? Deixará de lado aquele jeito de “eu também sou imbecil”?

ALUNOS DA AESGA BRILHAM EM CONCURSOS PÚBLICOS

Luciana Gonzaga e Jéssica Martins

Os alunos da Autarquia do Ensino Superior de Garanhuns (AESGA) também dão show de aprovação em concursos e seleções para estágios em todo o Estado. Para o último concurso do Tribunal de Justiça do Estado, realizado no último mês de janeiro, mais de 350 estudantes das faculdades que compõem a Autarquia foram aprovados tanto para os cargos de analista quanto para técnico judiciário.

Dentre tantos estudantes da AESGA que têm alcançado sucesso nos processos seletivos dos mais diversos segmentos, uma aluna que vem sendo destaque é a estudante do 7º período de direito da Faculdade de Direito de Garanhuns (FDG), Luciana Gonzaga. Ela alcançou a 55ª colocação no certame do TJ-PE para o cargo de Técnico Judiciário. Luciana brilhou ainda no concurso para estagiário do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, realizado no início deste mês, onde ficou com o 1º lugar.

Além de Luciana, outra aluna que fez bonito foi Jéssica Martins, do 5º período de Secretariado Executivo Bilíngue da Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas e Humanas (FAHUG), que ficou com a 1ª colocação na seleção para estagiário do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE) para a área de assessoramento e comunicação.

“É muito bom ver o crescimento dos nossos alunos, que, com essas conquistas, já se encaminham para o mercado de trabalho. E assim, seguimos com a nossa meta de formar profissionais capazes de serem éticos, determinados e que estejam preparados para ir além, superando as barreiras da sala de aula. Todas essas conquistas nos deixam felizes e ainda mais motivados em ajudá-los. Parabéns”, declarou a presidente da AESGA, Eliane Simões Vilar.

sexta-feira, 30 de março de 2012

O REQUISITO PARA SER PREFEITO DE GARANHUNS

Pelo que o jornalista Inaldo Sampaio escreveu no seu muito lido e prestigiado blog, o PSB vai insistir com a candidatura de Antônio João Dourado enquanto o povo estiver desinformado. É que segundo o profissional de imprensa da capital os socialistas fizeram uma pesquisa em Garanhuns, constatando que somente 12% (o que dá quase 10 mil votos) sabem que o prefeito de Lajedo disse aquelas coisas sobre os promotores e os médicos. Assim, enquanto a população estiver na ignorância, sem saber dos fatos, é possível enganá-la. Se mais na frente os bobos tomarem conhecimento do que o homem falou, inviabilizando sua candidatura, já se tem a solução.  Os estrategistas do Palácio das Princesas, entre eles Sileno Guedes, vão recorrer ao banco de reservas. E a base aliada tem substitutos à altura, tal qual um grande time de futebol. Chegando-se à conclusão de que não dá mais para Dourado, o Partido Socialista vai se aliar ao humanista Zé da Luz ou à petista Rosa Quidute. Nos planos B e C do Palácio só não se fala em Izaías Régis. Embora ele não venha criticando os aliados, nem espionando a vida dos garanhuenses, muito menos tenha atingido a honra de promotores e da classe médica, corre o boato na cidade de que o mesmo cometeu um grave pecado em 2006. O jornalista não sabe se procede, pois neste ano estava em Recife, tentando sobreviver a uma doença que lhe mandaram sem aviso prévio. Dizem que o deputado falou alguma coisa sobre a mãe do governador,  uma coisa considerada imperdoável. Não sei se gravaram o Izaías, o fato é que até agora nunca apareceu para este ou outro blogueiro um áudio comprovando a veracidade desta informação. A lição que fica dessa história toda é que alguns podem ser desmoralizados com os nomes mais feios, enquanto outros são intocáveis. É baseado nesse preceito que estão tentando eleger o próximo prefeito de Garanhuns. Quem quiser sentar na cadeira de Luiz Carlos é bom ficar de boca fechada, de preferência amordaçada.

FIG TERÁ BOAS NOVIDADES EM 2012

Um dos eventos mais importantes do circuito de festivais culturais do Pernambuco Nação Cultural, o Festival de Inverno de Garanhuns – FIG promete muitas novidades para este ano. E para comemorar a 22ª edição do evento, algumas mudanças aconteceram e serão implementadas, visando otimizar a grandiosidade da Festa. O FIG irá acontecer de 12 a 21 de julho, favorecendo turistas, bem como a rede hoteleira local, comerciantes e demais envolvidos, numa preparação antecipada para curtir a festa. A ideia é ampliar o leque de atrações do evento, trazendo artistas internacionais.

A grade de programação será anunciada com mais antecedência, este ano. Certamente entre o final de maio e o início de junho. O Edital será aberto para todo o Brasil. A convocatória artística para o recebimento de propostas para o Festival de Inverno, acontecerá na primeira quinzena de abril. Para os artistas locais, a Prefeitura de Garanhuns vai publicar o edital por meio do site oficial, que deverá ser preenchido e posteriormente impresso e anexado junto à documentação exigida, para ser entregue à Secretaria de Cultura do Município.

Haverá a separação dos palcos Pop e do Forró. Este último, provavelmente continua no Parque Euclides Dourado. Já o Palco Pop, ainda não tem definição de local. A iniciativa se deu em decorrência do espaço limitado que comportava um público grande e distinto, compartilhando os mesmos espetáculos. O aumento da capacidade de público dos espetáculos de circo, também é outra novidade a ser adotada pelos produtores do evento. É que agora 4 mil ingressos serão ofertados ao público.

Sendo assim, o Circo será deslocado do Parque Euclídes Dourado, para o Centro Administrativo Municipal, com acesso pela Avenida Caruaru. “Antes, a estrutura era montada para atender 1 mil pessoas. Agora vai atender 2 mil pela manhã e 2 mil a tarde”, adiantou a secretária de Cultura de Garanhuns, Ana Nery Azevedo. A intenção é acomodar melhor as famílias que prestigiam as atrações do referido palco – um dos mais concorridos do Festival de Inverno de Garanhuns.

Outra novidade em estudo para ser adotada neste Festival, será a saída do Teatro Infantil, do Parque Euclides Dourado para o Centro Cultual Alfredo Leite Cavalcanti. A mudança acontece em decorrência de melhores condições que o Teatro Luiz Souto Dourado oferece. Sendo assim, o Teatro Infantil ganha em qualidade de palco, iluminação, acústica e acomodação para os espectadores, formando a estrutura ideal, adequada para a realização dos espetáculos que iniciarão pela manhã.

O Palco Instrumental, localizado no Parque Ruber Vander Linden (Pau- Pombo), será deslocado dos fundos para a parte central do referido Parque. A mudança objetiva a melhor visibilidade do público. Também integra o leque de mudanças desse 22º Festival de Inverno de Garanhuns, a retirada do Posto de Comando da Polícia Militar do Centro Cultural. O Posto vai ser instalado na área ao lado do Centro Cultural. A estrutura montada em formato de Stand, irá comportar recepção, 4 salas e banheiros. A iniciativa visa garantir a melhor segurança do evento. Uma Exposição Fotográfica fixa vai ocupar o espaço que antes era do Posto de Comando, no Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcanti. A iniciativa vai acontecer já nessa primeira quinzena do mês de abril e terá funcionamento diário, aberto ao público.

Foram realizadas quatro reuniões em Garanhuns, para traçar as mudanças no FIG 2012. O cronograma de produção do evento está sendo cumprido. O objetivo é fixar o FIG no calendário nacional e implantar uma comunicação em nível internacional. “A intenção da Prefeitura de Garanhuns é contribuir para o desenvolvimento local, com as mudanças em prol do crescimento do Festival de Inverno. Que consequentemente geram o desenvolvimento econômico do Município. Pois esse é um dos maiores produtos turísticos do Estado e o maior no segmento Festival, no Brasil. Tudo isso, pela diversidade cultural que possuímos e apresentamos ao público, durante os dez dias de realização do evento”, assegurou Ana Nery. (Matéria produzida pela Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Garanhuns).

IZAÍAS DEIXA PRA TRÁS A IMAGEM DE BRIGÃO

Desde que o nome de Antônio Dourado foi lançado em Garanhuns, como pré-candidato a prefeito, o deputado Izaías Régis só participou das manifestações iniciais contra a "importação de um salvador da pátria para o município". Depois deixou o socialista de lado e foi cuidar do seu projeto político. Conseguiu a adesão por inteiro do senador Armando Monteiro, articula alianças com partidos locais e na imprensa tem se preocupado em divulgar suas ações, deixando as "briguinhas" de lado. Quando começaram a ser divulgadas as gravações do prefeito de Lajedo, o parlamentar emitiu uma única nota, de solidariedade ao empresário Givaldo Calado e às famílias de Garanhuns. 

Pré-candidato a prefeito pelo PTB, Izaías nitidamente deixa para trás a imagem de "brigão", de político que fala demais. Segue a cartilha de Lula em 2002, que deixou o radicalismo de lado para se transformar no "Lulinha Paz e Amor". As pesquisas de opinião pública até o momento dizem que o povo está gostando do novo jeito do petebista fazer política.

"Em 2002, quando me elegi deputado pela primeira vez era outro contexto. Já estou no terceiro mandato e acredito que a população exige equilíbrio e serenidade, além de trabalho", explica o deputado, quando fala de sua mudança de comportamento.

ATLETAS DE GARANHUNS DISPUTAM PROVA NA BAHIA

Oito corredores que integram a equipe de atletismo de Garanhuns estarão participando da Corrida de Emancipação Política na Cidade de São Francisco do Conde, no Estado da Bahia, neste sábado, dia 31 de março. A disputa acontecerá entre 700 atletas participantes. A prova é de 4,5 km. Esta é uma área em que a Suíça Pernambucana vem se destacando muito, nos últimos tempos.

Uma prova do avenço no setor é que o Painel dos Esportes – “Garanhuns É Campeão”, instalado na Secretaria de Comunicação Social e Esportes de Garanhuns, conta com mais 4 novas medalhas e troféus, conquistados pelos atletas locais na Corrida das Pontes, disputada recentemente, em Recife. A disputa de porte internacional, se deu entre 5.500 atletas e os garanhuenses José Márcio na 2ª colocação, seguidos de Jair José, Cícero Vieira e Gilmar de Oliveira, no 3º, 4º e 5º lugares, respectivamente.

“Esse foi o resultado esperado. Demos o nosso máximo, conquistamos os outros dois destaques do pódio, bem como as outras duas colocações de destaque entre as cinco primeiras colocações. Estamos felizes. Afinal, não é fácil ficar bem colocado, quando a disputa acontece entre tantos participantes de alto nível, como nesse evento”, ressaltou o Treinador da Equipe de Atletismo local, Adegilson Mendes – o Bingo.

JOSÉ TEIXEIRA COMEMORA AVANÇOS EM PARANATAMA

O  prefeito de Paranatama, José Teixeira, conseguiu reverter a situação do município que governa nos últimos três anos e meio. Ao assumir, em janeiro de 2009 todos os índices eram negativos: IDH lá embaixo, inadimplências com o governo federal, falta de veículos para se trabalhar, alto índice de homicídios e a saúde no fundo do poço. 

Hoje, de acordo com dados do SUS, Paranatama tem a quinta melhor gestão de Saúde do Agreste Meridional, melhoraram os índices do IDH e do IDEB, a prefeitura conseguiu três ônibus novos para o transporte estudantil, regularizou as dívidas e a violência no município foi completamente estancada. A cidade se orgulha de não ter registrado um único homicídio o ano passado.

Problemas ainda existem, claro, mas o prefeito está consciente de ter avançado muito em relação a seus antecessores. (Na foto o prefeito José Teixeira e o escritor Ariano Suassuna).

MOTORISTAS FAZEM GREVE EM CAETÉS

Os motoristas que fazem o transporte de estudantes em Caetés, a 19 km de Garanhuns, estão em greve. Eles reclamam que já estamos chegando em abril e este ano ainda não receberam um mês trabalhado, por isso todos estão devendo nos postos de gasolina. Com a paralisação, não houve aula na cidade na quarta e na quinta-feira. A notícia do movimento foi confirmada por dois vereadores da oposição: Armando Duarte (PTB) e Severino Gordo (PSDB). Com a palavra o prefeito Aercio de Noronha ou alguém de sua assessoria.

BLOG LANÇADO EM PALMEIRINA CRITICA EUDSON

O Agreste acaba de ganhar mais um blog: é o Verdade Palmeirina. Com um visual muito bonito da cidade como "pano de fundo" na primeira página, sem a assinatura do responsável, o espaço é utilizado sobretudo para fustigar o prefeito Eudson Catão (PSB). Opositores do governo municipal, os editores do blog chegam a comparar o gestor a Hitler, reclamam do não pagamento do piso salarial ao professor e do "sumiço" de obras como a da Academia das Cidades. Quem quiser acessar aí está o endereço: http://verdadedepalmeirina.blogspot.com.br/

quinta-feira, 29 de março de 2012

POLÍTICO NO BRASIL CUSTA CARO

Os deputados, senadores e vereadores custam caro no Brasil. Reportagem divulgada no Bom Dia Brasil, da TV Globo, mostrou o preço da nossa democracia. Os parlamentares brasileiros ganham mais do que na Inglaterra, na França, nos Estados Unidos e na Argentina. E a diferença não é pequena. Pagamos aos políticos 10/15 vezes mais do que a maioria dos países. E olha que a a matéria não mostrou os por fora: auxílio paletó, verba de gabinete, passagens de avião, apartamentos funcionais e por aí vai. É por essa e outras que a classe política está tão desacreditada entre nós. (Imagem: Blog Curiosando).

PSB MANTÉM CANDIDATURA DE ANTÔNIO JOÃO

A visita do governador Eduardo Campos a Lajedo terminou sendo meramente administrativa, como aliás prevíamos em nota publicada ontem. O líder socialista não quis tratar de política e não abriu a boca para falar sobre as complicações do seu partido em Garanhuns. Mas enquanto o neto de Arraes andava por Lajedo nos bastidores se comentava a pré-candidatura do PSB e a uma só voz se dizia que o nome de Antônio João Dourado seria mantido. Ficou a cargo do presidente estadual do Partido Socialista, Sileno Guedes, oficializar os cochichos ouvidos no município vizinho. Numa entrevista ao repórter Luciano André, da Rádio Marano, minimizou as declarações polêmicas de Dourado e disse que o mesmo vai mesmo concorrer a sucessão de Luiz Carlos de Oliveira.

Interessante foi que na visita do governador Eduardo Campos a Lajedo, o ex-prefeito de Caetés, Zé da Luz, atingido pela língua afiada de Antônio João, jantou com o prefeito e o neto de Arraes, como se fossem todos grandes amigos.

Apesar da entrevista de Sileno e das conversas de bastidores, confirmando o nome do prefeito de Lajedo, um socialista de Garanhuns, que costuma trocar ideias com Eduardo Campos, entregou ao socialista um documento sugerindo um outro nome para ser o candidato do PSB no município. É uma pessoa ainda jovem, natural do município, que forçaria uma rearrumação do quadro político local, caso fosse aceito. Não posso revelar seu nome porque é "segredo de Estado".

Caso este nome novo seja descartado e Antônio João seja realmente mantido, fica claro que o prefeito de Lajedo pode chamar promotor de merda, médico de ladrão, empresário de fudido e esconder os aliados. Desde que não fale mal da mãe do governador continuará sendo a salvação para Garanhuns. (A foto de Dourado é do Portal Lajedo Hoje).

SIVALDO APRESENTA BOAS PROPOSTAS NA CÂMARA

Nos últimos dias o vereador Sivaldo Albino apresentou um conjunto de boas propostas na Câmara de Vereadores de Garanhuns. Uma das solicitações do parlamentar foi dirigida ao solicitou de saúde do Estado, João Lyra. Ele pediu a implantação de uma Unidade de Pronto Atendimento em Garanhuns. Ele lembrou que o município é pólo na região do Agreste Meridional e precisa ter esse serviço, até para aliviar o Hospital Regional Dom Moura. “O funcionamento de uma UPA em Garanhuns daria maior tranqüilidade aos moradores da cidade, no caso de uma urgência”, explicou Sivaldo.

Ao prefeito Luiz Carlos de Oliveira, o vereador pediu que seja substituída a tubulação antiga da Compesa e providenciado asfalto para a Rua Afonso Pequeno, que dá acesso ao bairro da Brasília. Segundo o parlamentar, a rua citada tem problemas constantes e vive mais interditada ao tráfego de veículos do que aberta, como se fosse abandonada pelo poder público. A solução para o problema é colocar tubos novos, mais largos e trocar o calçamento por asfalto. Salienta que a Afonso Pequeno é uma via de acesso importante para a Universidade de PE, UPE.

Sivaldo fez um apelo ao Poder Executivo para a conclusão das obras de reforma da Praça Irmãos Miranda, no centro da cidade, uma vez que o atraso nos trabalhos está prejudicando os comerciantes da área e a população em geral. “Já que os recursos federais atrasaram que a prefeitura faça o serviço com recursos próprios, amenizando a situação dos que sofrem na pele os efeitos dessa obra inacabada”, salientou o representante da população garanhuense.

Uma boa proposta do vereador foi encaminhada ao governador do Estado, Eduardo Campos, e ao presidente da Fundarpe, Severino Pessoa. Sivaldo sugeriu a criação de um pólo, durante o Festival de Inverno, no Castelo de João Capão, um dos principais pontos turísticos da cidade. Sivaldo destaca que o local é bem visitado pelos turistas, embora não tenha nenhum incentivo dos governos. “Com atrações artísticas no local, durante o FIG, criaríamos uma alternativa nova e diferenciada e mais pessoas poderiam conhecer a beleza do Castelo, construído com os esforços de um homem simples do povo”, justificou o representante do PPS.

A ELEIÇÃO EM BREJÃO

Uma amiga minha de tradicional família de Brejão, garante que a eleição por lá, este ano, não será tão difícil quanto há quatro anos atrás. Segundo ela, apesar do dinheiro de Ronaldo, da Femac, ele não tem chances contra Sandoval Cadengue (PSB), que disputa a reeleição. Geraldo, que disputou o pleito anterior e perdeu por uma diferença pequena, está com o representante oposicionista, enquanto o Coronel Barros, adversário várias vezes do prefeito, desta vez está com Sandoval. É bom lembrar que o socialista ainda tem a amizade do governador, que certamente não deixará o seu "compadre" na mão se vier algum aperto pela frente. (Foto:http://www.flickr.com/photos/consuelolima).

GARIS SÃO VALORIZADOS EM SÃO BENTO DO UNA

A prefeitura Municipal de São Bento do Una através da Secretaria de Obras em parceria com a Secretaria de Trabalho e Ação Social realizou no dia 28 de março uma reunião com os Garis, onde aconteceu um momento de reflexão e valorização de autoestima com a psicóloga Berenice Lemos que falou da importância do profissional na função a qual ele exerce, das suas responsabilidades e desafios.

Na ocasião os mesmos tiveram a oportunidade de escolherem um novo fardamento de acordo com a necessidade e a realidade do seu trabalho e ainda receberam um protetor solar para que possam se prevenir de problemas de pele, uma vez que exercem o seu trabalho exposto ao sol, muitos garis não conheciam o protetor solar e sua eficácia, pensando na qualidade de vida desta categoria o governo se comprometeu em distribuir um novo protetor a cada 90 dias para que os mesmos possam trabalhar mais protegidos. 

Para a gari Mizaene Maria da Silva hoje em dia se sente uma profissional valorizada: “o governo de Pe. Aldo tem proporcionado para nossa categoria capacitações, comemorações do dia do Gari, Junina, Natalina e Carnaval, coisas que não tínhamos antigamente. Teremos até o privilégio de participarem das comemorações da Emancipação Política do Município com um dia exclusivo dedicado a nós”, comemorou. É o Governo Certeza de Um Novo Tempo firmando o compromisso de Cuidar bem de nossa gente.

quarta-feira, 28 de março de 2012

IZAÍAS PROPÕE HOMENAGEM AO GRUPO FERREIRA COSTA

O deputado estadual Izaías Régis (PTB) apresentou proposta, na Assembleia Legislativa, para que seja concedida a Medalha Joaquim Nabuco, Classe Ouro, à empresa Ferreira Costa. O petebista lembrou que a mais tradicional casa comercial de Garanhuns começou suas atividades em 1884, quando o município tinha apenas 5 anos de existência.

Izaías também destacou que Ferreira Costa Center, com lojas atualmente em Garanhuns, Recife e Salvador, emprega 1600 pessoas, 410 deles somente na Suíça Pernambucana.

“Além da grande contribuição econômica, devido aos vários empregos que gera, esta Empresa contribui com projetos sociais, instituições filantrópicas e incentivo à prática esportiva”, frisou o parlamentar.

O deputado informou que Ferreira Costa faz doações mensais a entidades como AACD, IMIPE, APAE, Creches de Garanhuns, Abrigo São Vicente de Paula, Hospital do Câncer, entre outros. E na área esportiva já ajudou clubes como o Sete e a AGA, além de outros. No momento é patrocinador do Tigre Garanhuns, time de futsal.

GORDO ADMITE PRÉ-CANDIDATURA EM CAETÉS

O vereador Severino Gordo, de Caetés, é pré-candidato à prefeitura pelo PSDB. Esteve no Recife, participando do encontro dos tucanos e posou com o deputado federal Sérgio Guerra e o deputado estadual Claudiano Martins. Espera ter o apoio dos dois e garante estar bem situado nas pesquisas.

Além do Gordo, as oposições em Caetés têm os nomes de Armando Duarte e Carlos do Correio, que disputam a preferência do eleitorado oposicionista. Os governistas estão unidos com Sampainho, filho de Zé da Luz.

GARANHUENSE DENUNCIA AGRESSÃO ÀS PRAÇAS E AO PARQUE EUCLIDES DOURADO

Muitos moradores de Garanhuns se preocupam e ficam indignados com a situação das praças da cidade que começaram a ser reformadas e os serviços não foram concluídos. A Irmãos Miranda, a Dom Moura e a Tavares Correia estão na mesma há meses e a reclamação é geral. Para completar agora nos chega uma denúncia do professor Jademir Nunes que merece a atenção das autoridades. Confira o que ele escreveu: “Roberto Almeida. Antes gostaria de dizer que venho acompanhando diariamente o seu BLOG. Mas o que me faz te enviar este e-mail é a minha indignação com relação ao que está sendo cometido em forma de desrespeito as belezas de nossa cidade no Parque Euclides Dourado (foto) e na Praça Tavares Correia ( uma construção de alvenaria no meio das arvores). Há outros lugares aonde poderia ser construído banheiros.Como você é uma pessoa que tem um blog que as pessoas acompanham, por favor vamos abrir a boca e não permitir que isto aconteça.

O ESPETÁCULO DA FÉ NO ALTO DO MAGANO


O espetáculo “Jesus Alegria dos Homens” será encenado mais uma vez, este ano, no Alto do Magano, com apoio da prefeitura, Governo do Estado e empresas locais. Para a temporada 2012, o elenco passou por um processo de qualificação e novos cenários foram criados. Uma novidade é uma maior aproximação do público das cenas, por conta do novo posicionamento das arquibancadas. Nesses 21 anos que a peça é encenada, no ponto mais alto da cidade, sempre houve uma valorização do artista local. A próxima edição do Correio Sete Colinas, que circula antes da Semana Santa, traz todos os detalhes sobre o espetáculo do Magano.

“Jesus Alegria dos Homens” poderá ser conferido no próximo mês entre os dias 4 e 7, sempre a partir das 19h.

EDUARDO CUMPRE AGENDA ADMINISTRATIVA EM LAJEDO

O Governador de Pernambuco, Eduardo Campos, e o secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Ranilson Ramos entregarão títulos de propriedade de terra a mil agricultores familiares de 19 municípios do Agreste Meridional com investimentos da ordem de R$ 595 mil.. A solenidade será nesta quarta-feira (28) em Lajedo, no Clube Resplendor, a partir das 16hs. Serão distribuídas ainda, 150 colméias para 50 agricultores familiares com investimentos no valor de R$ 52,1 mil. O governador também dará início às atividades do Programa Territórios Produtivos.

Estarão presentes os secretários Executivos de Agricultura Familiar, Aldo Santos, e de Programas Especiais e Tecnologia Rural, José Patriota, que também é o presidente do Protural, o presidente do Instituto de Terras de Pernambuco (Iterpe), Getúlio Gondim, além de lideranças políticas da região.

A entrega dos títulos faz parte de um convênio celebrado entre o Governo de Pernambuco e o Ministério do Desenvolvimento Agrário. Serão beneficiados agricultores dos municípios de Lajedo, Jurema, Lagoa do Ouro, Jupi, Paranatama, Iati, São João, Saloá, Garanhuns, Palmeirina, Terezinha, Angelim, Bom Conselho, Brejão, Caetés, Correntes, Calçados, Canhotinho e Jucati.

Segunda a Assessoria da Prefeitura de Lajedo, ainda na cidade o governador vai inaugurar a Academia das Cidades e a Usina Experimental de Manipoeira para produção de bioetanol, que será destinada a instituições de pesquisas no Estado.

Lajedo recebe nesta quarta-feira, 28 de março, a visita do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, para lançar no Município o programa Territórios Produtivos, além de inaugurar a Academia das Cidades e a Usina Experimental de Manipueira, para produção de bioetanol que será destinado a instituições de pesquisa no Estado.

Juntamente com o prefeito do município, Antônio João Dourado (foto), Eduardo Campos irá visitar casas populares e uma escola técnica que está em construção na zona urbana. (Com informações de Jacqueline Menezes e da Prefeitura de Lajedo).

CURTA AGRESTE DE VOLTA À AESGA

Após vivenciar o sucesso do primeiro ano do Projeto Curta Agreste – AESGA, ação que tem como objetivo de divulgar o cinema produzido na Região, investindo na contribuição para a formação de um universo disciplinar, a Autarquia do Ensino Superior de Garanhuns (AESGA), por meio da coordenação de Projetos Sociais da Instituição, dá continuidade ao processo de inscrição e apresentação de vídeos amadores de curta metragem.

O Projeto está voltado para a apresentação de filmes e debates em torno de questões sociais nas diversas regiões do Agreste Meridional, proporcionando desta forma um espaço de discussão de questões sociais junto ao mundo acadêmico.

E para abrir as atividades deste ano, o Curta Agreste - AESGA realiza nesta quarta-feira, 28, no Auditório da Instituição, a apresentação dos vídeos “Garanhuns que muitos não conhecem”, de David Melo e Marcos Antônio e “A Rapadura é nossa”, de Filó Camelo. Esta última produção faz parte do Projeto Revelando Brasis do Ministério da Cultura. As exibições começam a partir das 19 horas.

terça-feira, 27 de março de 2012

FESTIVAL DE INVERNO 2012 TEM DATA DEFINIDA

Do Blog Censura Livre:

A data do mais importante dos festivais do circuito Pernambuco Nação Cultural está definida. O Festival de Inverno de Garanhuns (FIG) irá acontecer de 12 a 21 de julho. A Secretaria de Cultura do Estado contratou equipe especial para coordenar o evento. O coordenador geral, o produtor André Frank, antecipa algumas novidades do FIG. Entre elas, a separação dos palcos Pop e Forró, devido ao expressivo aumento de plateia que frequenta os dois espaços, constatado nos últimos anos.

A capacidade de público dos espetáculos de circo, um dos mais concorridos pelas famílias inteiras que prestigiam o festival, também vai aumentar. A convocatória artística para recebimento de propostas para o FIG acontecerá no começo de abril. A Secretaria de Cultura, Fundarpe e a Prefeitura de Garanhuns discutem desde setembro do ano passado a edição do FIG 2012.

Foram realizadas quatro reuniões e está sendo cumprido o cronograma de produção do evento, cuja grade de programação será anunciada com mais antecedência, este ano. “É importante para o Governo de Pernambuco antecipar toda a programação, para fazer com que mais pessoas possam se programar para vir a Garanhuns nesta data, e ainda para que a rede hoteleira, comerciantes e todos os envolvidos com este grandioso festival possam estar mais preparados. Estamos cumprindo esta meta, conforme solicitação do próprio governador Eduardo Campos”, afirma o secretário de Cultura Fernando Duarte.

PROGNÓSTICO DA ELEIÇÃO EM SÃO JOÃO

Esta semana conversei com um amigo que conhece bem a política de São João. Acertou em cheio os prognósticos nas eleições de 2004 e 2008 por isso acho que a opinião deve ser considerada com respeito em 2012. Revelei a ele que várias pessoas já tinham me dito que este ano a campanha seria acirrada, não uma "barbada", como nos pleitos passados. Ele disse: "Pode escrever que Pedro Barbosa faz o sucessor com folga. Nélson, o candidato do prefeito, ganha com 2 mil votos se o adversário for Antônio de Pádua. Se for outro a diferença é ainda maior". É aguardar para ver o que acontece. (Na foto o prédio da Prefeitura de São João).

GOVERNO DE CAPOEIRAS QUER FAZER MUITO MAIS

A Prefeitura de Capoeiras já reformou diversas escolas na zona rural e o colégio da cidade. Ainda na área da educação, promoveu grandes desfiles no dia 7 de setembro, distribuiu fardamento com todos os alunos, melhorou a merenda e o salário dos professores. Para completar, comprou mobiliário novo para os educandários, garantindo mais conforto nas salas de aula.

A Prefeitura realizou centenas de pequenas e grandes ações para melhorar a vida da população, investindo na educação, na saúde, na agricultura, na ação social, nos transportes e na infra-estrutura. Mas o desejo e a determinação do Governo é fazer muito mais. Agora que a situação está regularizada e o município tem crédito, a gestão pode realizar grandes eventos, construir mais casas populares e calçamentos, investir na cidade e no campo melhorando a qualidade de vida das pessoas. Este é um governo que cumpre a sua palavra. Um governo que fez. Um governo que faz. Um governo que fará muito mais.

FOTOS: 1) Programa Patrulheiros Mirins, implantado pela Secretaria de Ação Social; 2) Alunos com fardamento e mobiliário escolar novos, distribuído pela prefeitura.

AESGA OFERECE CURSO DE PESQUISA CIENTÍFICA

É com o objetivo de capacitar, ampliar, melhorar, aprofundar e dirimir as dificuldades encontradas pelos discentes acerca da pesquisa, especialmente com relação à elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso, que a Autarquia do Ensino Superior de Garanhuns (AESGA) está oferecendo, por meio da parceria entre as Coordenações de Pós-graduação e Extensão e TCC, o Curso de Iniciação à Pesquisa Científica.

De acordo com a Coordenadora de Pós-graduação, professora Virgínia Spinassé, o Curso, de duração de 30 horas/aulas, será realizado em três módulos, mais precisamente nos dias 31 de março, 14 e 28 abril, no horário das 8 às 18 horas.

O Curso de Iniciação Científica será ministrado pelo professor Carlos Guedes e dispõe de 60 vagas. As inscrições acontecem até 30 de março, no Protocolo da Autarquia, no horário das 12 às 21 horas e o custo total é de R$ 50,00 (cinquenta reais)

PROFESSOR MESTRE JOSÉ CARLOS DE SOUZA GUEDES: Possui graduação em Licenciatura Plena em Geografia pela Universidade de Pernambuco, especialização em Programação do Ensino de Geografia pela Universidade de Pernambuco, especialização em Metodologia do Ensino Superior pela Universidade de Pernambuco e mestrado em Ciências da Educação pela Universidade Internacional de Lisboa.

EDUARDO MANDA FAZER PESQUISA EM GARANHUNS

Um político que tem acesso ao Palácio das Princesas informou ao blog que o governador Eduardo Campos mandou o argentino Diego Bianchi fazer uma pesquisa eleitoral em Garanhuns. O resultado desse trabalho ainda não é conhecido, mas certamente o neto de Arraes deseja saber se a candidatura de Antônio João Dourado ainda é viável e os estragos que o socialista causou a sua imagem no município. Corre uma versão na cidade de que Eduardo teria cancelado uma visita à Suíça Pernambucana, porque foi informado de que seria vaiado por populares insatisfeitos com a condução do processo político local.

PSOL PROPÕE MAIS VEREADORES EM GARANHUNS

O PSOL de Garanhuns foi autorizado pela direção estadual a fazer alianças com o PSDC e PT. Com essa abertura o engenheiro Paulo Camelo escreveu aos dirigentes desses dois partidos, Audálio Ramos e Pedro Passos uma Carta de Intenções estabelecendo alguns pontos de entendimento. O socialista  defende um programa mínimo de governo, voltado para o atendimento das reivindicações da comunidade, destacando a preocupação com o meio ambiente. O documento descarta alinhamento com o governo do Estado, que "tem privilegiado Suape, Caruaru e Petrolina, em detrimento de outras regiões de Pernambuco". Por fim, o PSOL propõe a luta pelo aumento da representação legislativa do município, passando de 11 para 19 vereadores. "As forças populares precisam ter assento no Legislativo", frisa Paulo Camelo, que assina a Carta de Intenções.

