SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

BRIGA DE PIGMEUS


Pigmeus são povos de pequena estatura, da África. Na década de 70, se tornaram conhecidos até entre a garotada, pois eram personagens populares do gibi do Fantasma

Todos estamos acostumados a ver baixaria entre os políticos. Quando chegam as campanhas, o jogo sujo fica claro especialmente nos municípios pequenos, como Capoeiras, Caetés, Angelim, São João, Jupi e por aí vai. Mas quem disse que é só nas cidadezinhas que os homens públicos se comportam sem ética e sem escrúpulos? A briga travada nos últimos dias entre o senador Sérgio Guerra, um homem rico, e o deputado e presidente da CNI, Armando Monteiro, igualmente pertencente as classes abastadas, faz corar de vergonha quem imaginou que os dois eram pessoas altamente educadas e civilizadas. Na nota anterior sobre o assunto, citamos que Armando Neto chamou o colega de pigmeu. Recebeu uma resposta igualmente atrevida: "Quem gosta de andar com gente pequena é o deputado. Ele vive acompanhado desse pessoal que faz festas", cutucou, se referindo tanto ao caso da Secretaria de Turismo do Estado/Empetur, quando ao episódio envolvendo as verbas do Ministério do Turismo. Sobrou até para o nosso Izaías. Na verdade, essa discussão toda só tem um nome: baixaria! Que não contribui em nada com as demandas de Pernambuco. Tanto Armando Monteiro quanto Sérgio Guerra estão no Congresso com uma boa quantidade de votos dados pelo povo de Garanhuns. E o que trouxeram até hoje para o município? O deputado ainda tem esses centros de saúde eleitoreiros e a Escola do Senai. O senador arrumou umas verbas aí, nos tempos de Silvino. E só. Indústria, Fábrica para gerar emprego, não vi nenhuma até agora. E olha que um deles é o presidente da Confederação Nacional da Indústria e toda eleição tem 10/12 mil votos por aqui. Posso estar muito ousado hoje, mas vou escrever: eles se merecem! Exercem funções importantes no país, possuem dinheiro e poder, porém neste momento são pequenos nas ações e gestos. E pelo menos em relação a Garanhuns, têm recebido muito mais do que oferecido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário