Festival Viva Dominguinhos

Festival Viva Dominguinhos
A valorização da música regional

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

CRESCE O CAMPUS DA UPE

A unidade de Garanhuns da Universidade de Pernambuco, UPE, irá ganhar um bloco novo com mais 16 salas de aula. Além disso, no campus local, no bairro da Brasília, será construída uma quadra poliesportiva. O reitor da instituição de ensino estadual, Carlos Fernando, e o diretor da UPE no município, Pedro Falcão, estarão comandando uma cerimônia, no dia 14 de setembro próximo, para oficializar esta boa nova. Com o crescimento do campus, a Universidade de Pernambuco também poderá implantar novos cursos de nível superior na cidade.

CAMPEONATO EMPOLGANTE

O Campeonato Brasileiro da 1ª Divisão este ano está muito difícil. Isto significa dizer que está muito disputado e embora já estejamos para entrar na quarta rodada do 2º turno não dá para dizer ainda quem será o campeão. O Palmeiras lidera, mas também pode dar São Paulo, Internacional, Corinthians ou quem sabe Barueri ou Avaí. Esses dois últimos têm menor chance, pois a tradição pesa muito, porém no momento estão na briga, assim como o Goiás, que ainda figura entre os quatro primeiros, apesar de neste domingo ter feito a quadra no Beira Rio, contra o Inter.

Ainda em relação ao brasileirão, não dá para apontar com certeza quem será rebaixado. Diferente dos três ou quatro últimos anos, quando Santa Cruz, América de Natal e Ipatinga pintaram desde o início como favoritos a cair para a segunda divisão, este ano a briga é acirrada. Tanto Fluminense, como Sport, Botafogo e Náutico, que no momento estão na zona da degola, têm chances reais de sair da fogueira. A situação é pior para o Flu e o Leão da Ilha, mas a matemática mostra que eles ainda não estão mortos. Bom para o torcedor que o certame seja assim. É garantia de emoção até as últimas ou quem sabe até a última rodada.

E para finalizar o papo sobre futebol desta segunda, vamos reproduzir a informação do blog de Ronaldo César a respeito do Sete de Setembro de Garanhuns:

Finalizamos agora um giro de notícias a respeito do clube alviverde de Garanhuns. A equipe dos meninos estará participando da Taça São Paulo de Futebol Juniores. É isto mesmo, aquele torneio entre aspirantes que preenche o calendário do futebol brasileiro no mês de janeiro patrocinado pela prefeitura da capital paulista e tem seu encerramento no dia 25 de janeiro, dia do aniversário da metrópole. Pois bem, o Sete de Setembro foi convidado pela federação pernambucana e estará representando o futebol da nossa terra. Cabe a nós a responsabilidade de fazermos bonito. Podemos nos sorteios das chaves pegarmos times de conceito nacional, o que é bom! E quem sabe até ter uma partida transmitida em nível nacional. É a primeira vez que participamos deste torneio e não lembro se o clube setembrino já participou de outras competições deste nível. O Zé Leite está a frente dos juniores do Sete e este ano de 2009 já foi feito um bom trabalho, é importante que prossiga e que no ano de 2010 possa posicionar o nosso Guará entre as potências do interior do estado.


UMA HISTÓRIA PERNAMBUCANA NO CINEMA

Quase todo mundo em Pernambuco já ouviu falar da Orquestra dos Meninos de São Caetano e muita gente na capital, ou aqui em Garanhuns, teve oportunidade de assistir uma apresentação dessa turma. Agora, eu acho que muitos ainda não sabem que a história dessa garotada e do maestro Mozart foi parar na tela do cinema.

O filme é intitulado "A Orquestra dos Meninos"e foi rodado no Estado de Sergipe - não sei ainda porque Pernambuco ficou de fora das locações. O diretor é Paulo Thiago, o mesmo de "a Batalha dos Guararapes" e "Policarpo Quaresma - Herói do Brasil". No elenco, destaque para Murilo Rosas, que faz o maestro, Priscila Fantini (foto) e Othon Bastos. Além desses três, já conhecidos do cinema e principalmente televisão, há os garotos sergipanos que nunca tinham entrado no set e foram selecionados para fazer o longa.

Embora Paulo Thiago não seja um diretor com o talento de um Fernando Meirelles ou Walter Sales e este seu último filme tenha algumas falhas, o filme é importante por contar uma boa história, baseada em fatos reais, ainda mais que os meninos e São Caetano ficam aqui bem pertinho de nós, fazem parte da realidade do Agreste Pernambucano.

Alguns críticos massacraram a produção, que foi finalizada em 2008 e chegou aos cinemas no primeiro semestre deste ano. No momento pode ser conferido em DVD, pelo menos em cópias genéricas.

Embora concorde com algumas críticas, acho que esses caras que comentam cinema e arte de maneira geral são muito radicais. O olho só funciona para ver as falhas, ficando completamente fechados para os aspectos positivos de uma obra. É o que acontece em relação à "A Osquestra dos Meninos". Outra coisa: os críticos de cinema no Brasil são muito mais corajosos e implacáveis com a produção nacional, pegando mais leve quando analisam um filme americano ou europeu.

Claro que no geral eles são melhores, principalmente do ponto de vista técnico. Mas também têm muito mais dinheiro, povo educado, governos sensíveis à cultura, etc.

"A Osquestra dos Meninos" merece ser visto sim. Pela história, por retratar a realidade nordestina, pela trilha sonora e por revelar algumas coisas da vida do maestro Mozart e seus pupilos que são desconhecidos por muita gente. Os erros do diretor são perdoáveis. De 0 a 10 eu daria no mínimo 6 ao longa.

domingo, 30 de agosto de 2009

MÚSICA E ORAÇÃO

Quem pensa que o cantor e compositor Roberto Carlos - intitulado "rei" da música popular brasileira, ou da juventude, nos anos 60 - foi sempre a mesma coisa e se repetiu ao longo dos últimos 50 anos, está enganado. O artista capixaba iniciou sua carreira imitando João Gilberto e o primeiro disco que lançou, "João e Maria", é todo bossa nova. Este LP está fora do catálogo e RC não permite que ele seja relançado.
Nos anos 60, quando estourou com um verdadeiro fenômeno nas paradas de sucesso de todo país, Roberto tinha um quê de rebelde e escandalizou os carolas da época, quando compôs uma música "mandando todos para o inferno". Os padres nas igrejas e muitas mães em casa consideravam aquilo um pecado, um sacrilégio. Da bossa nova, portanto, o "rei" partiu para o iê-iê-iê, uma vertente do rock bem brasileira.
Na década de 70, uma outra virada na carreira do cantor. Ele passou a ser mais romântico, as músicas se tornaram mais melosas e surgiu a primeira canção inspirada em sua intensa fé no catolicismo e no cristianismo: "Jesus Cristo", do LP de 1970 foi um verdadeiro estouro nas rádios brasileiras. Tocou quase tanto quanto a incômoda música de meados da década passada.
Roberto Carlos, então, parece ter descoberto um filão e aí todo ano passou a colocar no seu disco de final de ano (antes era assim: todo artista de renome obrigatoriamente lançava um LP a cada 12 meses) uma canção de fundo religioso. A Montanha, Todos Estão Surdos, O Homem, Ele Está para Chegar, Nossa Senhora... São várias, algumas muito bonitas, outras meramente apelativas. Uma das menos badaladas delas, que nem tocou tanto assim no rádio, é uma das mais belas. A letra e a melodia se casam muito bem e a considero uma verdadeira oração.
Fica como o recado deste domingo que desejo perfeito para todos os leitores do blog:

ESTOU AQUI (Roberto e Erasmo Carlos)

"Estou aqui
Outra vez em busca desse abrigo
Do conforto desse olhar amigo
Luz do meu caminho a direção
Estou aqui
Por tantas angústias e conflitos
Como tantos outros tão aflitos
Sabem que você é a solução
Estou aqui
à procura do caminho certo
Como quem precisa num deserto
Por milagre a fonte, a salvação
Estou aqui
Venho iluminar meus pensamentos
E aliviar meus sofrimentos
Só você eu sei é a solução
Por isto meu amigo
Cada vez mais forte é a minha fé
E a minha crença
Em toda parte encontro o seu olhar
Sua presença
E elevo o pensamento em oração
Cristo meu amigo
Sua luz me mostra a direção a ser seguida
Você é a verdade é tudo é o caminho a vida
Só você eu sei é a solução."

sábado, 29 de agosto de 2009

DOMINGUINHOS BRILHA NO CINEMA




O garanhuense Dominguinhos, maior sanfoneiro deste país, agora está brilhando no cinema. O legítimo sucessor de Luiz Gonzaga (o próprio Gonzagão o nomeou) é o principal personagem do filme "O Milagre de Santa Luzia", que está para estrear nos cinemas de São Paulo, depois de ter sido aplaudido no último Festival de Cinema de Brasília. Pena que o músico não fale na sua terra natal tanto quanto outro garanhuense ilustre: o presidente Lula. Abaixo, o texto da UOL sobre o longa estrelado por Dominguinhos:


"A gente vive num universo muito limitado", analisa o documentarista paulista Sergio Roizenblit, cujo documentário musical "O Milagre de Santa Luzia" serve para mostrar o quanto o Brasil é grande e diversificado. "São Paulo tem o poder financeiro e cultural - é praticamente outro país. É uma cultura muito específica. É como se a gente não conhecesse bem o nosso próprio país."

O filme de estreia do diretor contribui para mudar essa ideia. "O Milagre de Santa Luzia", como Roizenblit define, "é uma viagem pelo Brasil tendo a sanfona como pano de fundo". Essa jornada é conduzida pelo músico Dominguinhos, o maior sanfoneiro vivo do Brasil, que visita mais de dez cidades em todos os cantos do país, como Exu e Serrita (PE), Barra Mansa (MS), João Pessoa (PB) e Serra dos Aimorés e Turmalina (MG).

Um destaque está na participação de músicos famosos, como Sivuca e Mario Zan, ambos mortos em 2006, Arlindo dos 8 Baixos e o gaúcho Renato Borghetti, entre outros. O único depoimento gravado na época do "O Brasil da Sanfona" é o do poeta cearense Patativa do Assaré, morto em 2002, que homenageia Luiz Gonzaga com um poema no qual chama o Rei do Baião de "artista colosso".

Conduzindo essa viagem, Dominguinhos conversa e toca solo e com outros músicos. Mas acompanhar o sanfoneiro necessitou de uma adaptação do documentarista. "Ele é o máximo, muito calmo, faz tudo com muita tranquilidade, muito diferente da afobação do paulista. Tivemos que entrar no ritmo dele - o que não foi um problema". Filmar com o sanfoneiro, porém, exigiu viagens apenas de automóvel, fossem quais fossem as distâncias. "O Dominguinhos não anda de avião. Então tivemos de planejar o filme de acordo com as viagens dele de carro. Não foi difícil, porque trabalhávamos com uma equipe bastante compacta."

Levando em conta a acolhida do documentário no Festival de Brasília 2008, onde recebeu o prêmio de melhor trilha sonora e o Vagalume de Melhor Filme (prêmio concedido por um júri de deficientes visuais), em novembro passado, Roizenblit pode estar certo. Em Brasília, o filme, exibido em competição, foi aplaudido diversas vezes ao longo da sessão e ovacionado por mais de quatro minutos depois do final. "Acredito também no boca a boca. As pessoas que gostam vão recomendar para seus amigos. Por isso é importante que seja bastante visto em seu primeiro final de semana, para poder continuar em cartaz".

ACESSO EM PÉSSIMO ESTADO

O acesso à Cohab II, através de uma pista de asfalto, construída na gestão de Silvino Andrade (olha ele de novo), está cada dia se deteriorando mais. Se o prefeito Luiz Carlos não tomar cuidado esta via vai se acabar e o Conjunto Francisco Figueira vai voltar aos tempo de estrada de terra. Mas quem sabe com o provável aumento do número de vereadores Roberval assume seu mandato e não deixa isso acontecer.

Na Cohab II moram dois secretários do município: Carlos Eugênio e Wellington. Pelo jeito eles não se importam muito de andar na buraqueira.

SAI PRA LÁ PREFEITURA!