GARANHUNS COMEMORA O DIA MUNDIAL DO TEATRO

Em comemoração ao Dia Mundial do Teatro, e também comemorando os 40 anos do Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcante, a Prefeitura de Garanhuns, através da secretaria de Cultura, em parceria com o SESC/Garanhuns, promoverá na próxima terça-feira, dia 27 de março, um dia voltado a apresentações culturais deste segmento.

A programação terá início às 9 horas e contará com a presença de diversos grupos culturais, a exemplo da Trupe Azimute; Grupo Nos de Gato e o grupo Tear Teatro com Intervenção Poética da Obra As Filhas de Lilith; Márcia Maracajá e Grupo Cena, dentre outros. Todas as apresentações serão gratuitas, direcionadas ao público adulto e infantil.

Segundo Ana Nery Azevedo, secretaria de Cultura Municipal, a data comemorativa será uma grande oportunidade para o público conhecer e prestigiar diversas produções teatrais. “Contamos com a presença do público de Garanhuns e Região, para conhecer esse trabalho que é feito em parceria. Os grupos desenvolvem suas atividades o ano inteiro e produzem maravilhosos trabalhos. Muitos deles farão parte deste dia festivo”, destacou Ana Nery Azevedo, titular da pasta de Cultura.

Confira algumas das atrações do Dia Mundial do Teatro em Garanhuns


15h - Debate sobre o teatro em Garanhuns - "Caminhos e possibilidades" (Teatro Luiz Souto Dourado)

17h30 - "Uma noite na Lua" - Leitura dramatizada com a Troupe Azimute (Teatro Luiz Souto Dourado)

20h - As filhas de Lilith - Cia Nós de Gato (Teatro Luiz Souto Dourado)

(Foto:  Centro Cultural,  publicada no Agenda Garanhuns).

segunda-feira, 26 de março de 2012

MÉDICOS CHAMAM DOURADO DE DESEQUILIBRADO

O Sindicato dos Médicos de Pernambuco, Simepe, reagiu com dureza às críticas feitas pelo prefeito de Lajedo à categoria. "Não podemos acreditar que um homem público eleito para administrar importante cidade do Agreste possa se comportar como um irresponsável e destemperado da pior espécie, demonstrando desequilíbrio mental", ataca a nota da entidade classista. Do mesmo modo como fez antes a Associação do Ministério Público, o Simepe anuncia que tomará as medidas jurídicas necessárias ao caso.

A NOTA NA ÍNTEGRA

O Sindicato dos Médicos de Pernambuco repudia todo e qualquer comentário que venha a denegrir a honra da valorosa classe médica brasileira.

Em um áudio postado no youtube por um individuo que se denomina Antônio João Dourado e diz ser prefeito do município de Lajedo, em Pernambuco, o mesmo faz referências chulas e desairosas contra os médicos e médicas que trabalham naquele município. 

É importante se apurar a veracidade do áudio em questão. Não podemos acreditar que um homem público eleito para administrar uma importante cidade do agreste  possa se comportar como um irresponsável  e destemperado da pior espécie.  Ao denominar os médicos de “mafiosos”, o individuo que se faz passar pelo prefeito de Lajedo demonstra tal desequilíbrio mental que põe em dúvida a veracidade dos fatos.  A lógica é de que nós vemos o mundo sob a ótica do que nós somos. Os desonestos e corruptos tendem a achar que todos rezam por sua cartilha. Na verdade, os médicos e médicas que atendem no serviço público há anos vêm, com seu trabalho, subsidiando prefeituras e Estado quando atendem à população pela Tabela do SUS. 

A formação de um profissional médico com especialização em determinadas áreas leva anos de estudos e não pode ser avaliada por quem não tem preparo intelectual para tal. Nenhum médico pode se transformar de pediatra para ginecologista, de ginecologista para cardiologista, como em um passe de mágica.  Quem assim pensa demonstra total desconhecimento sobre o assunto, o que é próprio dos desqualificados.

O Simepe adotará as providências cabíveis na salvaguarda da honra e anseios da categoria médica pernambucana. A Defensoria Médica vai apurar os fatos e utilizará os instrumentos jurídicos necessários que o caso requer.

À Diretória." (Na ilustração a sede do Sindicato dos Médicos de Pernambuco).

QUADRO POLÍTICO ANIMA ZÉ DA LUZ

O engenheiro e ex-prefeito de Caetés, José Luiz Sampaio, o Zé da Luz (PHS), acredita que vive um dos melhores momentos de sua carreira política. Garante que as pesquisas o colocam na frente na corrida pelo Palácio Celso Galvão desde 2010 e por isso é um dos nomes mais cortejados no cenário político atual.

O relacionamento com o ex-prefeito Silvino Andrade (PSDB) vem se estreitando e não será surpresa uma nova aliança entre os grupos políticos dos dois, visando a disputa deste ano.

Pessoas próximas ao representante do PHS revelam que o deputado Izaías Régis (PTB) fez de tudo para tirar uma foto com ele no recente encontro “Amigos de Garanhuns”, que aconteceu no Recife, apesar de não haver qualquer aproximação entre ambos há um certo tempo.

Também garantem que prefeito de Lajedo, quando pensou em disputar a eleição em Garanhuns, procurou Zé da Luz em busca de apoio e não obteve dele a resposta que esperava. Hoje, “inviabilizado o projeto do Dourado”, por conta das suas recentes declarações divulgadas amplamente na imprensa, contra políticos e contra instituições respeitadas como o Ministério Público, o PSB já considera a possibilidade de apoiar Zé da Luz na briga pela prefeitura este ano, conforme publicou o jornalista Inaldo Sampaio na Folha de Pernambuco do último sábado.

Otimistas, os defensores do ex-dirigente de Caetés consideram que prefeito Luiz Carlos (PDT) também anda simpático ao engenheiro, com quem disputou a prefeitura em 2008. Diante deste cenário, muitos já admitem uma provável vitória de Zé da Luz nas urnas este ano.

De posse destes dados, José Luiz Sampaio é candidatíssimo a prefeito de Garanhuns, em outubro deste ano.

LAJEDO RECEBE VISITA DO GOVERNADOR

Mesmo sendo bombardeado pelas gravações divulgadas na internet, o prefeito de Lajedo, Antônio João Dourado (PSB), procura tocar normalmente sua administração e mostrar serviço. Neste final de semana entregou uma “escola modelo”, na zona rural do município. Na próxima quarta-feira, espera a visita do governador Eduardo Campos para inaugurar o calçamento da rua João Pessoa, o asfalto das ruas do centro e uma usina de álcool. Com o líder socialista também visitará as obras da Escola Técnica Estadual.

(Foto: Aluysio Moraes/http://noticiasdomundoecuriosidades.blogspot.com.br/).

A UNIÃO DE JARBAS E EDUARDO CAMPOS

Em política tudo é possível. Jarbas e Eduardo Campos, inimigos desde 1992, adversários ferrenhos nas últimas campanhas políticas de Pernambuco, estão conversando e há quem acredite que vão fazer algum acordo para 2014. A respeito desse entendimento entre o peemedebista e o socialista, transcrevo artigo publicado por Alexandre Marinho em seu blog.

UMA RELAÇÃO CIVILIZADA

Achei legal o gesto do Senador Jarbas Vasconcelos de tecer alguns elogios ao governador Eduardo Campos, durante entrevista que concedeu ao programa Poder e Política, do Site UOL, semana passada.

Ele considera que Eduardo tem todas as condições de se tornar candidato à presidência da República em 2018, disse que ele está dando continuidade ao que foi plantado em seu governo e ainda chegou a dar um conselho ao governador: “para galvanizar o eleitorado do Sul e se consolidar no Nordeste, ele tem que sinalizar que as práticas dele são práticas diferentes das do PT. Porque Lula tem uma boa avaliação, mas o PT não tem essa avaliação”.

Essa aproximação é importante porque quando as maiores lideranças do estado assumem aquela velha postura de um torcer pelo fracasso do outro, o resultado disso, geralmente, é uma divisão de forças e de sinergias que prejudica a conquista dos pleitos maiores do estado, sobretudo junto ao Governo Federal. E Pernambuco já sofreu muito com isso.

Foi sem dúvida um gesto civilizado, que acredito tenha recebido os aplausos da grande maioria do povo pernambucano.

Jarbas também já deve ter percebido, como homem inteligente que é, que caso pretenda reeleger-se senador, o apoio de Eduardo será fundamental, fato que em nada empobrece a nobreza do seu gesto.

E para nós aqui de Garanhuns, enquanto o governador não oficializar seu apoio ao prefeito de Lajedo, resta-nos a esperança de que os integrantes do palácio ainda possam repensar esta estratégia e resolvam apoiar algum candidato que tenha raízes com nossa terra, em benefício de todos. É também um gesto que ansiosamente esperamos.

Manter o alinhamento com o governo Eduardo Campos é importante para Garanhuns e agreste, sobretudo neste momento especial em que Pernambuco vive um grande surto de desenvolvimento, no qual nossa região precisa ser incluída.

Por outro lado, é importante o governador ter, em nossa cidade, um aliado com o qual possa construir uma relação política e administrativa sólida e capaz de transformar essa conjuntura favorável em crescimento econômico e geração de renda para o povo agrestino.

Resolver este impasse está bem ao alcance do palácio, bastando apenas o reconhecimento de que o amadurecimento político, social, econômico e até cognitivo de uma sociedade faz parte de um processo lento e gradual – porque envolve questões culturais e históricas – e que precisa, portanto, ser respeitado. Querer forçar o curso natural deste processo, embora às vezes seja necessário, só resulta em êxito quando a própria sociedade está pronta e clama por isso, o que não parece ser o caso, neste momento.

Neste exato momento, o que mais precisamos é de uma redobrada dose de bom senso, cautela e humildade, até porque está em jogo o destino de uma comunidade de 130 mil habitantes.

OS MÉDICOS SÃO MESMO MAFIOSOS?

Neste mesmo blog, bem antes do prefeito de Lajedo, Antônio João Dourado, ter dito que os médicos são “os piores mafiosos”, já divulgamos artigos com críticas aos profissionais de medicina. Sabemos que em Garanhuns, como em outras cidades, muitos não honram o juramento de Hipócrates, pensam mais no dinheiro do que em curar ou salvar vidas e alguns são de uma incompetência que assusta o paciente.

O problema das afirmações de Dourado é que ele generalizou. Isso feito por um cidadão comum já não é correto, imagine por uma personalidade que é prefeito e presidente da Amupe.

Sabemos que em todas as profissões existem os “ficha suja”, para usar uma expressão do momento, criada para enquadrar os políticos que não agem com lisura ou ética.

Existem advogados ladrões, jornalistas desonestos, professores relapsos, engenheiros espertalhões, comerciantes que roubam descaradamente, radialistas que não merecem confiança e artistas abertamente picaretas.

Não podemos, contudo, considerar todos os empresários, advogados, juízes, arquitetos ou trabalhadores de comunicação desonestos porque um ou outro não honra a sua classe.

