sexta-feira, 18 de março de 2011

A POLÊMICA DA FESTA DE SÃO JOSÉ

O Blog tem sido bombardeado por comentários de pessoas não somente de Capoeiras, mas de todo o Agreste, pedindo informações sobre a programação não religiosa da Festa de São José. O que vai acontecer como realização da Igreja Católica nós já divulgamos e acredito que no máximo até segunda-feira todos saberão as bandas que irão se apresentar no sábado e domingo, dias 26 e 27 de março. Como todos sabem em passado recente estouraram escândalos relacionados com festas envolvendo o Governo do Estado e o Ministério do Turismo. Por conta disso, recursos para eventos estão sendo liberados dentro de uma série de exigências. Fecharam as torneiras para acabar com a farra do dinheiro público. Fazer festa é bom, mas não é justo que prefeitos, secretários ou deputados desviem milhões para os seus bolsos cada vez que a banda toca. Dentro desta nova realidade, o prefeito Dudu tem tido problemas para viabilizar a Festa de São José em Capoeiras como todo mundo quer. Assim, atendendo a um pedido do bispo Dom Fernando Guimarães separou a a parte religiosa do evento da parte profana. No Recife, junto ao deputado e secretário Alberto Feitosa (foto), reivindicou recursos para contratar boas atrações. É provável que o próprio secretário, neste domingo, quando virá a Capoeiras para acompanhar a procissão, possa confirmar o nome de duas bandas de projeção nacional para animar o evento. E mais duas bandas serão bancadas com recursos próprios do município. Está em cima? Está. Mais com a internet hoje a notícia voa. Não tenho nenhuma dúvida de que sendo confirmados os dois grandes nomes cogitados,  até o sábado todo mundo em Pernambuco estará sabendo das grandes atrações e Capoeiras receberá um dos maiores públicos em shows em toda sua história. Estamos lutando por uma festa com bandas que sejam bem recebidas pelo povão, que transcorra na maior animação, em paz, e sem desvio do dinheiro público. Estou tão ansioso quanto vocês para estampar aqui no blog as fotos e os nomes dos artistas.

3 comentários:

  1. Já não basta mais São José. Já não se faz festa como antigamente. Em Bom Conselho é a mesma coisa. Lá, é a Sagrada Família. Já não basta também. Tem que ter A Garota Safada, A Calcinha Preta, Bonde do Maluco, Psirico, Arriba Saia, Bicho de Pé, Gatinha Manhosa, Moleca 100 Vergonha, Desejo de Menina, Circuladô de Fulô, Mala 100 Alça, Bokaloka, ou o Sorriso Maroto. Estas são as principais e que encontro na internet. Em nossas pequenas cidades o santo tem que se contentar, com aquelas bandas, onda a principal atração são aquelas bailarinas mostrando as bundas (será palavrão? Desculpe Roberto, não quero mais deixar seu coração apertado), enquanto um bando de músicos ruim, finge que soprar um instrumento, dedilhar uma guitarra ou puxar uma safona é tocar música. E a multidão delira. Lá em Bom Conselho votarão em Judith, e em Capoeiras em Dudu. O que fazer?
    Sugiro na próxima reforma política não permitir que os possíveis candidatos ofereçam bundas em troca de votos. E para ser justa, nem bolsa família. (Perdoa-me meu São José).

    Lucinha Peixoto (Blog da CIT)

    ResponderExcluir
  2. Lucinha nogentinha,devias saber que o estado é laico.Devias criticar o poder público em proteger ou associar-se a igreja católica.
    Não temos religião oficial no Brasil é fato.
    Quem mais é favorecido com estas festas são os padres e sua diocese.
    Em acontecendo a festa tu querias o quê para atrair o povão? padre zezinho,não o de Caetés que só escreve bobagem.
    Essas bandas você querendo ou não fazem parte da cultura local e muitos os adoram,infelizmente.
    José Ramos Costa/Capoeiras

    ResponderExcluir
  3. Esse tal de José Ramos Costa/Capoeiras, é nada mais nada menos do que o marginal do EINSTEIN.

    ResponderExcluir