Quando do último encontro dos prefeitos na CODEAM para falar sobre as constantes quedas do PFM (Fundo de Participação dos Municípios), o governante de Terezinha, Alexandre Martins, confessou aos colegas e aos profissionais de imprensa presentes, na maior naturalidade: "Eu não vou à prefeitura de jeito nenhum". Muitos colegas seus estão fazendo isso porque o peditório é imenso e os recursos são limitados.

POEMA FÚNEBRE

O presidente da Academia de Letras de Garanhuns, João Marques, escreveu um poema em tons sombrios por conta da não realização do IV Festival de Literatura na cidade, o FLIG. Os versos são fúnebres, parecendo até coisa do Augusto dos Anjos, que só falava em morte. Apesar de tudo, mantenho minha posição e acho que o cancelamento desse festival não aconteceu só por culpa do prefeito. Os acadêmicos, os intelectuais e falsos intelectuais que vinham do Recife só curtir à custa do dinheiro da viúva também são responsáveis pelo que aconteceu.

PRAÇA ESQUECIDA

O barbeiro Isaac, que trabalha no colunata e mora há muitos anos na Vila do Quartel, lamenta que a Praça Aguinaldo Barros e Silva, construída na gestão de Silvino Andrade, esteja completamente esquecida. Pelo que ele informa, a área precisa de uma reforma urgente da prefeitura, porque caso contrário vai se acabar. A Vila do Quartel é um dos poucos "bairros" afastados do centro da cidade que têm uma pracinha legal disponível para crianças, jovens, adultos e idosos.

Bastante politizado e tendo acompanhado diversos governos de Garanhuns desde Aloísio Pinto, Isaac constata que os prefeitos do município têm a mania de não dar continuidade ao que seus antecessores fizeram.

*comentário da professora Maria Almeida: parabéns, pela imparcialidade e competência como são postadas as noticias do seu blog. Este éum excelente serviço de boa informação para os que gostam de estarem atualizados. Maria Almeida.

**NÃO E SÓ NA VILA DO QUARTEL. A PRAÇA EM FRENTE AO ELVIRA VIANA TAMBÉM ESTÁ ABANONADA. A PRAÇA LEVA O NOME DA MAE DO DEPUTADO JOSE CARDOSO, FRANCISCA CARDOSO. DEIXEM O HOMEM TRABALHAR, MAS ESTA DIFICIL,PREFEITO FRACO.... (comentário não assinado).

***parabéns pelo blog (mensagem sem identificação do autor)

O PREFEITO NAS RÁDIOS

Possivelmente por conta do bombardeio que tem sofrido da mídia local e da própria população, o prefeito Luiz Carlos (PDT), resolveu ir as rádios e explicar porque neste segundo mandato não conseguiu ainda impor o mesmo ritmo de trabalho dos primeiros quatros anos. Deu várias explicações, porém o que mais chamou a atenção foi jogar parte da culpa em ex-prefeitos que lhe antecederam, como Silvino Andrade e Ivo Amaral, que estavam ao seu lado em 2004. O governante pode estar coberto de razão e falando com a sinceridade que lhe é peculiar. Só tem um problema no seu discurso: Como ele está sucedendo ele mesmo será que a população vai aceitar essas explicações?

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

VENDER BOLO

Reunidos numa mesa, numa sala da CODEAM, os prefeitos da região não tinham outro assunto a não ser o FMP. E todos reclamavam dos poucos recursos. Vendo de perto a "choradeira" a colunista Kitty Lopes indagou para o grupo: "Deve ser muito ruim está sendo prefeito, não é"? Um outro profissional de imprensa depressa observou para a colega: "Pergunta ao Galego (como é conhecido o prefeito de Jurema) se ele quer deixar o cargo e voltar a vender bolo." A turma da mídia em peso caiu na risada.

CODEAM REÚNE PREFEITOS

O presidente da CODEAM, Eudson Catão, reuniu pelo menos uma dezena de prefeitos do Agreste para discutir as constantes quedas de receita dos municípios. Segundo o dirigente da Comissão de Desenvolvimento do Agreste Meridional, 39 das prefeituras ligadas à entidade fecharam as portas, hoje, protestando contra a redução do FPM a cada mês. Apenas Garanhuns, Arcoverde e uma pequena cidade que ele não informou o nome funcionaram normalmente nesta quinta-feira.
Estiveram na CODEAM, junto com Eudson, os prefeitos Nivaldo Júnior (Correntes), Celina Brito (Jupi), Genivaldo (Águas Belas), Alexandre Martins (Terezinha), José Ailton (Jurema) e José Ailton, dentre outros que chegaram já depois de meio dia.

HIPÓTESE

Garanhuns e as BRs estão recheadas de out doors expondo o presidente Lula e o prefeito Luiz Carlos. A publicidade está bem feita. Mas de que adianta um mídia dessas, que é cara, se dentro da cidade o clima com os profissionais do batente não é nada bom? Não é com esses paineis gigantes que se vai melhorar a imagem do Governo. Até porque, os cartazes apenas lançam a esperança de obras (como a duplicação da BR-423) que hoje ainda estão no terreno da hipótese.

PREOCUPAÇÃO

Conversei hoje à tarde com uma pessoa bastante ligada ao prefeito Luiz Carlos. Ele revelou que setores do governo estão preocupados com essas críticas da imprensa local. A fonte admitiu que existem profissionais sérios na briga, considerando ser necessário melhorar as ligações com a mídia da cidade.

JORNAL CIDADE

Mais uma vez o Jornal Cidade investe pesado contra o prefeito de Garanhuns. Na edição desta semana, destaca em letras garrafais uma manchete anunciando o patrocínio da prefeitura de Caruaru para o corredor de kart Cayan Chianca. Segundo o periódico, o pai do garoto cansou de esperar por Luiz Carlos e foi buscar apoio lá fora.
O fotógrafo Robson Ferreira, responsável pelo Cidade, recusou a publicidade da prefeitura não aceitando o pagamento de R$ 700,00 por página colorida, quando há dois anos atrás o Executivo pagava R$ 900,00 pelo mesmo espaço. Confessa que está insatisfeito com o prefeito e informa ter sido proibido de entrar nas repartições públicas do município.

PROBLEMAS COM A IMPRENSA

O Governo de Luiz Carlos está tendo muitos problemas com a imprensa de Garanhuns. Antes era apenas o jornalista Fernando Rodolfo que batia sem pena, mas agora o radialista Marcos Cardoso, da Marano, o Jornal Cidade, Pereira Filho e outros profissionais e veículos de comunicação da cidade estão com uma posição bem crítica em relação à prefeitura.

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

AUDIÊNCIA EM ALTA


O Ibope mostra que "Caminho das Índias", que termina na primeira quinzena de setembro, está com a audiência em alta. No capítulo de ontem à noite, quando do encontro de Raul (Alexandre Borges) e Ivone (Letícia Sabatella) o folhetim global chegou aos 50% de aparelhos de TV ligados na novela, em todo o Brasil. Para quem acompanha, nesta quarta tem mais novidade: Raul será sequestrado por engano no lugar do irmão. O golpe foi planejado pela própria filha. Está na cara que os autores estão se baseando em casos reais que têm acontecido no país nos últimos tempos.

GENETON E GABEIRA


O jornalista Geneton Moraes Neto é pernambucano, torcedor do Sport e muito conhecido de Rafael Brasil e Romero Souto Maior, este último advogado, filho de Fausto Souto, ex-vereador de Garanhuns, assim como o pai de"Faé" (Rafael Brasil o ex-prefeito de Caetés). Pois bem, o Geneton, que é um dos melhores profissionais de imprensa deste país (é funcionário da Rede Globo), acaba de lançar o livro "Dossiê Gabeira - O filme que nunca foi feito". Pelo talento do jornalista e pelo nome do personagem, o deputado federal do Partido Verde Fernando Gabeira, dá para perceber que se trata de uma obra imperdível.

HOMENAGEM A DOM HÉLDER


A nota abaixo está no blog de Inaldo Sampaio de hoje e merece ser lida por todos os pernambucanos e pelos brasileiros conscientes em geral:

"Era muito comum, durante o regime militar, os defensores da nova ordem emprestarem seus nomes a ruas, avenidas, escolas e outros tipos de logradouros públicos.

Até o temível delegado da Polícia Civil de SP, Sérgio Paranhos Fleury, virou nome de rua em São Carlos, uma das principais cidades do interior paulista.

Agora, porém, por iniciativa do prefeito Oswaldo Barba (PT), a rua passou a se chamar Dom Hélder Câmara em homenagem ao ex-arcebispo de Olinda e Recife, cujo centenário de nascimento se comemora este ano."

AVALIAÇÃO NEGATIVA

A enquete feita no blog de Ronaldo César mostra que a avaliação do governador Eduardo Campos é negativa em Garanhuns. O socialista teve 46% de ruim ou péssimo e somente 30% de bom ou ótimo. O restante ficou com o regular. Acho que não é propriamente uma surpresa. Se fizerem uma pesquisa com um universo maior, acredito que o resultado será bastante semelhante. Afinal de contas o neto de Arraes obteve 90% dos votos do município no segundo turno e em três anos de governo tem apenas três ações relevantes na cidade: a retirada do presídio feminino da Várzea, a melhoria substancial do abastecimento d´água e uma redução ainda tênue do número de homicídios. É pouco. Caruaru e Petrolina - em ritmo de Rubinho Barriquelo na última corrida da fórmula 1 - certamente receberam muito mais. E será que o governador não poderia trazer nada para o município que implicasse na criação de empregos? Nem ele, nem Izaías ou Armando?

ADESÃO MACIÇA

As funcionárias da CODEAM passaram o dia hoje ao telefone, falando com os prefeitos ou secretários e pedindo a adesão à parada. No final da tarde, o jornalista passou pela sede da Comissão de Desenvolvimento do Agreste Meridional e elas mostraram um lote de papeis com os contatos que tinham feito. Pela resposta que obtiveram, quase 100% dos gestores estarão apoiando o protesto.

ENTREVISTA COLETIVA

E por falar no prefeito de Palmeirina e presidente da CODEAM, nesta quinta-feira, às 11h30, Eudson Catão vai dar uma entrevista coletiva à imprensa local. O tema será a parada das prefeituras, marcada para esta quinta, dia 27, em sinal de protesto contra a perda de recursos dos municípios de todo o país. Estão sendo convidados para o ato na sede da entidade, no Magano, os jornalistas, radialistas, blogueiros e também os prefeitos que vão fazer greve.

FEIRA DOS MUNICÍPIOS

Kitty Lopes registra em sua coluna desta nova edição do Correio Sete Colinas que o presidente da CODEAM, prefeito Eudson Catão, está trabalhando intensamente para realizar em Garanhuns, no final de outubro, a Feira dos Municípios. Cada cidade da região poderá expor o que tem de melhor e ainda vamos ter shows com diversas bandas, dentre elas Aviões do Forró.

O RELÓGIO DO PÉROLA

O radialista Marcos Cardoso, na sua coluna no Correio, anuncia que o Magazine Pérola vai investir R$ 12.500,00 para dotar a Avenida Santo Antônio novamente de um relógio digital. Substituirá o velho que não marcava nada e desta vez poderemos saber não somente que horas são, mas qual a temperatura de Garanhuns no momento.
Iniciativas como a de Mário B. Filho, o Marinho, deviam servir de modelo a outros comerciantes e empresários. Se formos esperar tudo da Prefeitura Garanhuns dificilmente sairá dessa buraqueira e da falta de ações de algum impacto.

GRUPO DE JAZZ

Na última edição do Correio Sete Colinas, que finalmente chegou às bancas, hoje cedo, o professor Carlos Janduy revela que Garanhuns conta com um bom grupo de jazz, que se apresentou no 1º e 2º festivais desse gênero musical, realizado na cidade no período do carnaval. O "Street´s Jazz Band" é formado por Jasiel Leite (maestro e sax tenor), Luiz Fernandes (caixa clara), Samuel Leite (percussão), Alexandre Félix (trombone), Álvaro Vínicius (clarinete), Marlos Silva (trompete)e Paulo Alves (tuba). Janduy informa ainda que o grupo irá se apresentar no dia 27, às 20h, na Quinta da Música, no Sesc local.
Garanhuns tem gente que faz teatro, poesia, literatura, artes plásticas, artesanato, jornalismo, rock, pop, forró, MPB e jazz. É muita coisa. Só que na maioria das vezes os talentos ficam invisíveis porque não há uma política cultural para expor (positivamente, é claro) o nosso pessoal.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

FESTA MUDA DE DATA

A I CARNAPOEIRAS (carnaval fora de época), que estava marcado para os dias 28, 29 e 30 deste mês foi adiado para 5 e 6 de setembro. Quatro blocos foram organizados em torno da festa, que terá bandas e trios elétricos de agrado dos jovens. Interessante é que no dia 6 teremos desfile à tarde, com abertura feita pela banda do 71 BI de Garanhuns e mais cinco bandas marciais e à noite vai rolar a folia.

O desfile de estudantes em Capoeiras, às vésperas do Dia da Independência, vai dar o que falar: é que os alunos da rede municipal irão contar a história do município, dando ênfase ao desenvolvimento do comércio e da importante feira livre da cidade.

DE NOVO A PE-193


A briga dos deputados Alberto Feitosa (PR) e Marcantônio Dourado (PTB), pelo nome que deve ser dado a PE-193, que liga Capoeiras a São Bento do Una, terminou hoje sendo registrada no blog de Inaldo Sampaio.
O republicano propôs, atendendo sugestão do vereador Washington Cadete , que a rodovia - a ser asfaltada pelo Governo Eduardo Campos - seja batizada homenageando o médico e político Lívio de Souza Valença. Ele foi prefeito de São Bento e exerceu sete mandatos de deputado estadual. Já o petebista sugeriu o nome do ex-prefeito de Capoeiras, Manoel Reino da Silva, para nominar a PE-193. Este político (já falecido) teve apenas um mandato e além desse atributo era sogro do ex-prefeito Nenen. As Câmaras Municipais dos dois municípios aprovaram moção de apoio à proposta de Feitosa, considerando mais justa a homenagem a Dr. Lívio.



PRAÇA E IGREJA

Toda cidadezinha do interior tem uma praça e uma igreja. Isso é do conhecimento de todos. Pode ser um município atrasado, de baixíssimo IDH, porém não abre mão de uma pracinha bonitinha e de uma igrejinha idem para receber os fieis, principalmente aos domingos.
Agora, em Garanhuns, existem muitas cidadezinhas sem praças e até sem igrejas. Já escrevi aqui sobre a realidade da Cohab II. Mas não é só por lá. No Parque Fênix, Novo Mundaú, Novo Heliópolis, em Manoel Chéu, na Várzea, na Brahma e em outros lugares da cidade também não tem uma pequena área de lazer, com bancos para sentar e jogar conversa fora. Não é à toa que a meninada se reúne pelos lugares escuros, à noite, para beber ou fumar maconha. Se não oferecem aos jovens da periferia uma mísera praça, que tem de sobra no centro-cartão postal, o que eles podem fazer da vida?

GARANHUENSE NOS STATES

Amanda nasceu em Garanhuns, porém morou a maior parte de sua vida em Lajedo. De lá partiu para os Estados Unidos. Daqui a pouco faz dois anos que está por lá. Quando chegou começou a crise, viu a campanha e a vitória de Obama e sempre que pode manda notícias. A branquinha meiga que tem por mim um carinho de pai é uma "danada": fez curso de inglês, trabalha, está na auto-escola e se prepara para comprar um carro. Daqui a mais alguns dias a "matuta" e agresteira estará dirigindo até pelas ruas de Nova Iorque. Por enquanto ela está em Baltimore (depois ela confirma se o nome é esse mesmo), uma cidade maior do que Recife. Ela prometeu um artigo para o blog discorrendo sobre essa metrópole e sua vida por lá. Estou aguardando.

GARANHUENSE NO MÉXICO

O jornalista, escritor e cerimonialista Marcílio Reinaux, natural de Garanhuns, mas que mora há muitos anos no Recife, passou uma temporada agora no México. Ele é leitor do Correio Sete Colinas e do blog e enviou esta semana um artigo com observações sobre a terra de Zapata. Como a matéria é longa será publicada na íntegra na edição 251 do jornal impresso. O número 250 do periódico, que atrasou por problemas gráficos, deve chegar hoje à tarde as bancas da cidade.

FESTIVAL E ANUM DE OURO

Muitos em Garanhuns nem conhecem o Marcílio Reinaux, que é parente do homônimo que já foi Secretário de Turismo no Município. Mas é importante que se tome conhecimento de duas ideias dele que foram importantes para a cidade e região: foi ele quem levou ao então prefeito Ivo Amaral a proposta de se fazer um Festival de Inverno nos moldes do que acontecia em Campos de Jordão. E foi o jornalista, no início da gestão de Luiz Carlos de Oliveira, que criou o projeto Anum de Ouro, para homenagear personalidades que colaboraram com o FIG ao longo desses anos.

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

ABERRAÇÕES

Monstros, loucos e psicopatas não existem só nas novelas. Aliás, como dizia o Belchior, na vida real é muito pior. Num supermercado Carrefour do Sudeste um cidadão trabalhador foi espancado pelo fato de ser negro. Os seguranças acharam, baseados na tonalidade da pele que ele estava roubando um carro, quando o veículo era de sua propriedade. No Recife, uma mulher denunciou à instância superior que um juiz ridicularizou um senhor numa audiência, logo que este confessou, constrangido, não saber ler e escrever. Voltando ao Sudeste maravilha, na região um grupo de universitários veteranos obrigou uma caloura (estudante que está ingressando na faculdade) a fazer sexo oral com oito ou dez deles. Pior só o médico paulista conhecido como Dr. Roger: há 40 anos estuprava por trás e pela frente suas pacientes sedadas, que na maioria das vezes nem sabiam das monstruosidades do homem. Só agora duas mulheres tiveram consciência do estupro praticado e tiveram coragem de denunciar o médico maníaco. Depois dessas duas, mas nove já se pronunciaram e o cara já está na cadeia. Muitas das vítimas além de todo sofrimento perderam os maridos, que não entenderam ser a culpa exclusiva do mau profissional.

INVESTIGAÇÃO DE HOMICÍDIOS

Aconteceu hoje de manhã, no auditório da AESGA, o segundo curso de Investigação de Homicídios. O palestrante foi Luiz Julião Ribeiro, da Academia de Polícia do Distrito Federal. Participaram policiais civis e militares de Garanhuns e região, além de integrantes do Exército (71 BI). Iniciativas como essa são importantes, por conta dos altos índices de criminalidade que infelizmente ainda temos no Estado.

GETÚLIO


No dia 24 de agosto de 1954, o presidente Getúlio Vargas se matou com um tiro no coração. Escreveu definitivamente seu nome na história com essa loucura e muitos ainda hoje acham que ele foi o maior líder político do país. Era uma "raposa" e realmente deixou um legado importante, principalmente no campo das políticas sociais. Não podemos esquecer, no entanto, que decretou um golpe de estado e virou ditador, suprimindo as liberdades de imprensa, perseguindo populares e opositores, prendendo e torturando. Um dos seus maiores foi entregar Olga Prestes para os nazistas, que a mataram na câmara de gás.

O BLOG NO AGRESTE

O blog já tem leitores fieis em várias cidades da região. Garanhuns, Lajedo, São Bento, Bom Conselho, Caetés, Capoeiras e outras mais. Por isso, apesar de abordarmos também assuntos estaduais e nacionais, sempre que podemos trazemos fatos de lugares de nossa região. Nossa última seguidora, Josinete Almeida, é de Caetés. É esposa do professor Rafael Brasil, antigo parceiro nosso do Correio Sete Colinas.

O SPORT AINDA RESPIRA

O Sport venceu bem o Vitória por 2 a 0 na Ilha do Retiro e ganhou alma nova no Campeonato Brasileiro. Deixou o Fluminense na lanterna e agora pode superar o trauma da eliminação na Libertadores e voltar a rugir como um bom Leão.
A derrota do Náutico para o Cruzeiro em Belo Horizonte era prevísivel. Agora, o que não pode é o timbu deixar de vencer o Atlético do Paraná nos Aflitos e ir para o tudo ou nada contra o Fluminense no Maracanã. Náutico e Sport podem escapar da degola, mas vão ter de batalhar muito nos próximos jogos.

sábado, 22 de agosto de 2009

VERÔNICA

Agora a dica de um bom filme nacional. "Verônica", com direção de Maurício Farias e com Andréia Beltrão no papel principal está na média das produções de qualidade que têm surgido no Brasil. A história acontece no Rio de Janeiro, onde a personagem central é uma professora da rede pública próxima da aposentadoria. Tem uma vidinha sem muitas perspectivas, como muitos profissionais de ensino. E mora e trabalha na capital fluminense, com sues problemas de violência. Um dia, os pais de um dos seus alunos são assassinados por traficantes e o garoto também passa a correr risco de vida. Verônica, divorciada de um policial e sem filhos, se apega ao menino, fazendo tudo para salvá-lo, pois tanto os bandidos quanto a polícia corruta está atrás dele. O ritmo de suspense é mantido com competência até o final. Não é tão completo como "Cidade de Deus", porém revela bem o Brasil barra pesada das cidades grandes, além de mostrar muitas qualidades do ponto de vista técnico.

UM ATO DE LIBERDADE

Quem já acompanha o blog deve estar acostumado as notas que escrevo sobre filmes. Já tive oportunidade aqui de comentar "Operação Valquíria" e "O Menino de Pijama Listrado", dois longas que têm como tema o nazismo. Esta semana conferi "Um Ato de Liberdade", também relacionado com a época da II Guerra Mundial. Com direção de Edward Zwick e tendo como ator principal Daniel Craig o longa é baseado numa história real e não tinha sido explorada ainda no cinema. A crítica especializada faz elogios, mas reclama do diretor ter mudado um pouco a história. Na verdade o filme recebe um tratamento que dá ao episódio - que aconteceu na antiga região da Bielo-Rússia - um tom de aventura. Mas a direção é segura, o elenco é bom e tudo foi filmado num cenário encantador, com belas músicas eruditas de fundo. Merece ser vito.

O CORREIO ATRASOU

O número 250 do Correio Sete Colinas está pronto desde a última quarta-feira. Mas uma das máquinas da Gráfica Primeira Mão teve problemas e atrasou a impressão do jornal. Dele e também do Jornal Cidade e Rota do Crime. Os periódicos só chegarão às bancas de revista da cidade a partir da segunda-feira à tarde.

UMA CIDADE

Garanhuns não é mais uma cidade tão pequena. Embora não possamos comparar a Suíça Pernambucana com o Recife, Salvador, São Paulo ou Nova Iorque, podemos afirmar que a terra das sete colinas já tem diversas "cidadezinhas" dentro dela. O centro é uma coisa, Heliópolis tem suas próprias caracterísiticas e áreas como Cohab I, Manoel Chéu, Brahma, Indiano, Boa Vista e Cohab II têm sua própria identidade.

A Cohab II, oficialmente Conjunto Residencial Francisco Figueira, nome dado em homenagem a um ex-prefeito do município, se junta a loteamentos como o Rosa Mística, Morada do Sol, Manoel Camelo, Luiz Gonzaga I, II e III e forma uma "cidadezinha" maior do que Brejão, Paranatama ou Jupi. Mesmo assim, ao contrário das cidades citadas e qualquer outra do Agreste Meridional, a Cohab não tem ao menos uma pracinha. Tem a Igreja Católica cercada com arame farpado, a pista de acesso cada vez mais esburacada, muito mato e parte das ruas ainda sem calçamento. O saneamento também ainda não chegou a nenhuma casa do conjunto construído em 1982, nem aos loteamentos que surgiram em redor. É uma realidade típica do Nordeste. Se você for a qualquer cidade do interior paulista do porte de Garanhuns descobrirá que todas ruas são asfaltadas (lá calçamento é coisa do passado) e normalmente 100% já estão saneados.
Está se desenhando aí que o prefeito Luiz Carlos irá receber um bom dinheiro para investir em saneamento e infra-estrutura. É uma boa oportunidade de mudar as coisas para melhor. Na Cohab II, no Mundaú, no João da Mata e em muitas outros bairros que precisam de uma maior atenção do poder público.