Em Garanhuns, cidade onde conhecemos bem os médicos, assim como as pessoas que exercem outras profissões, sabemos ter homens e mulheres corretos, dignos, que não merecem nunca um julgamento tão severo ao ponto de serem considerados mafiosos.

Começo por Dr. Sérgio, que atendeu durante um bom tempo aqui no posto da Cohab II e hoje serve ao município de Capoeiras. Embora faça parte do serviço público atende como se estivesse num consultório particular. Demora com o paciente, pergunta, escuta, examina, prescreve os medicamentos com cuidado. É extremamente gentil e não adota a postura de alguns colegas, que se acham verdadeiros deuses.

Dra. Viviane, esposa de Sérgio, segue a mesma linha do marido, é uma médica humanitária querida pelo povo pobre da Cohab II e loteamentos em volta.

Lembro de Dra. Cláudia Cordeiro, pediatra, que antigamente atendia num consultório da Perpétuo Socorro. Meus filhos, quando pequenos, foram atendidos por ela sempre de maneira exemplar. Médica competente, conversa com as mães, é carinhosa com as crianças, dá seus diagnósticos de forma segura e prescreve remédios eficientes que na maioria das vezes mandam embora a doença.

Dr. Alcindo Menezes, ginecologista, muitas vezes atendeu minha mulher e não aceitou nem cobrar a consulta. E não é porque sou jornalista e seu amigo, pois muito tempo atrás salvou a vida da minha companheira, fazendo uma cirurgia de urgência de gravidez tubária e nessa época nem nos conhecíamos.

Dr. Severino Vieira salvou a vida do meu pai uma vez. Foi de uma dedicação incrível e se recusou a aceitar qualquer pagamento da família.  Dr. Jurandir e Marconi, seu filho; Dra. Rosário, Dr. Saulo Rocha, Dr. Marconi ginecologista, o clínico Antônio Albuquerque, os cardiologistas Carlos Eugênio e Alberto Madeira, Dr. Hermes, Dra. Marta Júdice, Dra. Ana Cristina, Dr. Silvino Andrade, Dr. Bartolomeu Quidute, Dr. Dimas, Dr. Élder (neurologista),... Os tenho todos como bons profissionais da medicina e acredito que prestaram e prestam serviços inestimáveis ao povo de Garanhuns e do Agreste, muitas vezes independente do dinheiro do cliente.

Outros nomes de bons médicos podem ser acrescentados aos que citei, inclusive pelos leitores.

Tenho informações que Dr. Rômulo Maia, que foi prefeito de Lajedo apoiado por Antônio João, e Dr. Antônio José, irmão de Dourado, são bons médicos. Conheço pacientes dos dois que os elogiam muito.

É injusto, então, generalizar. Colocar todos numa vala comum. Existem bons médicos e maus médicos, profissionais de medicina honestos e outros que são meros mercenários. Assim como temos o prefeito decente, que deseja fazer alguma coisa pelo seu povo; e o administrador pilantra, que tem em mente somente enriquecer cada vez mais à custa do dinheiro público.

Nos comentários que temos recebidos alguns nos acusam de estar fazendo uma campanha contra Antônio João Dourado. De forma nenhuma. Ele que falou este monte de coisas que está repercutindo tanto. E nem fui eu que gravei, foi uma pessoa de Lajedo.

Acontece que o prefeito é notícia, para o bem ou para o mal. Se gravarem Izaías, Zé da Luz, Aurora ou Sivaldo dizendo coisas absurdas eles também vão ser notícia. Acontece que por enquanto só nos chegam essas coisas de Dourado. E não adianta tapar o sol com a peneira: ele foi muito infeliz!

Givaldo Calado pode ter seus defeitos, todos o temos, mas merece respeito. Os adversários merecem consideração, não são descartáveis como o prefeito de Lajedo deu a entender. Sandoval, Gersinho, Adolfo e Eudson merecem consideração, principalmente por parte de Antônio João, pois eram as pessoas que defendiam seu nome em Garanhuns. Os promotores, guardiões da Constituição Federal, não podem ser comparados a excremento, assim como os médicos - talvez em sua maioria - não são simples mafiosos.

Não sei se o prefeito de Lajedo tinha bebido, se o seu time tinha perdido o jogo, se tinha brigado contra a mulher ou se simplesmente estava num mau dia. Esse Antônio João das gravações não é o que conheço há 15 anos ou mais, sempre educado e equilibrado. Sempre o considerei um bom quadro político do Agreste e de Pernambuco. Agora tenho muitas dúvidas.

Se ele não respeita os empresários da cidade, os aliados, os promotores, os médicos, os blogueiros (segundo ele fomos nós que criamos tudo isso), como poderemos confiar nele? Como vamos acreditar numa pessoa que não acredita em ninguém?

Não faço campanha contra Dourado nem contra quem quer que seja. Na verdade ele é que está fazendo gols contra. Ele é quem fez e faz a anticampanha e por isso se complica cada vez mais como pré-candidato em Garanhuns. (Na ilustração "Lição de Anatomia", de Rembrandt).  

domingo, 25 de março de 2012

DOURADO CHAMA MÉDICOS DE MAFIOSOS

Em mais um áudio de Antônio João Dourado (PSB), postado no yotube, neste domingo, ele afirma que a pior máfia existente no Brasil, nos dias de hoje, é a dos médicos.  "Eles só querem ganhar dinheiro", acusa o socialista salientando que ninguém quer mais ser pediatra, preferindo ginecologia ou cardiologia porque é rentável. O curioso nessa história é que o prefeito e presidente da Amupe é filho do médico Antônio Dourado e um dos seus irmãos, Antônio José, também exerce a medicina. Outro irmão, o deputado Marcoantônio Dourado, é dono de um hospital particular em Lajedo.

MÁFIA - Clique na palavra ao lado, toda em maiúsculo e acesse mais um vídeo com a gravação de Antônio Dourado. Você só acredita porque vê.

COMO A VIDA DEVIA SER



O texto e a poesia, publicados abaixo,  foram escritos por Chico Anísio quando se descobriu doente, em 2008. Ambos foram postados pelo humorista em seu blog:

Eu acho que o ideal seria que as pessoas nascessem velhas e morressem crianças. O homem nasceria com 90 anos, ia ficando mais moço, mais moço, até morrer de infância.

Nascendo com 90 anos, você aos 65 se casaria com uma mulher de 59, mas e a recompensa? A cada dia, a cada semana, a cada mês, ela ia ficando mais nova, mais nova, até se transformar numa gata de 20.

Entendeu? E, depois do casamento, vocês dois ficariam noivos, seriam namorados, até chegar ao amor infantil, branco e desinteressado... mãos dadas... (no máximo) e apagando das árvores, os corações entrelaçados.

Você nasceria rico, aposentado e sábio. Começaria a ganhar cada vez menos... até entrar para a Faculdade para ir desaprendendo tudo e ir ficando mais ingênuo e mais puro. Depois a bicicleta, o velocípede, desaprenderia a andar, esqueceria como engatinhar, o voador, o cercadinho... do cercadinho pro berço, as fraldinhas molhadas, três gotas de Otalgan para a maldita dor de ouvido, o chá de erva doce para a dorzinha de barriga...a mamadeira de água, o peito da mãe e, num dia qualquer, pararia de chorar.

Com o tempo correndo para trás, a humanidade regrediria nos séculos até aparecer o último homem: Adão. Último-primeiro quando então, pegando-o na mão, ao invés de soprar sobre ele Deus inspiraria o homem outra vez para dentro de si mesmo.

VIDA E MORTE


Por esses caminhos rudes

que o Destino nos impõe,

entre defeitos, virtudes,

tudo o mais que se compõe,

Morte e Vida se encontraram

e logo reconheceram

quem eram. E se falaram

de coisas que ocorreram.



"Como é que vai essa vida ?"

- perguntou a Vida à Morte.

"Está sendo bem servida ?

Como é que anda esta sorte ?"

A Morte então respondeu:

"Vou vivendo sem reclamos.

Carregando quem morreu

e por outros que chamamos.



E você, que é que me conta

antes que um dia eu te corte ?"

"Viver hoje é um faz-de-conta,

porque a vida é de morte.

Doenças, vírus, bacilos,

desastres em profusão,

os corpos, nos seus vacilos,

provocando infecção...



Mas dá pra espichar os dias

de ficar por esse mundo".

"Não são as más companhias

que te carregam pro fundo ?"

"Não, não" - respondeu a Vida

com um pequeno sorriso.

"Eu sou mesmo uma perdida

que nem vive o que é preciso".



A Morte, então, num deboche,

disse à Vida: "Até um dia...".

A vida é mero fantoche

da Morte e, com tirania,

carregando o seu cajado

que simboliza o poder,

deixou a Vida de lado

pra mais um pouco viver.

vida, que sabe ter

um tempo certo na Terra,

soube, astuta, se conter

(o seu semblante até cerra).

Depois que a morte sumiu

com sua carranca adunca,

a Vida ao seu Deus pediu:

"Que a Morte não viva nunca !"

TRIBUNA 14 NO BAIRRO DA LIBERDADE

Moradores do bairro da Liberdade acompanharam, neste sábado (24), a primeira reunião de um total de 21 encontros que serão realizados pelo PTB na cidade de Garanhuns. É o Tribuna 14, projeto do senador Armando Monteiro Neto, que vai debater com a população um plano de Governo do Partido para a cidade.

Dezenas de moradores acompanharam o encontro, que foi coordenado pelo presidente do PTB Municipal, Wanderley Lopes, e pelo deputado e membro da Executiva do PTB Estadual, Izaías Régis. Entre as demandas levantadas pela população, estão a deficiência no atendimento nos postos de saúde, a necessidade de construção de mais escolas e de áreas de lazer na comunidade. Os moradores também solicitaram a realização de mais cursos profissionalizantes e de investimentos para a geração de emprego e renda na cidade.

“Gostaria de agradecer a presença de todos vocês no Tribuna 14. É muito importante que nos tragam a visão de vocês sobre as necessidades da cidade, ajudando nosso partido a construir um plano de governo que possa colocar Garanhuns no ritmo de desenvolvimento que vive Pernambuco”, afirmou Izaías Régis.
Na próxima semana, mais dois encontros serão realizados.

sábado, 24 de março de 2012

EDUARDO CAMPOS E PAULO LINS


Paulo Lins é gestor da GRE (antiga Dere) pela 5ª vez. Três vezes chegou ao cargo por indicação política. Das últimas duas vezes participou de seleção pública, organizada pela Universidade de Pernambuco, e se classificou com méritos. Natural de Itaíba, Paulo mora em Garanhuns há muitos anos, onde tem serviços prestados e por isso recebeu o título de Cidadão do Município, na primeira quinzena deste mês.

Fiel a Arraes e Eduardo Campos, Paulo Lins é filiado ao PSB e faz parte da Executiva do partido no município. Quando a Comissão Provisória caducou, no final do ano passado,  foi o primeiro nome lembrado pelo Palácio para ocupar o lugar de Ivan Rodrigues. Preferiu não aceitar, para evitar problemas com os companheiros. Também já foi lembrado como uma solução para o caso Antônio João Dourado, tendo igualmente recusado, por considerar que existem pessoas capazes de unir mais, se o prefeito de Lajedo sair do processo.