ANIVERSÁRIO DA MARANO

Segunda-feira, dia 24, a Rádio Marano completa 24 anos de fundação. Amanhã pela manhã, na Igreja Santa Terezinha, será celebrada uma missa para marcar a data tão significativa para a emissora, a cidade e o Agreste inteiro. Montada no bairro do Magano, graças a um iniciativa do então deputado federal José Tinoco, a Marano é um veículo de comunicação de muita força em toda região. No início, era só um vitrolão, como as demais FMs do país. Hoje é eclética e presta muitos serviços a Garanhuns e ao interior, não somente com uma boa programação musical, mas com um jornalismo atuante no Jornal Marano e na Manhã Total, à frente o radialista Marcos Cardoso. Merecem ser citados, nesta nota, o nome de outros bons profissionais que atuam na emissora: Tony Duran, Dalton Monteiro (os dois com vozes belíssimas), Luciano André, Edinaldo Guedes e Guiomar, a mulher que comanda o setor comercial. Fazem parte dessa história ainda os filhos de Tinoco: Jorge Branco e José Tinoco Filho. Aos que fazem a família Marano os parabéns do blog.

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

HOJE É DIA DE LEMBRAR RAULZITO

No dia nove deste mês escrevi uma nota sobre os 20 anos da morte de Raul Santos Seixas, um dos maiores fenômenos da música brasileira, um verdadeiro mito entre pessoas de gerações distintas e diferentes classes sociais. Hoje, dia 21, são exatamente duas décadas da partida do cantor e compositor baiano, que deve ter feito a viagem no seu "Trem das Sete".
O aniversário da morte do Raulzito (primeiro nome artístico do autor de "Ouro de Tolo) foi lembrada este mês - e especialmente hoje - por vários veículos de comunicação do país. A TV Globo, no Fantástico de domingo passado, chegou a exibir um clip inéditodo Raul, que tinha sido censurado pela ditadura. Aqui em Garanhuns, o "Maluco Beleza" foi lembrado pelo Jonas Lira, na FM Sete Colinas e por Marcos Cardoso, na Marano. Este último aproveitou logo a entrada do programa, falou da data e mandou tocar logo três das melhores produções do artista: Gitã, Metamorfose Ambulante e O Dia em que a Terra Parou. O Caderno C, do Jornal do Commercio, dedicou toda a primeira capa e metade da contracapa do seu espaço para falar da trajetória de Raul Seixas, em bela matéria assinada por José Teles.

AVALIAÇÃO E LEMBRANÇAS

Apesar da nota anterior, das matérias na TV, nos jornais e das homenagens nas emissoras de rádio, eu queria aproveitar este dia 21 de agosto para fazer uma avaliação mais pessoal do que representou e representa Raul Seixas na história da música nacional. E fazer isso junto com algumas lembranças de quando surgiu o fenômeno do rock/pop brasileiro.
Era início da década de 70, o Brasil já tinha sido tri-campeão do mundo e eu estudava à noite no Colégio Diocesano de Garanhuns. O padre Aldemar ainda estava bem vivo e forte, existia o Cine Jardim e bem pertinho o Bar do Miraboa, onde vez por outras nós estudantes tomávamos uma pinga com algum tiragosto.
Na década anterior, menino de 9/10 anos, despertei para a música ouvindo um cara que provocaria profundas mudanças na música do Brasil. Estava na mercearia do meu pai e o rádio soltava os versos provocativos que escandalizaria a Igreja Católica na época: "De que vale o céu azul sempre a brilhar/se você não vem e eu estou a lhe esperar... Só quero que você, me aqueça nesse inverno e que tudo mais vá pra o inferno". Pouco tempo depois, o mesmo cantor deixaria encantado o moleque do interior com outra letra irreverente, quando ele tão ousado naqueles tempos confessava "estar amando loucamente a namoradinha de um amigo meu". Só muitos anos depois eu seria capaz de compreender outros sons e entender artistas engajados como Caetano, Chico, Gilberto Gil e Luiz Gonzaga Júnior.
Retomemos, contudo, aos anos 70. Roberto Carlos ainda era idolatrado como "rei" de Norte a Sul do País, os outros cantores da Jovem Guarda começavam a sumir e surgiam novidades como The Fevers, que substituiam Os Incríveis na preferência popular e movimentavam as festinhas do interior. Em cidades como Caetés, Capoeiras, Lajedo e Jupi surgiu a onda dos "assustados", que reunia a moçada para paquerar, dançar e namorar. Tudo meio comportado, pois erámos moços e inocentes e na região ninguém sonhava ainda com esse negócio tão comum hoje em dia que se chama Motel.
Sem que estivéssemos devidamente preparados para novidade, de repente começamos a ouvir no rádio uma música completamente diferente daquela a que estávamos acostumados. Não eram os iê-iê-iês de Roberto e sua turma, não parecia em nada com o som dançante dos Fevers, muito menos com os baiões de Luiz Gonzaga, que também curtíamos. Era uma coisa meio louca, irradiada, como se o cara estivesse despejando palavras ao ritmo de uma metralhadora e querendo passar algum recado que ainda não tinha sido dado: "Eu queira estar contente, porque sou um cidadão respeitável e ganho quatro mil cruzeiros por mês...". Com pouco tempo saberíamos o nome daquele camarada que estourava nas paradas de sucesso do Brasil, chegando, com o sucesso de seu "Ouro de Tolo", a ser entrevistado e louvado nas páginas de O Pasquim, o alternativo capaz de enfrentar a ditadura militar de Garrastazu Médici.
No ano seguinte fui pela primeira vez a Angelim, participar de uma partida de futebol, e no ARA, o Clube local, uma vitrola (para os mais novos: era assim que se dava o nome aos aparelhos de som daquela época) tocava sem parar o segundo LP do Raul, então já um ídolo no país. O disco trazia Gitã, Trem das Sete, Medo da Chuva e outras músicas inesquecíveis que ainda hoje agradam pessoas de todas as idades.
Raulzito, ex-produtor de Jerry Adriani e Renato e seus Blue Caps virou Raul Seixas, tornou-se um grande vendedor de discos, e na parceria que fez com o futuro escritor Paulo Coelho ganhou fama de "filósofo", "esotérico", "lunático" e "maluco". Fez músicas inclusive falando de discos voadores e deu entrevistas garantindo já ter visto os tais discos e seus ocupantes.

TENTE OUTRA VEZ

Não há condição, neste espaço, de descrever toda trajetória do artista e analisar disco por disco. Então, vamos ao que realmente interessa ao escrever sobre o cantor. O terceiro LP de Raul Seixas teve a mesma qualidade dos dois primeiros em parceria com Paulo Coelho. Foi intitulado Novo Aeon e a música título é uma das melhores do álbum, que trouxe ainda "Tu és o MDC de minha vida", uma sátira interessante ao romantismo da Jovem Guarda, e "Tente Outra Vez", este um grande sucesso do artista que continua tocando como se tivesse sido feita ontem, acho que principalmente por conta da letra encorajadora dizendo para nunca desanimar, ir em frente, não desistir, dando a entender que cada um é capaz de "chegar lá".
Daí em diante, embora ainda tenha feito alguns trabalhos junto com Paulo Coelho, Raul Seixas nunca conseguiu reeditar a criatividade de "Ouro de Tolo", "Gitã" e "Novo Aeon". Claro, tivemos "Como Vovó Já Dizia", "Há 10 mil anos atrás" e "Maluco Beleza", esta última virando quase sinônimo de Raul Seixas.
Acredito, porém, que a mudança de parceiro, de companheiras, de gravadoras e certamente o álcool e as drogas foram destruindo o cantor. Ele, então, em vez de evoluir foi ficando decadente, terminou por adoecer e morrer muito jovem, apenas com 45 anos de idade.
Raul foi um artista popular que só pelos primeiros cinco discos que lançou assinalou definitivamente seu nome na música brasileira. Não fazia iê-iê-iê, não era puro rock ou MPB no sentido de gênero que essas três letras ganharam. Nem bossa nova, samba ou um pop na linha de Cazuza, Renato Russo e outros monstros sagrados da música nacional que vieram depois. O Raulzito foi um caso único mesmo, como um cometa, que passou e deixou uma marca difícil de apagar no cena artística do país.
Não era um grande cantor, como ele mesmo reconheceu; foi um bom intérprete em alguns momentos e a qualidade de algumas composições suas deixaram muito a desejar, como por exemplo o "Rock das Aranhas", revelando uma espécie de preconceito tosco contra as lésbicas e "Eu também vou reclamar", quando mostra muita deselegância em relação aos seus colegas da música popular brasileira". Sobra até para Caetano e Belchior, artistas corretos e de muito talento. (Como o compositor de "Maçã", um belo hino em defesa do amor livre, seria capaz de atacar de maneira tão feia o amor entre duas mulheres?).
Raulzito casou cinco vezes e teve três filhas. As duas mais velhas moram nos Estados Unidos e a caçula, Vivi Seixas, de 28 anos, é casada com americano no entanto mora aqui mesmo no Brasil. Ela não é cantora, mas algo do pai herdou: trabalha como DJ e pensa inclusive em produzir um CD dentro da sua linha de trabalho reunindo sucessos do pai.
Acredito que sem Paulo Coelho o cantor e compositor baiano não teria ido tão longe na música brasileira. O hoje escritor famoso deve ter sido o responsável pelas melhores letras e trabalhosde Raul. Tanto é que quando se separaram começou a decadência. O autor de O Alquimista é e era capaz de se apropriar de obras alheias para vender como se fosse criação sua. A prova está numa das músicas mais bonitas cantadas por Seixas, "Água Viva", incluída no LP "Gitã" e assinada pela dupla. No entanto, os versos são um verdadeiro plágio de um poema de São João da Cruz e o livro deste católico ainda pode ser encontrado para comprovação da fraude. Não custava ter dado o crédito e a canção deveria ter sido assinada assim: "Música e letra de Paulo Coelho a partir dos versos de São João da Cruz". Abaixo, segue a letra de"Água Viva", que também é o título de um livro de Clarice Lispector.

ÁGUA VIVA

Eu conheço bem a fonte
Que desce aquele monte
Ainda que seja de noite
Nessa fonte está escondida

O segredo dessa vida
Ainda que seja de noite
"Êta" fonte mais estranha,
que desce pela montanha
Ainda que seja de noite.

Sei que não podia ser mais bela
Que os céus e a terra, bebem dela
Ainda que seja de noite

Sei que são caudalosas as correntes
Que regam os céus, infernos
Regam gentes
Ainda que seja de noite
Aqui se está chamando as criaturas

Que desta água se fartam mesmo
às escuras
Ainda que seja de noite
Ainda que seja de noite...

Eu conheço bem a fonte
Que desce daquele monte
Ainda que seja de noite
Porque ainda é de noite!
No dia claro dessa noite!
Porque ainda é de noite


quarta-feira, 19 de agosto de 2009

AÇÕES NA CRISE

Aos pouquinhos o prefeito de Capoeiras, Dudu, vai recuperando os prédios públicos do município, que encontrou quase no chão. Já foram reformadas escolas rurais, o colégio da zona urbana, a praça do centro, a rodoviária, o prédio da prefeitura e agora começou o serviço no açougue público.
Apesar das dificuldades, que hoje atingem todos os prefeitos, Luiz Claudino está fazendo essa ações enumeradas acima, pagando os funcionários dentro do mês, reajustando o salário dos professores e promovendo boas festas.
Em março tivemos uma grande festa de São José, os festejos juninos foram resgatados, teremos nos dias 29 e 30 o I Carnapoeiras (Carnaval fora de época), a VI Expoleite e ainda será realizado o Desfile de Sete de Setembro, que deixou de ser promovido desde o segundo ano da gestão anterior.
Mesmo com tudo isso, o prefeito ainda não está com a popularidade em alta, o que acontece por questões políticas e pelo vício de alguns setores da sociedade municipal.

CORREIO Nº 250

O Correio Sete Colinas completou 10 anos de fundação no dia três de julho. Agora em agosto chega ao número 250. Nem o sério problema de saúde que acometeu este jornalista tirou o jornal de circulação, que continuou saindo com a ajuda de Fernando Rodolfo e Núbia Kênia. A nova edição do periódico já está na gráfica e se tudo corre bem estará nas bancas nesta sexta-feira à tarde. Um dos destaques será uma matéria sobre o Centro de Convenções do Sesc, que até agora não foi construído, apesar do terreno ter sido doado pela prefeitura desde a época de Silvino. O Correio traz ainda colaboradores do porte de Pedro Jorge, Marcos Cardoso, Carlos Janduy e Kitty Lopes.

NAUFRAGA O FESTIVAL DE LITERATURA

O presidente da Academia de Letras de Garanhuns, João Marques, revelou hoje que o 4º festival local de literatura, o FLIG, não será realizado este ano. Claramente, o acadêmico culpou o prefeito Luiz Carlos e o deputado Izaías Régis pelo naufrágio do evento. Talvez realmente não haja interesse da Prefeitura em realizar o Festival de Literatura, mas é preciso ver que o poder público não pode bancar tudo sozinho, principalmente numa cidade do porte da nossa. A Suíça Pernambucana tem todos os requisitos para sediar um evento como o FLIG, porém desde o primeiro que algumas coisas foram encaminhadas da forma errada (isso sem nada a ver com a prefeitura) e por isso chegamos hoje a esse ponto.
Acho que a melhor forma de se promover a cultura é trabalhar com uma paixão verdadeira pela literatura, a música, o teatro, a pintura e outras formas de arte. Isso deve ser feito sem personalismos, egoísmos, vaidades pessoais. Um dos erros do FLIG era atender um grupo de intelectuais recifenses (alguns nem tanto) que vinham aqui só para curtir a cidade às custas do erário.

SETE DE SETEMBRO

O radialista Lenildo Ramos, excelente repórter na área de esportes, falou hoje no Jornal da Sete 1ª edição sobre o time do Sete de Setembro, que disputará mais uma vez o Campeonato Pernambucano da primeira divisão. Um dirigente alverde entrevistado pelo profissional já falava na organização da equipe, que pensa em aproveitar jogadores de Garanhuns e região, além de alguns reforços vindos de outras praças. Estou sabendo também de alguns desentendimentos na diretoria, mas até 2010 vamos esperar que esteja tudo resolvido e o clube local possa fazer uma campanha superior a dos anos anteriores.
Há uma informação a ser confirmada de que a AGA pode voltar a organizar seu departamento de futebol. Assim, o alvinegro garanhuense pode vir a disputar o pernambucano da segunda divisão, oferecendo mais uma alternativa ao povo do Agreste no setor esportivo.

ENQUETE NA RÁDIO JORNAL

A Rádio Jornal Garanhuns fez uma enquete hoje pela manhã e a maioria dos ouvintes não deu boa nota ao prefeito Luiz Carlos de Oliveira. Pelo que estamos ouvindo nas emissoras e vendo nas ruas o governante garanhuense tem realmente que dar uma guinada em sua adminsitração, a partir do segundo ano, para que essa onda de críticas não cresça a ponto de não poder mais ser revertida. Tanto estão faltando obras de visibilidade quanto uma melhor comunicação com o povo.

terça-feira, 18 de agosto de 2009

O VETO A SILVINO

O ex-prefeito Silvino Andrade criou o curso de Direito em Garanhuns e conseguiu muitos dividendos políticos com a iniciativa. A professora Eliane Simões foi importantíssima na concretização desse sonho dos estudantes, pais e comunidade acadêmica. Agora, quando chegamos à primeira turma de formandos, o ex-dirigente foi "barrado no baile". Só que a presidente da AESGA não foi responsável pelo veto. O prefeito Luiz Carlos e o ex-prefeito Bartolomeu foi quem se mexeram para estragar a festa de Silvino. O próprio Bartó fez essa revelação, numa conversa com Marcos Cardoso no Encontro do PR, domingo passado.
Eliane é professora, é técnica e é uma excelente figura humana. Ela não faz politicagem, mas tem de obedecer aos chefes. É por essas e outras que Garanhuns está do jeito que está.
Silvino quando prefeito era prepotente e arrogante demais. Hoje não se dá com Luiz Carlos. Mas ser homenageado pela turma que se formou era uma questão de justiça.

OS CUSTOS DA OBRA

O asfalto da PE-193 começará no entroncamento da PE-180 (no trecho que vem de Belo Jardim), passa pela via urbana de São Bento do Una, pelo povoado Maniçoba, ruas principais de Capoeiras e só termina na Vila do Araçá, em Caetés, no entroncamento com a BR-424. Totaliza 40 km e custará aos cofres públicos perto de R$ 30 milhões.

AS AUTORIDADES

Comecei de propósito com a referência aos populares, porém é importante citar as autoridades que estavam presentes à audiência pública realizada na terra dos Valença. Estavam lá, lutando pelo projeto, o deputado federal Inocêncio Oliveira, o deputado estadual Alberto Feitosa, o vereador de São Bento Washington Cadete e os parlamentares capoeirenses Júnior Rodrigues e Silvestre Guerreiro. Os prefeitos Dudu e Ailton Galego, este último de Jurema, também compareceram. Uma equipe do DER explicou tecnicamente o projeto.

SONHO DE 40 ANOS

Os moradores de São Bento do Una e Capoeiras sonham há pelo menos 40 anos com a ligação dos dois municípios por uma estrada asfaltada. Muitos lutaram por essa obra, Mendoncinha chegou a prometê-la quando estava no governo, mas tudo indica que será o governador Eduardo Campos a concretizar a ideia. Depois de pronta, a nova estrada beneficiará, além das duas cidades, centros como Belo Jardim, Sanharó, Tacaimbó, Caetés e Garanhuns. Muitos feirantes que negociam na sexta em Capoeiras e no sábado em São Bento passarão a usar a PE-193, que hoje é praticamente intransitável.

UMA NOITE EM SÃO BENTO DO UNA

São Bento do Una viveu uma noite inesquecível, ontem, por conta de uma audiência pública realizada no prédio da Câmara Municipal. O assunto era de muito interesse do povo da terra do Bom Jesus: o asfalto da PE-193, que ligará a cidade do Vale do Ipojuca a Capoeiras, no Agreste Meridional. O plenário do Legislativo ficou lotado, com a presença de populares dos dois municiípios e de autoridades que foram apresentar o projeto da obra a ser realizada pelo Governo do Estado.

CHUVAS DE AGOSTO

Estamos no dia 18 de agosto e a chuva não quer dar trégua. Agora mesmo, enquanto teclo no computador, a água bate forte no telhado, como se estivéssemos iniciando um inverno forte ou mesmo fosse daquelas chuvas do final de ano. Antigamente neste mês fazia muito frio e o aguaceiro era mínimo, mas nos últimos anos a coisa mudou um pouco. Quem sabe em setembro teremos enfim o início de verão.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

ESCLARECIMENTO SOBRE O CASO BOM CONSELHO

As informações sobre o que está acontecendo em Bom Conselho me foram repassadas por pessoas que moram naquela cidade. Garanto a prefeita que não ouvi ninguém da oposição. São profissionais liberais respeitados, um deles creio que apoiou sua candidatura e nenhum deles demonstrou nenhuma posição tipo "estou torcendo contra". De minha parte, também não há nenhum interesse em distorcer ou prejudicar. Apenar me reportei aos fatos, considerando que as minhas fontes têm credibilidade. Mas nos meus próprios comentários, como a prefeita mesmo reconhece, procuro mostrar que a situação dos governantes não está fácil em canto nenhum. Nem em Bom Conselho, nem em Angelim, nem em Garanhuns, nem em Capoeiras, onde também trabalho como um dos assessores de Dudu. Se a ilustre governante ou sua assessoria teve o cuidado de ler direitinho o blog, vai ler uma nota a respeito do ex-prefeito de sua terra, onde escrevo que ele "se preocupou mais com a família". E já me informaram que em construir uma mansão na cidade também. Portanto, não estou contra a dirigente bomconselhense, até porque achei muito saudável a sua eleição, assim como a de Celina em Jupi. É de se esperar que as mulheres no poder deem um melhor exemplo, sejam mais sérias do que os homens, pensando mais na população de que nos seus próprios interesses.
Torço para que a crise passe, torço para que os municípios recebam mais recursos e torço para que a senhora Judit Alapenha faça uma excelente administração, livrando Bom Conselho do estigma de prefeitos campeões em nepotismo e outras práticas condenáveis, com exceção, se não estou enganado, de Daniel Brasileiro. Estamos sempre abertos ao diálogo e a busca da verdade, tanto neste blog, quanto no Correio Sete Colinas, jornal que edito já há 10 anos. Um fraternal abraço e muito êxito em sua administração.

CARTA DE JUDITH ALAPENHA

Da prefeita de Bom Conselho, Judith Alapenha, o jornalista recebeu extensa correspondência (levando em consideração que o blog é feio com notas curtas), explicando os problemas políticos que têm ocorrido no seu município e dando resposta a um dos comentários que escrevi neste espaço. Por respeito e dever profissional, o e-mail da governante é publicado na íntegra:


Caro Roberto Almeida,


Tenho acompanhado diariamente aqui no blog a repercussão acerca de comentários surgidos a partir de algumas informações que você recebeu de “um morador de Bom Conselho” a respeito da minha administração. Não poderia deixar de fazer aqui alguns esclarecimentos, se assim você me permitir este espaço, assim como o fiz numa participação ao vivo no programa do amigo Marcos Cardoso. Vamos aos fatos, então.
Confesso que tive uma grande surpresa quando li em seu blog que esse “morador de Bom Conselho” havia informado que meu carro foi apedrejado em uma visita a um distrito. Posso garantir a você e a todos que acompanham o blog que nunca escutei tamanho absurdo, e qualquer morador de Bom Conselho que tenha compromisso com a verdade pode confirmar isto que estou falando. Nunca houve fato ao menos parecido com este relatado por tal pessoa a você, e trabalho muito todos os dias para que isto não aconteça comigo durante esta administração. Também gostaria de desmentir aqui sobre uma suposta depressão que venho enfrentando, todavia esta mentira me causa menos estranheza, já que venho escutando esta balela desde o começo do meu mandato.
Sobre as dificuldades que venho enfrentando para administrar, vou me reportar a suas palavras, que busquei no post sobre minha impopularidade, quando você diz:

“Na verdade as coisas estão difíceis para todos os prefeitos, pois os recursos andam minguando. O povo não sabe de quem é a culpa e joga tudo no governante mais próximo.”


E em outra notícia, sobre a administração de Angelim, quando você fala:



“O fato é que nenhum prefeito está se destacando ainda devido à crise mundial.”



De fato, a crise também chegou ao Brasil, e não como uma marolinha. E para surpresa ou decepção de muitos, e alegria de tantos outros, também chegou aos municípios, derrubando brutalmente a arrecadação e prejudicando o bom andamento do trabalho dos prefeitos, não somente em Bom Conselho, como também, garanto, em tantas outras cidades semelhantes a nossa. Ainda para piorar uma situação que já era ruim, recebi uma prefeitura com orçamento comprometido pelas dívidas das gestões anteriores. Para se ter uma idéia em números, em um recente levantamento feito pela minha equipe, obtivemos a informação que, em apenas 7 meses de governo, paguei quase R$ 1,5 milhão em dívidas de administrações passadas, incluindo pagamentos de contas de água, energia, telefonia, folha de pagamento atrasada, repasses não realizados ao fundo de previdência dos servidores municipais, dívidas com precatórios, e tantos outros débitos que prefiro não citar, para não alongar muito minhas palavras e a vergonha dos meus antecessores. Curioso, entretanto, é como as pessoas tratam com naturalidade esses dados, dizendo que “todo prefeito deixa dívidas”. Não acho isso correto, porque meus princípios contradizem isso, tanto é que todos esses encargos referentes à minha administração (água, luz, telefone, pagamento e previdência dos servidores, precatórios..) estão sendo pagos religiosamente. Assim, a partir do dia 01 de janeiro de 2013, você pode ter certeza, e pode me cobrar depois, que o meu sucessor não precisará pagar nenhuma dívida referente ao período de 2009/2012.