Paulo vai continuar na GRE, fazendo seu trabalho junto aos professores, sendo interlocutor do governador de Pernambuco e exercendo missões políticas no momento certo.

O prestígio do professor junto a Eduardo incomoda. Militantes do próprio PSB local têm ele "atravessado na garganta". Paulo Lins não está preocupado com isso. Acostumado na militância desde os tempos da deputada Cristina Tavares, com quem também trabalhou, ele olha a política hoje com a visão macro, não deixando que as coisas pequenas prejudiquem sua atividade.

ONG COMEMORA O DIA MUNDIAL DA ÁGUA

A ONG "Brigada Ambiental Una Vivo Capoeiras Nessa Luta",  em conjunto com a Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC) e o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Una,  realizou em Capoeiras, esta semana,  uma Caminhada Ecológica para comemorar o Dia Mundial da Água.

O evento contou com a participação de estudantes do Colégio Municipal José Soares de Almeida e da EREM Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Conselho Tutelar, Pastoral da Criança e comunidade em geral. Os caminhantes passaram pelo centro da cidade e seguiram até a barragem que abastece a cidade. Durante o percurso e às margens da barragem, membros da ONG e professores falaram da importância das águas, dos cuidados que se deve ter com os mananciais, e deram dicas de preservação do meio ambiente.

Várias cidades pernambucanas também comemoram a data. A APAC e o Comitê enviaram panfletos e 200 camisetas para distribuição no evento em Capoeiras, que contou com serviço de carro de som e distribuição de garrafas de água mineral doadas por comerciantes da cidade.

No dia 22 de março é celebrado em todo o planeta o Dia Mundial da Água, criado pelas Nações Unidas em 1992 e marcado pela Declaração Universal dos Direitos da Água. Não se trata apenas de uma data simbólica, mas de uma iniciativa no sentido de promover debates em torno das políticas de uso consciente e conservação dos recursos hídricos, para que cada vez mais possamos compreender a necessidade dessas medidas para a melhoria das condições de vida na Terra. (Com a colaboração de Raimundo Lourenço).

PALÁCIO JÁ ADMITE APOIO A ZÉ DA LUZ

O PSB e até mesmo o Palácio das Princesas emitem sinais de que estão querendo se livrar de Antônio João. Através do jornalista Inaldo Sampaio, que tem um bom relacionamento com as lideranças do Partido Socialista e o governador Eduardo Campos, já foi publicada mais de uma nota dando o recado para o prefeito de Lajedo. É como se dissessem "não dá mais". Acontece que Dourado é um homem obstinado e apesar de ter comprado briga com parte da sociedade de Garanhuns, aliados e o Ministério Público pretende levar à frente seu projeto político. Deve imaginar que sair nesta situação, depois da divulgação de gravações feitas em sua cidade, é desmoralizante. O pior pode vir se disputar a eleição. Dificilmente conseguirá desfazer o mal estar que criou e arrisca ter uma votação medíocre, perdendo nas urnas para Zé da Luz, Izaías, Aurora, Sivaldo e Paulo Camelo, se todos esses forem candidatos.

Zé da Luz, embora no PHS, sempre trabalhou com a hipótese de ser o candidato do Palácio. Aliado de Arraes e Eduardo Campos há muitos anos, não imagina porque tem seu nome vetado. A nota recente de Inaldo Sampaio,  revelando que o Governo já admite que o ex-prefeito de Caetés pode ser o Plano B do Palácio,  foi comemorada por aliados de José Luiz aqui na cidade e no município que administrou em três oportunidades.

O ex-prefeito está bem nas pesquisas, disputando com Izaías Régis a preferência do eleitorado. Se vier a ter o apoio de Eduardo Campos, isso pode vir a desequilibrar a disputa a seu favor. Daí a euforia. Mas o governador viria mesmo para seu palanque tendo outro candidato da base aliada na disputa? Zé da Luz, é bom lembrar, nem é mais do PSB. O certo é aguardar os acontecimentos. O neto de Arraes, mesmo que tenha arranhado sua imagem em Garanhuns, com a pré-candidatura de Antônio João Dourado, ainda é o maior eleitor do município e certamente será decisivo na eleição.

AURORA PRETENDE CRIAR NOVO DISTRITO INDUSTRIAL

Após participar de dezenas de reuniões, em bairros diferentes de Garanhuns, a pré-candidata do PSDB à prefeitura, Aurora Cristina, ficou convencida de que é preciso criar um novo Distrito Industrial na cidade para possibilitar o crescimento do município. "Eleita prefeita, minha primeira ação seria desapropriar 200 hectares de terra para criação da área destinada às indústrias", revelou a ex-primeira dama para o blog. Ela imagina que em parceria com o governo estadual seria possível criar a infra-estrutura de luz, água, telefone, internet e outros serviços, ficando a intervenção urbana por conta do Poder Municipal.

Aurora Cristina chegou a essa proposta ouvindo a população de Garanhuns e também tendo conhecimento da experiência feita em Limoeiro, onde o prefeito desapropriou 100 hectares de terra para o Distrito Industrial daquela cidade. "Mas 100 para Garanhuns seria pouco, aqui teríamos 200 hectares, pois temos mais potencial e temos de investir para que a cidade cresça", justificou a representante dos tucanos.

A representante do PSDB acredita que não vai ter dificuldades com o governador Eduardo Campos na campanha, nem depois da eleição, caso vença a disputa. Lembra que seu partido está fechando acordos com o PSB e outros partidos da base aliada em vários municípios, como acontece por exemplo em Olinda. "Prefeitura e Governo de Estado devem caminhar juntos, pelo bem de Garanhuns", salientou Aurora.

ROBERTO CARLOS - GRANDES NOMES DA MPB - 100 (FINAL)



100 GRANDES NOMES DA MPB

Há mais de dois anos que venho escrevendo sobre artistas da música popular brasileira. O trabalho é feito mais nos finais de semana e procura traçar um perfil de ídolos do nosso cancioneiro popular. A MPB, nesta série, não é um gênero musical específico, criado nos anos 60 e que ao longo das últimas décadas legou ao país dezenas de cantores e cantoras, compositores e intérpretes de excepcional qualidade.

Os 100 nomes retratados são de artistas nacionais, que cantaram ou cantam o Brasil em sua língua, retratando nas letras realidades do país.

Assim temos desde Vicente Celestino, Francisco Alves e Nélson Gonçalves, ídolos do passado, até estrelas surgidas mais recentemente, como Zeca Baleiro, Ana Carolina, Chico César e Vanessa da Mata.

Passamos pelo regionalismo de Luiz Gonzaga, com o baião e o forró; o frevo de Capiba e Claudionor Germano; o pop rock de Skank e outros grupos, o ecletismo de Caetano Veloso, a música engajada de Chico Buarque e o romantismo exacerbado, brega, de Reginaldo Rossi.

João Bosco, Ivan Lins, Milton Nascimento, Gilberto Gil, Geraldo Azevedo, Alceu Valença, Fagner, Belchior, Ednardo e outros nomes importantes que decolaram nos anos 70 mereceram breves biografias entusiasmadas, sem esquecermos, no entanto, grandes compositores e vozes do passado, como o quase garanhuense Augusto Calheiros, Ataulfo Alves, Noel Rosa, Pixinguinha, Eliseth Cardoso, Ademilde Fonseca, Ângela Maria e Núbia Lafayete.

Fenômenos populares também receberam a atenção do autor. Caso do baiano Raul Seixas, com uma obra irregular, cheia de altos e baixos, artista que morreu moço, mas que deixou marcas profundas no universo da música popular brasileira, inclusive contribuindo com sua transformação.

Resgatamos figuras um tanto injustiçadas, como é o caso de Jessé, um cantor de voz maravilhosa, que gravou grandes discos, porém foi rotulado de brega por conta da maneira como surgiu no cenário musical do país.

Do que foi publicado no blog até hoje, Cazuza terminou sendo uma grande e agradável surpresa. Seu post terminou sendo um dos mais lidos, superando inclusive as postagens políticas ou com notícias de morte, que sempre atraem enorme público.

Embora seja um trabalho superficial, pois seria muito difícil se aprofundar muito na obra de 100 compositores e cantores, acreditamos que contribui para salientar o papel da música nacional, a partir do registro ou resgate de cada artista.

Na pesquisa para o perfil dos artistas, foram fundamentais as consultas aos livros, aos sites oficiais de cada cantor ou cantora, aos jornais e a discografia dos pop star. Felizmente guardo todos os LPs e CDs que comprei ao longo dos últimos 40 anos e muitas vezes recorri a esses álbuns para citar uma música ou resolver alguma dúvida.

Buscamos um padrão de qualidade, valorizando o cantor, cantora, compositor ou intérprete que efetivamente disse alguma coisa de importante para o Brasil, seja gravando ou fazendo shows. Alguém pode discordar do brega Reginaldo Rossi, mas ninguém pode ignorar que ele representa uma faixa de público importante. Foi escolhido por ser pernambucano, estar mais perto de nós e pelo tempo que se mantém no topo como ídolo popular. Ele entrou na série em nome de todos os românticos que se voltaram para o povão, como Aguinaldo Timóteo, Lindomar Castilho, Altemar Dutra, Odair José e Amado Batista.

Não foi impossível incluir todos, claro, e bons nomes ficaram de fora. É o caso de uma grande voz, de um bom intérprete, como Emílio Santiago. Outra ausência é Dick Farney, um cantor importante do passado.

É que o critério teve muito de pessoal e o jornalista preferiu enfocar mais os artistas com o qual ele conviveu em algum momento de sua vida, ouvindo rádio, assistindo shows ou os descobrindo através do disco.

Vicente Celestino e Augusto Calheiros ouvia quando criança, eram cantores queridos por meus avós, pelos meus pais quando pequenos. Na juventude esse que vos escreve descobriu a Jovem Guarda, ficou encantado com a maluquice dos Secos e Molhados e Raul Seixas, curtiu o rock de Rita Lee e desde o primeiro momento gostou da voz e da performance no palco de Ney Matogrosso.

Numa época em que a “MPB está exilada em seus próprio país”, em que se tenta transformar em cantor esse rapaz de nome Luan Santana e se investe tanto em porcaria, principalmente na televisão, alguém há de defender a música autêntica, boa, inteligente representativa da cultura e de valores nacionais.

Ninguém é dono da verdade, mas gosto se discute sim. É preciso ter um mínimo de informação para separar o descartável do que perdura. Assim, ao ouvir música, ao escrever sobre música brasileira, é necessário estar atento a quem realmente tem valor. Dos 100 nomes publicados, acredito que cada um deles de uma forma ou de outra contribuiu para a evolução da MPB. Formou público, deu o seu recado, foi consumido pela massa, acrescentou alguma coisa a esse verdadeiro “caldo de cultura” de um país chamado Brasil.

Renato Teixeira, Nana Caymmi, Lenine, Jorge Benjor, Luiz Gonzaga, Clara Nunes, Beth Carvalho, Geraldo Vandré, Tom Jobim, João Gilberto, Moraes Moreira, Zé Ramalho, Tetê Espíndola, Maria Rita, Quarteto em Cy, MPB 4... Ah! Não há dúvida que é rico esse universo. Dos autores, dos cantores, da constelação de estrelas da Música Popular Brasileira.