Resumindo: a arrecadação na minha administração caiu, estou pagando dívidas que não assumi, estou pagando meus compromissos em dia, e ainda assim fui taxada de incompetente pelo ex-prefeito do município. O meu governo também pode sofrer críticas de quem não acompanha o dia a dia de Bom Conselho, pois está tudo meio “parado” (vejam só!) e as grandes obras não estão sendo feitas. Confesso a você que gostaria de estar com as máquinas nas ruas, fazendo grandes obras, mas infelizmente também encontrei o município inadimplente junto aos órgãos federais, devido à INCOMPETÊNCIA de alguns antecessores, e assim não posso celebrar convênios para trazer projetos para o município.

Apesar de tudo isso que estou relatando, apesar das dificuldades, sigo trabalhando firme para tirar Bom Conselho desta situação. Me alegro a cada dia vendo que a situação que encontramos em janeiro já é diferente do que vivemos hoje, e com a certeza de que muito em breve poderemos trabalhar a pleno vapor. Sigo junto ao povo, pois assim me elegi, escutando as críticas, e respeitando cada uma delas, e venho fazendo tudo isso sem estar deprimida, e com meu carro intacto (graças a Deus).

Ai você me pergunta: e por que ainda surgem comentários de que a administração de Judith Alapenha anda tão mal? Posso te garantir, meu amigo Roberto, que nunca na história deste município houve uma oposição tão ferrenha a uma administração. Eu brinco dizendo que nem o próprio Judas enfrentou tamanha oposição! E isto se deve a um fato muito simples de se entender. Basta apenas voltar um pouco no tempo...

A minha candidatura a prefeita de Bom Conselho partiu da vontade de pouco mais de 20 pessoas reunidas em uma tarde de maio de 2008 em minha casa. Daquele grupo fez surgir um grande movimento, e em pouco tempo passei de terceira opção a favorita para conseguir chegar ao posto de prefeita. Contando com poucos recursos, mas com o povo ao meu lado, alavanquei a maior vitória já vista em uma eleição na nossa cidade. Com 9.331 votos, fui a candidata mais bem votada na história da cidade em números absolutos, derrotei um ex-prefeito, com um ex-deputado estadual na vaga de vice, além do atual prefeito na época, além de derrotar o grupo que governava a cidade há alguns anos. E o mais gratificante: consegui isso contando apenas com a ajuda e a confiança do povo de Bom Conselho! Para aumentar ainda mais a ira de todos que foram derrotados nesta última eleição, essa vitória do povo de Bom Conselho foi comandada por uma mulher, a primeira a assumir o posto de prefeita. E você quer mais motivo para tamanha oposição? Imagine então derrubar esse povo todo ao lado de uma outra mulher, a minha vice-prefeita Dida Tenório. Numa sociedade machista como a nossa, escutando comentários do tipo “mulher só serve para cozinhar e levar chifre”, posso garantir a você, sem sombra de dúvidas, que a nossa vitória ainda hoje incomoda a muita gente.
Ainda assim, apesar das críticas, eu sigo trabalhando forte. E a minha motivação vem justamente desse breve acontecimento que lhe relatei. Eu sei que ainda conto com a confiança do povo de Bom Conselho, que me permitiu chegar ao cargo de prefeita hoje. Tenho certeza que, assim como eu sempre disse em campanha, não vou decepcionar nenhum deles, mas ainda é cedo para julgar meu trabalho, como você bem disse. Também tenho consciência de que vou ter que enfrentar duras críticas até o fim do meu mandato, ainda que elas não tenham o mínimo fundamento. São atitudes isoladas de uma minoria, e que não vão me abalar.

Espero ter esclarecido alguns dos pontos, e me coloco a inteira disposição deste blogueiro para tirar qualquer dúvida a respeito da minha administração e do que vem acontecendo em Bom Conselho. Aliás, se existe uma coisa a se comemorar nesse mal entendido é que acabei descobrindo uma ótima fonte de notícias da nossa região, já me tornando leitora assídua do seu blog.
No mais, só tenho a agradecer pelo espaço. Gostaria que esse e-mail fosse divulgado na íntegra.


Um forte abraço.

Judith Valéria Alapenha de Lira



A SINA DOS PERNAMBUCANOS

Náutico e Sport continuam a penar na série A do brasileirão. O alvirurrubro, fora de casa, perdeu de 2 a 1 para o Avaí. Continua na tal zona de rebaixamento. O Leão da Ilha do Retiro, com um jogador a mais, levou um gol cruel já nos descontos e foi derrotado pelo São Paulo em casa. Segurou a lanterna da competição.

MTV REPETE PROGRAMA SOBRE O FIG

O programa especial da MTV sobre o Festival de Inverno de Garanhuns, já citado neste blog, foi repetido ontem à noite, pela emissora. Uma boa oportunidade para quem perdeu e até quem já viu deve ter tido interesse de assistir novamente. O que eles fizeram foi realmente muito legal, mostrando o FIG de uma maneira leve, descontraída e com muita competência profissional. Destacaram cada dia da festa, os diversos pólos, ouviram os turistas, os artistas, chamaram a atenção para as oficinas e as belezas da cidade. Uma divulgação igual a essa, totalmente gratuita, vai demorar para a cidade ter novamente.

FINAL DO ENCONTRO

Embora não tenha sido avisado previamente, depois dos discursos políticos no clube, com apresentação do time do Partido Republicano que irá disputar a eleição do próximo ano, o prefeito Dudu convidou todo mundo para um almoço, servido na quadra do Colégio Municipal José Soares de Almeida. A partir daí, cada um pegou seu rumo.

AVALIAÇÃO DO ENCONTRO

O Encontro do PR lotou o Clube Municipal de Capoeiras. Mas como o espaço é grande, cabia mais gente em pé, pelas laterais. Levando em conta, no entanto, que não foi feita nenhuma mobilização especial, o prefeito Dudu não foi para o corpo a corpo visando fazer da reunião um acontecimento político de maior envergadura, podemos afirmar que o público foi satisfatório. Os moradores da zonaa rural, que não estavam em grande número, sempre esperam para comparecer a eventos quando o ano é eleitoral, principalmente se o pleito for municipal.

A PRESENÇA DA IMPRENSA

Por parte da imprensa de Garanhuns e regional estiveram presentes o radialista Marcos Cardoso, da Rádio Marano, Sulipa da Jovem Cap, que transmitiu a reunião política ao vivo, o jornalista José Adalberto Ribeiro, que trabalhou muitos anos no Diário e este blogueiro, integrante também do Correio Sete Colinas. Um profissional de rádio de Caruaru fazia a cobertura para a capital do Agreste, mas infelizmente no corre-corre eu não anotei seu nome.

REPRESENTAÇÃO DE CAETÉS

Praticamente todo o grupo que faz oposição em Caetés estava presente ao encontro realizado em Capoeiras. O ex-prefeito Lindolfo, que disputou a última eleição no município e perdeu por uma diferença pequena, Galego de Zé Miúdo, que se filiou ao PR, o peemedebista Ednaldo Puça, o vereador Armando e seu irmão Aurino e outras pessoas da terra do presidente que se opõe à liderança de Zé da Luz.

BARTOLOMEU

Uma das surpresas do encontro foi a presença do ex-prefeito de Garanhuns, Bartolomeu Quidute, que inclusive compôs a mesa das autoridades e confirmou sua filiação ao PR. Embora se especule que ele será candidato a deputado estadual, o médico garantiu que não tem mais essa pretensão política. De Garanhuns ainda estavam presentes o ex-vereador Gedécio Barros, acompanhado de suaa esposa Sônia, além de Eraldo Caxiado. Todos eles hoje estão fazendo parte do Partido Republicano.

O PR EM CAPOEIRAS

O Encontro Regional do Partido da República (PR), no município de Capoeiras, neste domingo, foi realizado com êxito, tendo sido prestigiado pelas prinicipais lideranças políticas da região. Estavam no Clube Municipal o principal líder republicano no Estado, deputado federal Inocêncio Oliveira, deputados Alberto Feitosa e Esmeraldo Santos, aliados do parlamentar sertanejo, deputado estadual Izaías Régis (PTB), o prefeito Dudu, o vice-prefeito Edgar Rodrigues, os vereadores capoeirenses Silvestre, Carla, Júnior e Afreu, além dos prefeitos de Iati, Alexandre Tenório e Veturosa, Dr. Eudes.

sábado, 15 de agosto de 2009

JULIANA E CLÉO

Para terminar, uma nota mais leve, falando de celebridades.
As atrizes Juliana Paes e Cléo Pires brilham num comercial da Arezzo em que se abraçam e se olham de uma maneira muito sensual. Muitos estão vendo na cena um "culto à homossexualidade".
Entrevistada pela Rede TV, Juliana disse que o ensaio ficou acima de tudo bonito, elegante e sensual. Na opinião dela, se for um culto à homossexualidade não tem problema, "porque estamos em épocas modernas".

"Por que não?", questionou Juliana na TV, ressaltando, apenas, que a intenção não é fazer nenhum tipo de apologia demagoga.

O ORÇAMENTO DO SENADO

O orçamento do senado é de R$ 2,8 bilhões (é bilhões mesmo). Esse dinheiro todo, equivalente ao da prefeitura de Porto Alegre, cidade que tem mais de um milhão de habitantes, é para torrar com apenas 81 senadores e uma penca de funcionários, alguns privilegiados. Absurdos como esses levam a OAB e o principal líder do MST no Brasil, João Pedro Stédile, a defender a extinção do senado da vida pública brasileira.
Interessantes é que alguns políticos, como Roberto Freire e Eduardo Suplicy, defenderam em algum momento de suas vidas essa mesma proposta. Quando chegaram lá, desistiram da ideia.
Particularmente considero - mesmo antes dessa crise - o senado uma excrescência.
Acredito que o país poderia melhorar muito sem o senado, com menor número de deputados federais, estaduais e vereadores.
A democracia não depende da quantidade dos seus representantes nos parlamentos e sim da qualidade. De que adianta ter 100 deputados como Paulo Maluf e apenas um Fernando Gabeira?
O Brasil precisa de uma reforma política séria e de homens públicos que tenham o mínimo de vergonha.

JOGOS DOS BRASILERÃO

Sport e Náutico têm compromissos difíceis na rodada do brasileirão deste final de semana. O rubronegro da Ilha, que está na lanterna da competição, enfrenta o embalado São Paulo. O jogo será no Recife. Já o timbu, pega o Avaí em Santa Catarina, tentando desbancar um time que não perde a oito partidas. Os alvirrubros também estão na zona de rebaixamento.

EDUARDO NA FRENTE

Pesquisa divulgada pelo Vox Poppuli mostra que se a eleição de governador de Pernambuco fosse hoje o socialista Eduardo Campos teria 60% dos votos contra 28% de Jarbas Vasconcelos. Essa realidade aí é muito difícil de mudar, mesmo que Serra - aliado de Jarbas - dispare na eleição de presidente. Por isso que o peemedebista devia se preservar para não levar uma surra histórica do neto de Arraes.

ATENTADO À BOMBA EM QUIPAPÁ

Três pessoas em Vila Nova, distrito de Quipapá, escaparam de morrer hoje de um atentado com explosivos colocados em sua residência. Manoel Cândidato, Maria do Carmo e Edjane Silva seriam as vítimas, que não sofreram nada graças a ação da polícia. O principal suspeito do crime é um homem identificado apenas como Geová. Essa notícia é um dos destaques de hoje do portal maisab.globo.com, da TV Asa Branca.

GISELE

Bem vinda ao blog a bela jornalista Gisele Pecchio, com trabalhos na área de livros para crianças e junto a respeitada Livraria Cultura. Certamente você não será apenas uma leitora passiva das notas que postamos diariamente e poderá colaborar conosco, com a cidade e a região, enviando comentários, críticas e sugestões. Queremos muito que participe, trazendo sua visão de mundo e opiniões.

SECRETÁRIO PARTICIPA DE ENCONTRO DO PR

O secretário de Transportes do Estado, Sebastião Oliveira, confirmou sua participação no Encontro do PR, neste domingo, dia 16, na cidade de Capoeiras. Ele estará ao lado do primo, deputado federal Inocêncio Oliveira, de prefeitos do Partido Republicano no Estado, vereadores e parlamentares de diferentes regiões de Pernambuco. A vinda do secretário para o Agreste foi dada em primeira mão pelo jornalista Inaldo Sampaio, em seu blog no +AB.