ROBERTO CARLOS 

Peço licença aos leitores para neste último perfil da série Grandes Nomes da MPB iniciar o texto na primeira pessoa.

Em 1965 eu tinha e apenas 8 anos de idade. Foi a primeira vez que ouvi, pelo rádio, a voz de Roberto Carlos. A música “Quero que vá tudo pra o Inferno”, lançada naquele ano se transformaria num dos maiores sucessos do Brasil em todos os tempos.

Tocou no rádio seis meses sem parar. Fez o cantor, até então ainda desconhecido na maior parte do país se transformar no maior ídolo brasileiro. Querido em todas as regiões do território nacional. Sua voz com essa canção, feita por conta da saudade de uma namorada – Magda Fonseca -, chegou a outros países da América Latina, a Portugal e a outras regiões da Europa.

Naquela época nunca tinha ouvido falar em MPB, Chico Buarque ou outros artistas “cabeça”. Vivia numa cidadezinha que até um ano atrás não passava de um distrito de São Bento do Una. Nem Luiz Gonzaga, havia descoberto ainda.

Como garoto sonhador e romântico, achei Roberto Carlos o máximo. Aqueles versos iniciais – “De que vale o céu azul sempre a brilhar/se você não vem e eu estou a esperar...” – eram simplesmente maravilhosos e entravam pelo coração, fazendo com que a cabeça, ao mesmo tempo pensasse uma porção de coisas diferentes.

A voz era gostosa, o som era irreverente. A música tinha tudo para mexer com as estruturas de um menino do interior sem a menor noção do que acontecia no mundo.

Pouco tempo depois, acho que no ano seguinte, aquele cantor voltou a encantar o garoto com a tal de “Namoradinha de um Amigo Meu”.

A partir desses dois sucessos iniciais, Roberto Carlos entrou na minha vida, como fez na de muitos brasileiros e não saiu mais.

Mesmo depois,  tendo conhecido a Bossa Nova, os tropicalistas, o som dos cearenses, a poesia de Noel Rosa e Chico Buarque, a música clássica e erudita, aquele rapaz de cabelos encaracolados continuou a fazer parte do meu universo. Com seus rocks, baladas, boleros, músicas demasiadamente românticas,  como que traçou uma trajetória do país, representando o brasileiro médio, o pequeno burguês, o alienado, o sujeito que deseja apenas ser feliz ou viver um grande amor.

Roberto Carlos, para o bem e para o mal, tem muito a ver com a história deste país nos últimos 50 anos.

O COMEÇO

Em 2010 o cantor Roberto Carlos Braga comemorou com pompa 50 anos de carreira artística. Poderia, se quisesse, ter festejado os 60 anos de luta para chegar à condição de maior ídolo popular do país em todas as épocas. Porque na verdade o “rei” começou sua jornada em 1950, com apenas 9 anos de idade, quando se apresentou pela primeira vez na rádio de Cachoeiro de Itapemirim, sua cidade natal.

Foi à emissora incentivado por sua mãe, a costureira dona Laura, e cantou uma música espanhola “Amor e mas amor”. Garantem seus biógrafos que se saiu muito bem, ganhou balas doces do apresentador e foi convidado a retornar todos os domingos para o Programa Infantil.

A partir desse dia o garoto deixou pra lá o sonho de ser médico – um desejo também dos pais – e fixou-se na meta de ser cantor. Quando rapaz, imaginava não apenas ser um artista, gravar seus discos, mas já ambicionava ser um grande ídolo popular.

Roberto aprendeu um pouco de piano ainda em Cachoeiro, com sua mãe e no conservatório. Também muito novo começou a dominar o violão. Seu ídolo, nos tempos da terra natal, era Bob Nélson, um artista brasileiro que se vestia de caubói.

Pouco antes de fazer 15 anos de idade, Roberto Carlos resolve ir morar no Rio de Janeiro, na casa de uma irmã de sua mãe. Estava determinado a se tornar cantor profissional e sabia que só podia vencer na vida morando na cidade grande.

Na então capital do país conheceu a chamada Turma da Tijuca. Dentre esses rapazes estavam Tim Maria e Erasmo Carlos. O primeiro se tornaria um grande cantor, no futuro e o segundo seria o parceiro mais constante do rei, em sua carreira. Juntos Roberto e Erasmo compuseram cerca de 500 músicas.

O jovem de Cachoeiro de Itapemirim chegou a fazer parte de um conjunto, o Sputniks. O foco principal, no entanto, era conseguir espaço nas rádios da época. O início foi difícil e RC deu muita viagem perdida as principais emissoras cariocas.

Em 1958 Carlos Imperial (apresentador, produtor musical e compositor) convidou Roberto e Tim Maia para se apresentar no seu programa na Rádio Tupy, o Clube do Rock. O futuro “Rei da Jovem Guarda” era então o “Elvis Presley brasileiro”.

Com muita luta RC gravou em 1959 seu primeiro disco, um compacto simples com as músicas João e Maria e Fora do Tom.

O disco passou despercebido, mas o cantor continuou batalhando, se apresentando em boates e cantando nas emissoras de rádio. Em 1961, com a ajuda de Imperial, lançou seu primeiro LP, “Louco por Você”.

Estranhamente – Roberto Carlos é cheio de manias, algumas inexplicáveis – esse disco é mantido fora do catálogo do artista. Ele não permite que seja relançado.

Embora ele fosse muito jovem e não tivesse ainda uma definição de estilo (até a voz ainda está longe dos seus melhores momentos), é um bom disco. “Louco por Você” traz boleros, sambas, bossa nova e twister, um tipo de música que daria origem ao iê-iê-iê e aos primeiros rocks brasileiros. Destaque para a faixa título e Linda, que antecipam um pouco o Roberto Carlos dos discos seguintes, quando ele se consolidaria como o grande cantor do país.

O primeiro LP de Roberto não traz sua foto na capa, tem uma qualidade de som inferior a dos discos seguintes e vendeu pouco mais de 500 cópias. Talvez por isso o artista implique com o álbum.

O cantor continuou na luta e em 1963, com o lançamento do segundo LP, conseguiu alguém êxito com a música “Parei na Contramão”, carro chefe do disco. O álbum inclui ainda Splish Splash,  Oração de Um Triste e Quero me Casar Contigo, três canções que ainda hoje se ouve com prazer.

No ano seguinte Roberto voltou a acertar com “É Proibido Fumar”. Além da faixa título, de boa aceitação popular, o disco traz Um Leão está solto nas ruas, Rosinha, Amapola, Nasci para Chorar e o Calhambeque, que seria um dos grandes sucessos do rádio em 1964.

O artista vai aos poucos fazendo seu nome, porém até então é mais conhecido no eixo Rio-São Paulo. A grande virada aconteceria mesmo em 65. Neste ano ele lança dois discos: “Roberto Carlos canta para a Juventude”, que tem mais ou menos a qualidade dos dois anteriores, com destaque para História de um homem mau, A Garota do Baile e Brucutu. “Jovem Guarda”, o outro LP, inclui a citada “Quero que vá tudo pra o inferno”, sucesso absoluto no Brasil e outros países, que fez Roberto ficar conhecido em todos os recantos do país.

Mesmo com o estrondo de “Quero que vá tudo pra o inferno”, que escandalizou a Igreja Católica, houve espaço para as rádios tocarem músicas como Coimbra, Lobo Mau, Pega Ladrão e Mexerico da Candinha.

O POP STAR

A partir daí RC virou mesmo um grande pop star. O programa na TV Record, Jovem Guarda, se tornou um campeão de audiência e os discos do cantor, lançados anualmente, se tornaram produto obrigatório na casa dos brasileiros. Aí foi um sucesso atrás do outro. Em 1966 veio o disco “Eu te darei o Céu”, no ano seguinte “Roberto Carlos em Ritmo de Aventura”, em 68 “O Inimitável” e depois “As Flores do Jardim da Nossa Casa”. A canção título deste último LP, linda, ele compôs para o filho, que nasceu com sérios problemas de visão.

Roberto sempre foi de botar a sua vida nas canções. Em “O Divã”, de 1968, ele recorda de sua casa, sua infância e o acidente com o trem, no qual perdeu uma perna.

Nos anos 70, com o fim da Jovem Guarda, começa mais uma mudança na vida do artista. Ele deixa para trás o iê-iê-iê, o rock, e vai se tornando mais romântico. Tem início também o sentimento messiânico, com a composição de músicas religiosas. O primeiro LP da década traz a delicada Ana, O Astronauta, 120, 150 e 200 km por hora, a gravação de Meu Pequeno Cachoeiro, de Raul Sampaio e Jesus Cristo, onde o cantor fez as pazes de vez com a Igreja.

Em 1971 o romantismo se acentuou e surgiu Detalhes, uma das grandes criações do Rei. O LP daquele ano inclui Como Dois e Dois, de Caetano Veloso, Traumas, Amada Amante e Debaixo dos Caracóis dos Seus Cabelos. Esta última foi composta para homenagear o artista baiano quando estava no exílio.

Como “Rei da Juventude” e como cantor romântico, RC consolidou sua carreira no Brasil e no exterior. Em 1968 venceu o então prestigiado Festival de San Remo, na Itália, o único brasileiro a conseguir esse feito. Passou a ser ídolo não somente no Brasil, mas também na Argentina, no Chile, no Paraguai, no Uruguai, México, Cuba, Portugal e muitos outros países da América do Sul, da Europa e da África.

Mesmo sendo acusado de repetitivo e alienado continuou emplacando um sucesso atrás do outro nos anos 70, 80 e 90. Na década passada gravou pouco, mesmo assim anda nos brindou com o álbum “Pra Sempre”, de boa qualidade, e o disco em que interpreta Tom Jobim, juntamente com Caetano Veloso.

Roberto Carlos cantou e canta sobretudo o amor, em músicas que se tornaram clássicos, como A Distância, Cavalgada, Como é Grande o Meu Amor por Você, Fera Ferida, Proposta, Os seus Botões, Amiga, Você não sabe, O Portão e Amor Sem Limites.

Emobora tenha sempre evitado se posicionar politicamente, tendo sido omisso na época do regime militar, ele também foi dos primeiros artistas a revelar preocupações ecológicas. Isso aconteceu já em 1976, com O Progresso, e depois com As Baleias, já da década de 80.

Foi feliz em algumas músicas com temas religiosos, como em O Homem, Todos Estão Surdos e Nossa Senhora, e acertou quando homenageou algumas profissões populares, como fez em O Caminhoneiro, de 1984.

Roberto já vendeu cerca de 200 milhões de discos em toda sua carreira. Além de gravar sua músicas, feitas normalmente em parceria com Erasmo, já ajudou a impulsionar a carreira de muita gente, ao incluir nos seus discos trabalhos de outros compositores. Luiz Ayrão (Nossa Canção), Milton Carlos e Isolda (Outra Vez), Wando (A Menina e o Poeta), Ronnie Von (Pra ser só Minha Mulher), Fagner (Mucuripe), Djan (A Ilha), entre muitos outros artistas ganharam muito dinheiro e ficaram mais conhecidos depois que tiveram uma música gravada pelo rei.