PROCON NA AESGA

O Procon já foi instalado uma vez em Garanhuns e depois foi embora, porque a prefeitura não bancou as despesas com as instalações. Agora, com Luiz Carlos de Oliveira, o órgão de defesa do consumidor está de volta e desta feita irá funcionar na AESGA, na Avenida Caruaru, com apoio dos estudantes do Curso de Direito. O Secretário de Direitos Humanos, Aguinaldo Barros, faz uma declaração muito estranha a respeito da vinda do Procon: "O trabalho não vai ser feito confrontando as classes econômicas...". Ora, o órgão estatal foi criado para defender o consumidor e não para atuar como instrumento de conciliação. Quando isto é possível, tudo bem. Mas quando o empresário está errado, abusando da clientela, lesando o freguês, tem de ser punido, por isso será preciso às vezes confrontar. Ou o Procon não é sério? A declaração foi infeliz, coisa de homem público frouxo.

MAIS UMA DA TELEVISÃO

A TV Asa Branca, no noticiário desta sexta à noite, levou ao ar uma boa reportagem sobre a Universidade Federal Rural de Pernambuco, que está formando a sua primeira turma de Pedagogia. No próximo semestre sairão os primeiros veterinários, zootecnistas e agrônomos da unidade acadêmica de Garanhuns. Nós já tínhamos levantado esse assunto antes, no blog, e naturalmente ficamos satisfeitos de assistir uma matéria com o mesmo tema na afiliada da Globo. Eles, inclusive, destacaram um aspecto que foi ressaltado pelo blogueiro: o fato de estudantes pobres da região estarem conseguindo se formar numa universidade de prestígio. Para não dizer que estou contando vantagem é só conferir a nota NOVA REALIDADE, postada na quinta-feira, dia 13.

FESTIVAL NA MTV

A MTV, que antes era um privilégio dos assinantes da Sky e hoje pode ser assistida na TV Aberta, para quem tem antena parabólica, levou ao ar, ontem às 22h30, um programa especial sobre a última edição do Festival de Inverno de Garanhuns. Foi uma bela divulgação da cidade e o repórter não conseguia esconder seu entusiasmo com o evento. Quem é do Sul e Sudeste realmente fica encantado quando descobre no interior do Nordeste um lugar com o clima e a beleza da chamada Suíça Pernambucana.
Devíamos aproveitar matérias como essa, a experiência do 19º FIG e começar já este ano um trabalho para que a vigésima edição do Festival de Inverno seja realmente uma apoteose. Devia haver um grande esforço conjunto da Prefeitura, da Fundarpe, dos empresários, da imprensa, dos deputados que são votados em Garanhuns, para que a festa em 2010 supere tudo que já foi feito. E aí, que venha novamente a MTV, a TV Globo Nacional, a Folha de São Paulo, a Veja, os jornais do Recife e toda a grande imprensa nacional. Que possamos ter na cidade também o governador, o presidente, os candidatos aos governos estaduais e ao Planalto... Se for feito um trabalho eficiente, desde agora, tudo isso é perfeitamente possível. Garanhuns tem de pensar grande.

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

NÁUTICO, SPORT E SETE

O Náutico tem uma média superior a 15 mil pessoas por jogo, o que significa que a cada partida o Timbu preenche 70% da capacidade do estádio dos Aflitos. O Sport leva em média 18 mil pessoas a cada partida do time, cerca de 61% da capacidade da Ilha do Retiro. Esses números mostram que o torcedor pernambucano está apoiando seus times, apesar das campanhas sofríveis dos dois no Campeonato Brasileiro.

Ninguém fala mais na segunda divisão do campeonato pernambucano, uma vez que o Sete de Setembro continua garantido na primeira. Mas sempre tem alguém que se interessa: O Vera Cruz, de Vitória de Santo Antão, está praticamente garantido na primeirona do pernambucano de 2010. É hora dos garanhuenses começarem a pensar na montagem do time alviverde para o próximo ano. É importante para a cidade continuar no grupo de elite do futebol, trazendo ao Gigante do Agreste o Sport, o Santa Cruz, o Náutico, o Central e outros times, que sempre deixam a Suíça Pernambucana com um ótimo astral aos domingos.

CRÍTICA AO MUNDO DA MODA

Baron Cohen é aquele ator engraçado que fez o filme intitulado "Borat", que passou no Cinema Eldorado e hoje você encontra disponível em DVD. Pois bem, ele está de volta em mais um escracho. Desta vez ele faz rir e pensar no longa "Bruno", que ironiza o mundo da moda. Vamos esperar que chege por aqui.
Por falar em mundo da moda, o SBT tem um programa horrível e os erros (e o politicamente incorreto) começam pelo nome: "Esquadrão da Moda". Logicamente se inspiraram no termo "Esquadrão da Morte" para chegar a essa pérola.
Mas o programa faz jus ao nome: dois apresentadores bossais, convencidos que sabem tudo de moda e etiqueta humilham de modo vergonhoso mulheres sem recursos ou cultura suficiente para se vestir bem. Tudo que o personagem - candidato a receber R$ 10 mil para investir no guarda-roupa - sabe é inútil, é brega, é horroroso, na visão da "brigada da moda". Só eles têm a visão do correto, do que se deve vestir ou calçar.
Muita etiqueta, frescura e reacionarismo.
Pobre TV aberta, que tem de viver das coisas de Silvio Santos ou das guerras travadas entre a emissora do bispo e a Globo da família Marinho.

NÚMEROS DO CENSO

Novos números do censo do IBGE, divulgados hoje, estimam que a população brasileira está ultrapassando os 191 milhões de habitantes. Somente o Estado de São Paulo tem mais de 41 milhões de pessoas. Recife, a capital pernambucana, ganhou quase 30 mil novos moradores em dois anos. Enquanto isso, existem municípios no nosso Agreste que crescem pouco ou até têm uma redução do número de moradores. Iati, Jupi, Capoeiras, Saloá, Paranatama e outras cidades há muito tempo estão praticamente na mesma. Existe, apenas, uma pequena transferência de pessoas da zona rural para a urbana. Garanhuns também não tem evoluído tanto assim, em termos populacionais, o que é fácil de explicar. Quando o jovem daqui termina o segundo grau ou a faculdade vai fazer o quê? Uns poucos ficam tomando cachaça e fumando maconha, um grupo menor ainda consegue uma vaga de vendedor em alguma loja do comércio e muitos procuram centros maiores, em busca de melhores oportunidades na vida.

BONS EXEMPLOS

Dois bons exemplos estão sendo dados pela Prefeitura de Garanhuns, que podem contribuir para reduzir o quadro de indigência cultural e dar perspectivas aos jovens. Primeiro, um projeto do governo municipal está incentivando a leitura entre os jovens na faixa dos 16 anos de idade. Este trabalho é feito na biblioteca do Centro Cultural, com coordenação de Ana Glória. A segunda ação positiva se refere à ocupação de jovens da periferia na escola técnica mantida pelo poder público. Eles aprendem uma profissão e já estão fabricando mesas, portões, grades, carrinhos-de-mão e outros utensílios úteis. Claro que é só um pingo no oceano! Mas se a própria prefeitura fizer mais; os clubes sociais, a mídia, as empresas, os governos estadual e federal, as instituições de ensino... Se muito mais pessoas e entidades trilharem por esse caminho as coisas poderão melhorar. E quem sabe um dia ninguém precisará mais roubar fraldas, pão, carne ou qualquer outra coisa. Utopia? Quem sepulta o sonho ou a esperança está morto.

AS TELEVISÕES EM GUERRA

A nota sobre a briga entre a Globo e a Record rendeu um bom comentário do leitor/internauta Lucas Severino. As emissoras, as duas igualmente sujas, continuaram ontem à noite e hoje nos noticiários do meio-dia a guerra pelos corações e mentes dos telespectadores. Na TV do bispo foi lida uma nota em que o locutor, fazendo ar de bonzinho, dizia assim: "Nós não estamos em guerra com ninguém...". Eles estão se digladiando sim, e não precisa dar tiro, como no Iraque, para se criar uma situação bélica. É uma briga feia, suja, que infelizmente envolve grandes profissionais do jornalismo brasileiro. Estes, quando chegam em casa, devem ficar morrendo de vergonha por ter de ler aquelas coisas. O leitor me perdoe a comparação: mais essa baixaria entre os dois canais de televisão parece a lavagem de roupa suja dos políticos de Bom Conselho na Rádio Papacaça. Coisa de mundiça com embalagem de jornalismo de qualidade.

MISERÁVEIS COMOVEM A MÍDIA

O jornalista Fernando Rodolfo, apresentador do Jornal da Sete, na FM Sete Colinas, dedicou praticamente todo o programa de hoje à história de um rapaz do Magano que roubou um pacote de fraldas e está preso. Enquanto isso, a mulher ficou doente em casa, com três filhos pequenos (um deles um bebê de apenas um mês, que nasceu prematuro), sem o marido e comida, remédios ou as fraldas roubadas no desespero. O profissional fez uma campanha e conseguiu um monte de donativos para a família.
Já Ronaldo César, no seu sempre criativo e informativo blog, informa que toda noite uma mulher de idade avançada dorme na porta do Núcleo de Assistência Social da Prefeitura de Garanhuns, o NASG. Ele desconfia que ela faz isso para revender as fichas.
Infelizmente, esses dois casos não são isolados. Nem na cidade, nem no Estado, muito menos no País. Apesar do bolsa-família, do aumento real do salário-mínimo do crescimento do emprego no país (pelo menos antes da crise) e outras coisas positivas da era Lula, a desigualdade social continua brutal, com uma péssima distribuição de renda.
Contribui com esse quadro, também, a corrupção que campeia no País - e não é só no senado federal, é bom que se esclareça. O quadro de corrupção é endêmico: Nos poderes executivo, legislativo, judiciário, nas polícias, no meio empresarial, no setor esportivo e por aí vai. Os pobres, que recebem o mau exemplo que vem de cima, também pensam em dar um jeitinho de se dar bem. Muitos tubarões escapam impunes da roubalheira, mas os pequenos, como esse ladrão de fraldas do Magano, normalmente terminam na cadeia e terminam virando bandidos de verdade porque o sistema não recupera ninguém.
Não estou tendo um ataque de pessimismo, é a nossa realidade.
E isso não será resolvido com ações de caridade ou campanhas isoladas de um e outro, embora seja positivo tanto denunciar, quanto extender a mão a quem precisa. Pior é a omissão, fechar os olhos à realidade ou negar água ou comida a quem precisa.
A questão não será resolvida pela Dilma, Marina, Serra, Aécio ou Ciro. Precisamos de um presidente de vergonha, um congresso que também tenha essa qualidade e que se invista mais em cultura e educação. Quem faz universidade, tem a oportunidade de ler livros ou se habilita a apreciar uma obra de arte no cinema ou no museu dificilmente vai roubar fraldas ou comida no supermercado.
Enfim, os políticos como um todo precisam melhorar, a mídia precisa ser parceira e responsável e conscientizar, e o povo brasileiro, que já evoluiu um pouco, é verdade, precisa avançar ainda mais.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

PONTOS TURÍSTICOS

Na enquete promovida pelo Ronaldo César em seu blog, sobre os pontos turísticos de Garanhuns, deu o Parque Ruber van der Linden disparado. Não é surpresa nenhuma, assim como o fato do Relógio de Flores, Mãe Rainha e o Cristo do Magano terem aparecido muito bem. Agora, vejam o que é manipulação: quando Silvino Andrade era prefeito, foi feita uma enquete na cidade e ganhou com folga a nova (na época) entrada da cidade, que tinha sido construída por ele. No trabalho feito por Ronaldo, quando o internauta votou por livre e espontânea vontade, ficou na frente quem realmente merece. Os escolhidos são realmente os pontos mais bonitos e o acesso leste de Garanhuns, que hoje passa quase desapercebido, ficou no rabo da fila.