Por outro lado, “quase todo mundo” já regravou Roberto Carlos. Adriana Calcanhoto, Maria Betânia, Ney Matogrosso, Vanessa da Mata, Caetano Veloso, Nara Leão, Elis Regina, Skank, Jota Quest, Titãs, Babado Novo, Reginaldo Rossi, Chico Sciense, Kid Abelha, Chitãozinho e Chororó, Zezé de Camargo e Luciano, Paula Fernandes, Ivete Sangalo, Daniela Mercury, Nélson Gonçaves e Lulu Santos são algumas das estrelas da música popular brasileira que gravaram alguma música famosa na voz do rei.

Aos 70 anos de idade, desde 2003 sem produzir um disco inédito, Roberto Carlos é quase uma unanimidade no país. Mesmo os intelectuais que no passado não o aceitavam por conta da repetição e pela falta de consciência política hoje reconhecem sua importância.

Em 2006 um historiador, Paulo César de Araújo, admirador da obra do cantor de Cachoeiro de Itapemirim, publicou uma biografia não autorizada do artista. “Roberto Carlos em Detalhes” depressa se transformou num fenômeno de vendas.

O livro é bem escrito (embora o autor repita um pouco determinadas expressões), traz um belo trabalho de pesquisa e revela muito da vida de Roberto, desde a infância em Cachoeiro até sua explosão como ídolo popular.

Fala das mulheres da vida de RC. Das oficiais, como Nice, Miriam Rios e Maria Rita, e dos casos esporádicos que o artista teve, incluindo a cantora Maysa e a atriz Sônia Braga. Talvez por isso o livro desagradou o artista que entrou na justiça para proibir a obra, fez um acordo com o escritor e todos os exemplares foram recolhidos.

Um equívoco. “Roberto Carlos em Detalhes” é um bom livro. O foco principal é a música, a carreira de RC, acompanhando toda sua trajetória e – o mais importante – derrubando todos os preconceitos e reconhecendo o valor, a qualidade da obra de Roberto.

Talvez o próprio artista não tenha a dimensão verdadeira de obra que criou. Pode passar pela sua cabeça que soube cantar apenas o amor.

Roberto Carlos Braga, no entanto, vai além desse sentimento. Falando de calhambeques, carrões, caminhões, aviões, amores, alcovas, do pai, da mãe, dos filhos, da tia (que o abrigou quando começou a batalha no Rio de Janeiro), taxistas, loiras, pequenas, velhas, mocinhas, saudades, televisão, rádio, computadores, animais e muita coisa mais ele terminou por fazer um registro sem igual do brasileiro médio. Do pobre, do suburbano, do pequeno burguês.

Conscientemente ou não RC expressou o Brasil como poucos cantores. Mais do que nas cabeças e nas mentes, chegou à alma dos homens e mulheres do Sul, Sudeste, Centro Oeste, Norte e Nordeste. Das grandes e pequenas cidades. Hoje, setentão, tem fãs de todas as idades. Muitas vezes é ouvido pelo pai, o filho e o neto. E já tem bisneto por aí, pequenino, cantarolando alguma canção do rei.

Roberto Carlos é quase uma instituição da música nacional. Está nos cinemas, na televisão, nos jornais, no rádio, na internet, nos discos, nos livros e no coração de um povo que o ama.

Abaixo a letra de três músicas bem diferentes de Roberto Carlos.

SERES HUMANOS

Que negócio é esse de que somos culpados
De tudo que há de errado sobre a face da Terra
Que negócio é esse de que nós não temos
Os devidos cuidados com o mundo em que vivemos
Fazemos quase tudo por necessidade
Vivemos em busca da felicidade
Somos seres humanos
Só queremos a vida mais linda
Não somos perfeitos
Ainda
Afinal nem sabemos por que aqui estamos
E mesmo sem saber seguindo em frente vamos
Vencemos obstáculos todos os dias
Em busca do pão e de alguma alegria
Não podemos ser julgados pela minoria
Nós somos do bem e o bem é a maioria
Somos seres humanos
Só queremos a vida mais linda
Não somos perfeitos
Ainda
Só quero a verdade
Nada mais que a verdade
Não adianta me dizer
Coisas que não fazem sentido
Que tal olhar as coisas que a gente tem conseguido
E o mundo hoje é bem melhor
Do que há muito tempo atrás
E as mudanças desse mundo
O ser humano é que faz
Estamos sempre em busca de uma solução
Queríamos voar, fizemos o avião
O telefone, o rádio, a luz elétrica
A televisão, o computador, progressos na engenharia genética
Maravilhas da ciência prolongando a vida
Nós temos amor, ninguém duvida
Somos seres humanos
Só queremos a vida mais linda
Não somos perfeitos
Ainda
Mas que negócio é esse de que somos culpados
De tudo que há de errado sobre a face da terra
Buscamos apoio nas religiões
E procuramos verdades em suposições
Católicos, judeus, espíritas e ateus
Somos maravilhosos
Afinal somos filhos de Deus
Somos seres humanos
Só queremos a vida mais linda
Não somos perfeitos
Ainda
Só quero a verdade
Nada mais que a verdade
Não adianta me dizer
Coisas que não fazem sentido
Que tal olhar as coisas que a gente tem conseguido
E o mundo hoje é bem melhor
Do que há muito tempo atrás
E as mudanças desse mundo
O ser humano é que faz
AQUELA CASA SIMPLES

Naquela casa simples
Você falou pra mim
Que eu tivesse cuidado
E não sofresse com as coisas desse mundo
Que eu fosse um bom menino
Que eu trabalhasse muito
Que o nome do meu pai soubesse honrar
E nunca fosse um vagabundo
Ainda não era dia e você me dizia:
Deus te abençoe, te guarde,
Se mantenha sempre em sua companhia.
E eu te olhei nos olhos, eu te beijei a mão
Eu disse amém
E o meu abraço fez você ouvir meu coração
Vida minha, vida minha
E andando pela rua
Meu pai bem junto a mim
Olhava com ternura
A lágrima molhar meu paletó de brim
Toda a minha bagagem
Num banco da estação
Era de amor, coragem
As bênçãos do meu pai, a fé e um violão
E na cidade grande
Tristeza e alegria
Uma saudade imensa
E a solidão que eu ainda não conhecia
E o tempo foi passando
E então eu compreendi
Cada palavra sua
Naquela manhã do dia em que eu parti
Vida minha, vida minha
Vida minha, vida minha
E veio a primavera
E as flores do jardim
Enchiam de perfume
As cartas que chegavam de você pra mim
Mas hoje com sorrisos
Podemos recordar
Mas sempre que me lembro
A emoção e dá vontade de chorar
Vida minha, vida minha
Vida minha, vida minha

VOCÊ NÃO SABE

Você não sabe quanta coisa eu faria
Além do que já fiz
Você não sabe até onde eu chegaria
Pra te fazer feliz
Eu chegaria
Onde só chegam os pensamentos
Encontraria uma palavra que não existe
Pra te dizer nesse meu verso quase triste
Como é grande o meu amor
Você não sabe que os anseios do seu coração
São muito mais pra mim
Do que as razões que eu tenha
Pra dizer que não
E eu sempre digo sim
E ainda que a realidade me limite
A fantasia dos meus sonhos me permite
Que eu faça mais do que as loucuras
Que já fiz pra te fazer feliz
Você só sabe
Que eu te amo tanto
Mas na verdade
Meu amor não sabe o quanto
E se soubesse iria compreender
Razões que só quem ama assim pode entender
Você não sabe quanta coisa eu faria
Por um sorriso seu
Você não sabe
Até onde chegaria
Amor igual ao meu
Mas se preciso for
Eu faço muito mais
Mesmo que eu sofra
Ainda assim eu sou capaz
De muito mais
Do que as loucuras que já fiz
Pra te fazer feliz

Essas três composições foram feitas sem o parceiro Erasmo. Na primeira uma mostra de que o artista não é tão alienado assim. Na segunda uma forte recordação do pai e da partida para o Rio de Janeiro. A última é uma das suas melhores canções de amor, gravada também por Maria Betânia e Hebe Camargo.

DETALHES – Ao clicar no nome da música, toda em maiúsculo, você acessa o vídeo do yotube com a interpretação de Roberto Carlos na gravação do seu disco acústico.

(Principais fontes de Consulta: "Roberto Carlos em Detalhes", de Paulo Cesar Araújo; Site Oficial do Artista, Discografia do Cantor).

Confira os 100 nomes incluídos nesta série:


1. Nelson Gonçalves
2. Simone
3. Ednardo
4. Fagner
5. Belchior
6. Nara Leão
7. Maria Rita
8. Milton Nascimento
9. Gilberto Gil
10. Vicente Celestino
11. Zeca Baleiro
12. Renata Arruda
13. Chico César
14. Marina Lima
15. Maysa
16. Elis Regina
17.Maria Betânia
18. Reginaldo Rossi e a Música Brega
19. Gal Costa
20. Alcione
21. Martinho da Vila
22. Noel Rosa
23. Adriana Calcanhoto
24. Renato Russo
25. Marisa Monte
26. Paulinho da Viola
27. Dolores Duran
28. Eliseth Cardoso
29. Luiz Gonzaga
30. Dominguinhos
31. Alceu Valença
32. Adoniram Barbosa
33. Gonzaguinha
34. Jessé
35. Ney Matogrosso
36. Marinês
37. Osvaldo Montenegro
38. Zélia Ducan
39. Rita Lee
40. Tim Maia
41. Wanderleia
42. Capiba
44. Ana Carolina
45. Ângela Maria
46. Zizi Possi
47.Cássia Eller
48. Raul Seixas
49. Chico Buarque
50. Dalva de Oliveira
51. Djavan
52. Elba Ramalho
53. Vanessa da Mata
 54. Renato Teixeira
55. Joana
56. Fafá de Belém
57. Dorival Caymi
58. Vander Lee
59. Ataulfo Alves
60. Nana Caymmi
61. Jorge Vercillo
62. Lenine
63. Clara Nunes
64. Zé Ramalho
65. Chico Sciense
66. Ivete Sangalo
67. Geraldo Azevedo
68. Leila Pinheiro
69. Augusto Calheiros
70. Flávio José
71. Quinteto Violado
72. Beth Carvalho
73. Nando Reis
74. João Bosco
75. Tetê Espíndola
76. Ademilde Fonseca
77. Cazuza
78. Quarteto em Cy
79. MPB-4
80. Caetano Veloso
81. Erasmo Carlos e a turma da Jovem Guarda
82. Maria Gadú
83. Ivan Lins
84. Geraldo Vandré.
85. Paula Toller
86. Pixinguinha
87. Amelinha
88. Moraes Moreira e os novos baianos
89. Ângela Ro Ro
90. Cartola
91. Núbia Lafaytte
92. João Gilberto
93. Tom Jobim
94. Daniela Mercury
95. Jorge Ben Jor
96. Claudionor Germano
97. Skank e o rock brasileiro.
98. Toquinho
98. Francisco Alves
100. Roberto Carlos.

Extras:

- Chico Buarque, o cantor
- A MPB está exilada em seu próprio país.