BRIGA ENTRE GLOBO E UNIVERSAL

A briga entre a TV Globo e a Igreja Universal fez com que o deputado federal Silas Malafaia, da Assembleia de Deus, usasse a tribuna da Câmara para abordar o assunto. O parlamentar poupou a Globo e bateu pesado em Edir Macedo, a quem comparou a "Lúcifer e Satanás". A verdade nessa história é que tanto a emissora de Roberto Marinho quanto a Record de Edir Macedo cresceram com negócios escusos, tendo o primeiro a ajuda dos governos pós-1964 e o segundo enricado à custa dos ingênuos que acreditam no proselitismo dos pastores da Universal. Infelizmente, tem muita sujeira neste negócio onde usam até o nome de Deus. Se for investigar a fundo mesmo, teremos coisas dignas do senado federal. E fiquem certos que não vai dar em nada: A Globo continuará forte, sem ser questionada, e a Record permanecerá crescendo, graças ao dinheiro dos fiéis. Em tempo: muitos profissionais (certamente a maioria) das duas emissoras não têm nada a ver com as práticas oportunistas dos seus patrões. Ou você acha que a Ana Paula Padrão está fazendo o jogo sujo do Edir Macedo?

INALDO REGISTRA ENCONTRO DO PR

O Encontro Regional do PR, que foi noticiado ontem neste espaço, aparece com destaque hoje no blog do jornalista Inaldo Sampaio, que inclusive integra a página da internet +AB, da TV Asa Branca. O profissional destaca que o deputado federal Inocêncio Oliveira sempre é a principal estrela desses encontros, que servem para promover o partido e promover lançamentos de seus candidatos à Assembléia Legislativa. No próximo domingo, 16, os republicanos se encontram na cidade de Capoeiras e devemos ter uma forte representação de toda região, principalmente Garanhuns.

EXEMPLO DO PARANÁ

Toledo, no interior do Paraná (cidade do ex-bispo de Garanhuns, Dom Irineu), está dando um prêmio de R$ 400 a quem levar informações à polícia que ajudem a combater o tráfico de drogas. Esse trabalho será feito em parceria com as polícias e os conselhos antidrogas. A prefeitura pagará a conta desembolsando o dinheiro da premiação. É uma ideia que poderia ser aplicada também em Garanhuns e outras cidades de Pernambuco, onde a maconha, o crack e outras drogas mais pesadas se espalham cada vez mais. Muitos dos crimes que acontecem no Estado, normalmente envolvendo jovens, estão ligados ao tráfico.

COPA DE FUTSAL

A TV Asa Branca realiza este ano mais uma Copa de Futsal, com equipes de todo Agreste e outrasregiões do Estado. Além de Garanhuns, Caruaru, Lajedo e outros municípios importantes de Pernambuco, agora em 2009 a competição contará com times de cidades que estarão participando pela primeira vez, caso de Jupi e Capoeiras. Lajedo venceu da primeira vez e se não estou enganado Caruaru triunfou depois. Está na hora de Garanhuns, que já teve grandes craques no futebol de salão fazer bonito. Quem sabe não será desta vez?

NOVA REALIDADE

Pelo menos num campo Garanhuns avançou nos últimos anos: no campo do ensino superior surgiram os cursos de Direito (AESGA), Psicologia(UPE), Veterinária, Zootecnia, Agronomia (UFRPE), dentre outros. Agora, no segundo semestre deste ano, a cidade e a região começam a colher os frutos dos novos formandos. A Faculdade de Direito está formando a sua primeira turma de advogados e a Universidade Rural a primeira de novos pedagogos. Com a chegada da UFRPE, principalmente, fatos inusitados começam a acontecer: temos formandos de cidades pequenas da região, como São João, Caetés, Jupi e Capoeiras, que inclusive têm entre os "doutores" pessoas egressas da zona rural. E com isso mais e mais estudantes se interessam em seguir em frente nos estudos. No vestibular deste ano para o curso de Geografia, em Arcoverde, pela primeira vez uma moça da comunidade quilombola do Imbé conseguiu se aprovada para fazer um curso superior.

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

O CORNO EM DISCUSSÃO

A novela "Caminho das Índias" exibiu algumas cenas, ontem à noite, que certamente vão dar muito o que falar. Afinal de contas milhões de brasileiros estão ligados na telinha. Aparentemente, se trata só de "palhaçada, baixaria", sem nada por trás que leve a uma reflexão. Mais para quem fizer uma leitura mais apurada, há uma clara intenção do autor (a) em discutir a figura do corno, tão desmoralizado na cultura brasileira. Existe o corno, mas não há a corna. Em outras palavras, em pleno século XXI a liberdade sexual é permitida aos homens, mas não às mulheres. A personagem Norminha ama o Abel, cuida dele com muito amor, mas no momento em que pula a cerca nada do que faz vale nada. Lavar prato, passar roupa, dar carinho... Todas as qualidades são destruídas porque ela não passa de uma "vadia". Claro, ah muita hipocrisia nisso tudo porque na vida real, por esse Brasil afora existe muita santinha por aí que faz o maridão de besta. E as pesquisas mostram hoje que cerca de 50% dos homens e das mulheres têm relacionamentos extras. Não estou aqui defendendo a figura da quenga, naturalmente. Acredito que se houver amor de verdade e não jogo de interesses, nunca haverá necessidade de trair, de arranjar "válvulas de escape". As cenas da novela, com os bons atores Anderson Muller e Dira Paes foram muito boas. Se fosse cinema, como em Amarcord, seria puro Frederico Fellini.

EUFORIA EM JUCATI

Moradores de Jucati estão eufóricos com a proximidade do início das obras de asfaltamento que liga à cidade a Jupi, tirando-a definitivamente do isolamento. A ordem de serviço já foi assinada pelo governador Eduardo Campos e funcionários das empresas responsáveis pelo serviço já estão negociando com proprietários de terras as desapropriações. Por conta de tudo isso, não se fala em outra coisa em Jucati a não ser no asfalto da rodovia.

VIVA A COMPESA!

Escrevemos há dois/três dias sobre a mudança que está ocorrendo em Garanhuns, com relação à Compesa. A água, que passava meses sumida das torneiras, na maioria dos bairros, agora anda sobrando. Marcos Cardoso, nas suas notas anexadas a este blog, registra que estão até telefonando para as rádios para parabenizar a empresa estatal. Quem te viu e quem te vê! Antes era campeã de reclamações. Para sermos honestos, devemos reconhecer que isto não está acontecendo por acaso, é uma ação do governo Eduardo Campos, iniciada com a nomeação da nova gerente de Garanhuns e que será finalizada com a construção da Barragem do Cajueiro. Tudo indica que a cidade não sofrerá mais por falta d´agua por muitos anos.

OS ÔNIBUS DA CIDADE

Usuários de transporte coletivo da cidade reclamam que os novos ônibus da São Cristóvão dispensaram a figura do cobrador, obrigando o motorista a dirigir, prestar atenção nos passageiros, receber a tarifa e passar troco. Além de causar desemprego colocam os passageiros em risco e acidentes já aconteceram com pouco tempo da novidade. É bom lembrar que Garanhuns tem uma das tarifas mais caras do mundo, levando em conta o preço da passagem e o curto percurso percorrido por cada ônibus.

PROBLEMAS NA TV

Moradores das cidades do Agreste Meridional que se ligam em futebol não entendem porque a TV Globo não tem mais o programa de esportes com as notícias locais. Há cerca de três meses que as afiliadas da emissora do Plim-Plim são obrigadas a transmitir os fatos esportivos do Rio de Janeiro, sobrando pouco espaço para a gente ver o que acontece com o Central, Sport, Náutico e Santa Cruz. Quando sai alguma coisa sobre esses clubes é no AB/TV. O que não dá para entender é que em outros Estados, como Paraíba e Alagoas, as afiliadas continuam com seus programas esportivos locais.

SESC ABRE INSCRIÇÃO PARA ESTÁGIO

O Serviço Social do Comércio, SESC, abriu inscrições para seleção de estágios de nível superior. As vagas na capital e interior atendem a estudantes de diversos cursos, dentre eles arquitetura, artes cênicas, biblioteconomia, ciência da computação, engenharia civil, letras e pedagogia. As inscrições podem ser feitas até o dia 17 deste mês nas unidades de Garanhuns, Arcoverde, Caruaru e nas outras cidades em que funciona uma unidade da entidade da classe comerciária. Os aprovados no concurso que será realizado no dia 23 de agosto receberão uma bolsa no valor de R$ 475.

JOVEM GUARDA

O blog de Ronaldo César informa a mudança da data no Festival da Jovem Guarda, uma iniciativa do deputado Izaías Régis. Será em outubro, perto do Dia da Criança e feriado nacional de Nossa Senhora Aparecida. Os nomes anunciados, apesar de todos já terem passado da meia-idade, são de grande apelo popular. Não será surpresa se a praça pegar público superior a muitos dias do Festival de Inverno. Não faltarão coroas dos dois sexos, querendo ver ou rever Wando, Joana, The Fever, The Pholhas e Benito de Paula.

CARNAVAL FORA DE ÉPOCA

A Garanheta de Garanhuns acabou, mas em compensação Capoeiras resolveu criar um Carnaval fora de época. Nos dias 29 e 30 deste mês, sábado e domingo, acontece a I Carnapoeiras, com trio elétrico, bandas e desfile dos quatro blocos que foram organizados para a festa. A Prefeitura está bancando a contratação dos artistas e a juventude é só alegria. Os organizadores esperam a participação de moradores de outras cidades da região, especialmente Caetés e Garanhuns.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

MARCOS CARDOSO – O SECRETÁRIO DA CIDADE

Uma verdadeira lagoa se forma na calçada da Av. Santo Antonio, bem na praça de táxi da Pastello, toda vez que chove. Quem precisa usar os telefones públicos ou pegar um táxi, tem que nadar.

PRAÇA JARDIM I – O secretário Rafael Lima (agricultura e abastecimento) disse na Manhã Total, que, ainda este ano, a prefeitura estará transferindo para a Praça Jardim, todos os sapateiros e consertadores de sombrinhas e guarda-chuvas que atualmente ocupam a Praça Irmãos Miranda. A idéia é construir boxes que abriguem esses profissionais.

PRAÇA JARDIM II – Com a construção dos boxes, todo o gradil que atualmente impede a passagem de pedestres será retirado. Lembrando que os sapateiros que trabalham na frente do SEBRAE também serão contemplados com boxes.

SÓ LEMBRANÇAS I – Impressionante como nossas autoridades ficaram caladas na questão do fechamento do depósito da Coca-Cola, que deixou na rua pelo menos 17 vendedores, e obrigou 15 a se transferirem para Caruaru, pois do contrário também estariam na rua. Ninguém deu um pio em defesa dos trabalhadores demitidos, e do depósito da Coca-Cola em Garanhuns, agora...SÓ LEMBRANÇAS.

SÓ LEMBRANÇAS II – Numa ação isolada a Casa das Balas resolveu boicotar os produtos Coca-Cola. Não está vendendo os produtos da multinacional em protesto pelo fechamento do depósito aqui em Garanhuns e a demissão de funcionários.

PARABÉNS – A população de Garanhuns começa a telefonar para as emissoras de rádio da cidade, parabenizando a Compesa pela melhoria no sistema de abastecimento d’água. Tem consumidor recebendo água durante 15 dias seguidos, fato que nunca aconteceu antes.

APAE I – A entidade que está completando 40 anos em Garanhuns participa do módulo solidário da campanha Todos com a Nota, do governo estado, com o objetivo de conseguir uma casa onde possa abrigar seus alunos que perderam os pais. É só você depositar seus cupons fiscais nas urnas espalhadas pela cidade.

APAE II – A presidente da APAE, Ana Veloso, disse que pelo menos três ex-prefeitos de Garanhuns lhe prometeram sanear e pavimentar a rua onde está localizada a entidade, mas até agora nada. A lama e a poeira tomam conta, impedindo o acesso dos cadeirantes. Está na hora de Luiz Carlos acabar com esse descaso.

O POVO QUER SABER I – Onde foram parar os quatro ou cinco ministros do Governo Lula, anunciados pelo prefeito Luiz Carlos e que viriam ao Festival de Inverno?

O POVO QUER SABER II – Será que os artistas de Garanhuns que se apresentaram no Festival de Inverno vão receber seus cachês ainda este ano?

O POVO QUER SABER III – Por que, ao invés de convidar o deputado estadual Izaías Régis para acompanhá-lo à Brasília para a audiência com o presidente Lula, o prefeito Luiz Carlos preferiu levar Marinho da Pérola?